Água subterrânea em Vitória da Conquista – BA: gestão dos recursos e vulnerabilidade / Groundwater in Vitória da Conquista – BA: resource management and vulnerability

Eduardo Silveira Bernardes, Liliane Ibrahim, Claudio Meira de Andrade, Débora Leonardo dos Santos

Resumo


O Planalto de Conquista no sudeste da Bahia (Brasil) é uma região de 12.000 quilômetros quadrados no interflúvio de dois rios importantes: Rio de Contas e Rio Pardo. Com um relevo aplainado em altitudes de até 1.000 metros, essa unidade geomorfológica é coberta de sedimentos arenosos do Cenozóico que representam um aquífero no semiárido brasileiro com mais de 500.000 habitantes distribuídos ao redor. Depressões tectônicas formando lagos podem ser consideradas área de recarga do aquífero, mas nas proximidades das cidades esses lagos recebem a deposição de todo tipo de resíduos que contaminam a água subterrânea. Os poços analisados têm profundidade entre 25 e 70 metros e vazão entre 1 e 10 m3/hora. Trata-se de um aquífero livre, composto por camadas arenosas terciárias e quaternárias. As amostras analisadas confirmam a potabilidade das águas dos poços tubulares para abastecimento público nas áreas sem fonte de contaminação por fossas. Recomenda-se que ao redor das áreas alagadiças da cidade sejam criadas áreas de preservação ambiental pela sua vulnerabilidade à contaminação do aquífero por disposição de lixo e resíduos de construção civil.


Palavras-chave


Planalto de Conquista, aquifero, sustentabilidade

Texto completo:

PDF

Referências


BAHIA-RURAL. Produção de fécula da mandioca retoma fôlego em Vitória da Conquista. Disponível em Acesso em 26 jun 2020.

CBPM – Companhia Baiana de Pesquisa Mineral. Mapa Geológico do Estado da Bahia. Salvador: CBPM/CPRM, 2003. Disponível em Acesso em 29 jun 2020.

HIRATA, R. Recursos hídricos. In: Wilson Teixeira et al (Org.). Decifrando a Terra. São Paulo: Oficina de Textos, 2000. Cap. 20, p. 421-444.

LAGESOLOS – Estudo de caracterização do solo e condições hidrogeológicas da área da bacia de infiltração no Distrito Industrial de Imborés, Vitória da Conquista-BA. Relatório do geólogo Alexandre Mattos de Caúla e Silva para a Imboré Indústria de Refregerantes Ltda., para obtenção da Licença de Operação junto ao CRA. Inédito.

OLIVEIRA, E. & CORDEIRO, N. A ocupação dos alvéolos de cabeceira na vertente sul da cidade de Vitória da Conquista-BA. In: IV SEMINÁRIO DE GEOGRAFIA FÍSICA E APLICADA, 2006, Maringá. UEM, 2006. V. 1. p. 1.

SANEPAR. Gestão sustentável dos aquíferos. Disponível em Acesso em 12 jun 2020.

SANTOS, C. R. & HARDT, L. P. A. Qualidade ambiental e de vida nas cidades. In: GONZALES, S. F. N. et al. (Org.). Planejamento e urbanismo na atualidade brasileira: objeto teoria prática. Rio de Janeiro: Livre Expressão, 2013. Cap. 6, p. 151-168.




DOI: https://doi.org/10.34188/bjaerv3n3-044

Apontamentos

  • Não há apontamentos.