Influência dos diferentes estágios de maturação do fruto na germinação de sementes de pimenta de cheiro / Influence of different fruit maturation stages on the seed germination of smell pepper

Alex Silva Alves, Jonathan Correa Vieira, Frances Marques Moreira, Celeste Queiroz Rossi, Dayse Drielly Souza Santana Vieira

Resumo


A produção e o consumo de pimentas no território nacional aumentam a cada ano, e pode ser considerado uma riqueza cultural. Estudos que viabilizem o melhor entendimento e desenvolvimento desse sistema de produção são de suma importância, visto que a grande maioria dos produtores são oriundos da agricultura familiar. Diante disso, o presente trabalho teve por objetivo verificar a influência do estágio de maturação do fruto de pimenta de cheiro sob as variáveis de porcentagem e índice de velocidade de germinação (IVG). Para isso, foram coletados frutos com diferentes estágios de maturação em uma mesma matriz, sendo realizada a classificação da maturação em acordo a cor do fruto (verde - T1; amarelado - T2; alaranjado - T3; e vermelho - T4), e em sequência realizado o teste de germinação. Os resultados indicaram que tanto para a porcentagem de germinação, quanto para o IVG, as sementes oriundas de frutos verdes (T1) apresentaram valores inferiores e diferentes estatisticamente, das sementes retiradas dos frutos das outras colorações (T2, T3 e T4). Diante disso, pode-se sugerir que para se obter uma maior porcentagem e velocidade de germinação, é indicada a colheita de frutos que estejam com colorações amareladas, alaranjadas e/ou vermelhas.


Palavras-chave


A produção e o consumo de pimentas no território nacional aumentam a cada ano, e pode ser considerado uma riqueza cultural. Estudos que viabilizem o melhor entendimento e desenvolvimento desse sistema de produção são de suma importância, visto que a grand

Texto completo:

PDF

Referências


BRASIL. MAPA. 2009. Regras para análise de sementes. Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento. Secretaria de Defesa Agropecuária. Brasília, DF: Mapa/ACS. 395p.

COSTA, C. S. R. da; HENZ, G. P. (Ed.). Pimenta (Capsicum spp.). Brasília, DF: Embrapa Hortaliças, 2012. (Embrapa Hortaliças. Sistemas de produção, 2). Disponível em: . Acesso em: 28 jul. 2019.

DOMENICO CI; COUTINHO JP; GODOY HT; MELO AMT. 2012. Caracterização agronômica e pungência em pimenta de cheiro. Horticultura Brasileira 30: 466-472.

FIGUEIREDO, J. C.; DAVID, A. M. S. de S.; SILVA, C. D. da; AMARO, H. T. R.; ALVES, D. D.. Maturação de sementes de pimenta em função de épocas de colheita dos frutos. Revista Scientia Agraria. vol. 18 n°. 3 Curitiba jul/dez. 2017 p. 01-07.

GONÇALVES, V. D.; MULLER, D. H.; FAVA, C. L. F.; CAMIL, E. C.. Maturação fisiológica de sementes de pimenta ‘bode vermelha’. Revista Caatinga, Mossoró, v. 28, n. 3, p. 137 – 146, jul.- set., 2015.

PEREIRA, F. E. C. B.; TORRES, S. B.; SILVA, M. I. de L.; GRANGEIRO, L. C.; BENEDITO, C. P.. Qualidade fisiológica de sementes de pimenta em função da idade e do tempo de repouso pós-colheita dos frutos. Revista Ciência Agronômica, v. 45, n. 4, p. 737-744, out-dez, 2014.




DOI: https://doi.org/10.34188/bjaerv3n3-038

Apontamentos

  • Não há apontamentos.