Distribuição espacial de enteroparasitos na zona rural de Limoeiro do Norte – CE / Spatial distribution of enteroparasites in the rural zone of Limoeiro do Norte – CE

Carlos Vangerre de Almeida Maia, Gustavo Souza Valladares, Izabella Cabral Hassum, Antonio Carlos dos Santos

Resumo


As enteroparasitoses constituem indicador de status socioeconômico, cuja freqüência pode não ser uniforme dentro de um município. O objetivo deste trabalho foi conhecer a freqüência de casos de enteroparasitoses registrados pelo Laboratório do Hospital Regional Deoclécio Lima Verde (LHRDLV) em Limoeiro do Norte – CE, em usuários do Sistema Único de Saúde (SUS), provenientes das Unidades Básicas de Saúde (UBS), situadas na Zona Rural do município. Fez-se análise descritiva dos resultados dos exames de fezes dos pacientes utilizando o teste de qui-quadrado (X²) com 95% de confiança (p < 0,05). Posteriormente, através do softwere ArcGis (10.1), foi criado mapa da prevalência enteroparasitária intrarregional. Os resultados não mostram diferenças estatisticamente significantes entre a prevalência do evento na Zona Rural do município, porém é valido que as intervenções de controle epidemiológico devem ser feitas, respeitando as peculiaridades locais e elencando áreas de maior risco, onde o geoprocessamento aparece como uma ferramenta útil na identificação dessas áreas.


Palavras-chave


Geoprocessamento, Prevalência Enteroparasitária, Risco, Saúde.

Texto completo:

PDF

Referências


ALVES, J. S. Vulnerabilidade socioambiental no Estado do Acre: riscos sociais e ambientais na microbacia hidrográfica do Igarapé Fundo. In: V Encontro Nacional da ANPPAS, 2010, Florianópolis- SC. Disponível em: . Acesso em: 16/07/2013.

ANDRADE, E. C. ; LEITE, I. C. G. ; RODRIGUES, V. O. ; CESCA, M. G. Parasitoses intestinais: uma revisão sobre seus aspectos sociais, epidemiológicos, clínicos e terapêuticos. Revista de APS, v. 13, p. 231-240, 2010.

AYACH, L.R.; GUIMARÃES, S.T.L.; CAPPI, N.; AYACH, C. Saúde, saneamento e percepção de riscos ambientais urbanos. In: Caderno de Geografia, v.22, n.37, p.47 – 64, 2012.

BARBOSA, F. C.; RIBEIRO, M. C. M.; MARÇAL JUNIOR, O. Camparação da prevalência de parasitoses intestinais em escolares da zona rural de Uberlândia (MG). Revista de Patologia Tropical, Goiânia (GO), v. 34, n.02, p. 151-154, 2005.

BELLIN, M.; GRAZZIOTIN, N.A. Prevalência de parasitos intestinais no município de Sanandauva/RS, Newslab, v. 18, n. 104, p. 116 – 122, 2011.

CASTRO, C. M. de; PEIXOTO, M. N. de O; RIO, G. A. P. do. Riscos Ambientais e Geografia: Conceituações, Abordagens e Escalas. Anuário do Instituto de Geociências – UFRJ, v. 28. n 2, p. 11-30. 2005.

COURA, C.F.; WILLCOX, H. P. F.; TAVARES, A. M.; PAIVA, D. D.; FERNANDES, O. RADA, E. L. J. C.; PEREZ, E. P.; BORGES, L. C. L.; HIDALGO, M. E. C.; NOGUEIRA, M. L. C. Aspectos epidemiológico, sociais e sanitários de uma área do Rio Negro, Estado do Amