Métodos de interpretação para teste de qualidade em solos a partir da Cromatografia Circular Plana (FCC) / Interpretation methods for soil quality testing from Flat Circular Chromatography (FCC)

Walter Santos Oliveira, João Lucas do Vale Costa, Eldimar Pereira Cardoso, Roseane de Nazaré Pereira Teixeira, Maria Eduarda da Silva Oliveira

Resumo


A cromatografia circular plana (FCC) é um métodode separação de componentes que se divide em duas fases, fase estacionária e fase móvel. A fase estacionária envolve a reação de Hidróxido de Sódio 1% (NaOH) com amostra de solo e a impregnação de Nitrato de Prata (AgNO3) no papel filtro. A fase móvel envolve a absorção pelo papel filtro da solução de Hidróxido de Sódio com solo. Atualmente a FCC indica uma leitura da qualidade da vida do solo através da harmonia de cores e desenhos entre os componentes minerais, orgânicos, energéticos e eletromagnéticos. Essa inter-relação compõe o metabolismo do solo vivo assim como a disponibilidade e eficiência, sendo, a solubilidade, concentração, constância e qualidade biológica dos nutrientes. No Brasil o método de análise tem sido amplamente divulgado nas ciências agrárias. No entanto, o desafio em interpretar o amplo espectro de resultados dos cromatogramas deu base para a escrita deste artigo cujo objetivo foi realizar uma sistematização das principais metodologias de análise de resultados e interpretações das zonas formadas por cromatogramas bem como de pesquisas inovadoras fora e dentro do Brasil. Os resultados apresentam pesquisas com a caracterização de tipos de manejo e arranjos produtivos de diversos de solos. Também, com o uso de softwares analisam propriedades de imagens, distribuição e números de partículas para a determinação de graus de tonalidade, saturação e entropia de cores. E, através de estatística experimental a correlação desses padrões cromatográficos e teores minerais e orgânicos de resultados de análise química de solos. Conclui-se que o avanço nas metodologias de compreensão dos resultados da FCC apresentou expressivo crescimento na última década, com o uso de métodos científicos e tecnológicos de alta precisão, abrindo a possibilidade de consolidar o método FCC como real instrumento de análise da saúde do solo assim como também de compostos. O presente artigo se apresenta como leitura para a prática de novas metodologias que levam a maior compreensão dos cromatogramas.


Palavras-chave


Inovação social, saúde do solo, produção orgânica.

Texto completo:

PDF

Referências


ABRAHAM, M. H. 100 years of chromatography—or is it 171? Journal of Chromatography A, p. 113–114, 21 out. 2004. Disponível em: . Acesso em: 28 maio. 2019.

BEZERRA, L. P. Implantação de Sistemas Agroflorestais na Agricultura Familiar: um caminho para a transição agroecológica. 20 fev. 2018. Disponível em: . Acesso em: 31 ago. 2019.

Cabrera J. Texture analyzer [Internet]. c2003–2005; [cited 2015 Dec 9]. Available from: http://rsb.info.nih.gov/ij/plugins/texture.html.

CAMPOS, L. A. F. de et al. Produção de biofertilizante e Análises cromatográficas do solo. Disponível em: . Acesso em: 31 ago. 2019.

COLLINS, T. J. ImageJ for microscopy. BioTechniques, v. 43, n. 1S, p. S25–S30, 1 jul. 2007. Disponível em: . Acesso em: 28 maio. 2019.

ETTRE, L. S.; SAKODYNSKII, K. I. M. S. Tswett and the Discovery of Chromatography I: Early Work (1899–1903). Chromatographia, v. 35, n. 3, p. 223–231, 1 fev. 1993. Disponível em: . Acessoem: 28 maio. 2019.

FOLLADOR, B.; PFEIFFER, E. Portraying Soils and Compost : Color , Form , and Pattern. In: Anais...2015. Disponível em: . Acesso em: 31 ago. 2019.

GRACIANO, I. Avaliação da saúde do solo por meio da cromatografia de Pfeiffer: Aspectos metodológicos e aplicações. 2018. Universidade Estadual do Norte do Paraná, Bandeirantes (PR), 2018. Disponível em: . Acessoem: 30 ago. 1989.

INTERLAB [Internet]. c2011–2015; [cited 2015 Dec 9]. Available from: https://sites.google.com/site/sitointerlab/IUPAC. 1997. Compendiumofchemicalterminology. 2nd ed. Oxford: BlackwellScientific.

KEHL, L. G. H. SOGLIO, F. K. D. Cromatografia de Pfeiffer como ferramenta para avaliar a qualidade de solo em Sistemas Agroflorestais. XXVI Salão de Iniciação Científica - UFRGS 2014: Conhecimento, formação. Inovação. Porto Alegre (RS).. Disponível em: . Acesso em: 31 ago. 2019.

KOKORNACZYK, M. O. et al. Self-Organized Crystallization Patterns from Evaporating Droplets of Common Wheat Grain Leakages as a Potential Tool for Quality Analysis. The Scientific World Journal, v. 11, p. 1712–1725, 17 out. 2011. Disponívelem: . Acessoem: 28 maio. 2019.

KOKORNACZYK, M. O. et al. Qualitative Discrimination between Organic and Biodynamic Sangiovese Red Wines for Authenticity. AnalyticalMethods, v. 6, n. 18, p. 7484–7488, 22 ago. 2014. Disponível em: . Acessoem: 28 maio. 2019.

KOKORNACZYK, M. O. et al. Droplet Evaporation Method as a New Potential Approach for Highlighting the Effectiveness of Ultra High Dilutions. Complementary Therapies in Medicine, v. 22, n. 2, p. 333–340, abr. 2014.

KOKORNACZYK, M. O.; DINELLI, G.; BETTI, L. Approximate Bilateral Symmetry in Evaporation-Induced Polycrystalline Structures from Droplets of Wheat Grain Leakages and Fluctuating Asymmetry as Quality Indicator. Die Naturwissenschaften, v. 100, n. 1, p. 111–115, jan. 2013.

Kokornacsyk, M. O. Primavera, F. Luneia, R. Baumgartner, S. &Betti, L. Analysis of soils by means of Pfeiffer’s circular chromatography test and comparison to chemical analysis results. In: Biological Agriculture & Horticulture, an International Jornal for Sustainable Production Systems. ISSN: 0144-8765, 2016.

MIPAF. 1992. Gazzetta Ufficiale della Repubblica Italiana [Official Gazette of the Italian Republic]. Serie Generale n. 121:58–87.

MIPAF. 1999. Gazzetta Ufficiale della Repubblica Italiana [Official Gazette of the Italian Republic]. Serie Generale. 248:1–50.

MIRANDA, A. A. C.; SALLA, L. M. X.; ARAUJO, A. E. de. Uso da Cromatografia de Pfeiffer como indicador de qualidade do solo: monitoramento do manejo agroecológico da UR-MECA/UFPB. Cadernos de Agroecologia, v. 13, n. 1, 22 ago. 2018. Disponível em: . Acesso em: 31 ago. 2019.

NOVAES, W. de O. F. et al. Estudo da cromatografia de Pfeiffer como alternativa agroecológica para análise de solos. Cadernos de Agroecologia, v. 13, n. 1, 22 ago. 2018. Disponível em: . Acesso em: 31 ago. 2019.

OLIVEIRA, W. S.; OLIVEIRA, M. E. S.; NASCIMENTO, J. T.; coordenadores. Cromatografia de Pfeiffer como teste de qualidade de solos. Apostila da oficina do XI SICOOPES e II FECITIS. Núcleo de Pesquisa em Ciências do Solo e Água da Amazônia - NUPECSA do IFPA – Campus Castanhal, 2018.

PERUMAL, K.; ANANTHI, S.; ARUNKUMAR, J. Innovative and Simplest Alternative Analytical Technology (AAT) for Testing Soil Nutrients. JORNAL OF SOIL SCIENCE RESEARCH, v. 1, n. 1, p. 10, 2016. Disponívelem: .

PFEIFFER, E. Chromatography applied to quality testing. 1984. Wyoming, USA: Bio-Dynamic Farming and Gardening Association:44 p.

PIAN, L. B. Chromatography of Pfeiffer: Principles, Method and Use in Perception of Soils. p. 46, 2017. Disponível em: . Acesso em: 31 ago. 2019.

Ribeiro, A. V. S.; Nery, I. L. P.; Mariano, J. S.; Maciel, B. C. M.; Nina, N. C. Cromatografia de Pfeiffer aplicada a solos amazônicos no Projeto de Assentamento (P.A.) Uatumã, Presidente Figueiredo – AM. IV Seminário Internacional de Ciência do Ambiente e Sustentabilidade na Amazônia – Amazônia 2030. Manaus, 2016.

SAAVEDRA, T. M.; FIGUEROA, G. A.; CABALLERO, V. P. Chromatography of Pfaiffer in the Analysis of Soils of Productive Systems. Revista Mexicana de Ciencias Agrícolas, v. 9, n. 3, p. 9, 15 maio 2018. Disponível em: . Acesso em: 31 ago. 2019.

SIQUEIRA, J. B.; MARQUES, G. dos S.; FRANCO, F. S. Construção de Conhecimento Agroecológico Através da Experimentação da Cromatografia de Pfeiffer, uma Análise Qualitativa dos Solos. 16 a 19 de novembro de 2016. AGROECOL 2016. Dourados (MS), Brasil.

SIQUEIRA, I. de. Avaliação da fertilidade e vitalidade do solo pela cromatografia de Pfeiffer e seu potencial para motivar manejos agroecológicos. 18 out. 2016. Disponível em: . Acesso em: 31 ago. 2019.

SILVA, P. V. C. et al. Cromatografia de Pfeiffer para avaliação da qualidade do solo em diferentes sistemas de manejo de solos, no Maciço de Baturité. RESUMOS DO VII ENCONTRO DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA. V SEMANA UNIVERSITÁRIA, p. 7, 2018. Disponível em: .

TENÓRIO, L. L.; BENATTO, L.; SANTOS, L. L. C.; COSTA, N. D. F.; COSTA, T. D.; ROCHA, C. T. Cromatografia de Pfeiffer – a autocertificação camponesa. Resumos do VII Congresso Brasileiro de Agroecologia. 12 a 16/12/2011. Fortaleza (CE), Brasil.

VON WAGNER, A. F.; Cromatografia como indicador da saúde do solo. Resumos do VIII Congresso Brasileiro de Agroecologia. 25 a 28 de novembro de 2013. Porto Alegre (RS), Brasil.




DOI: https://doi.org/10.34188/bjaerv3n3-031

Apontamentos

  • Não há apontamentos.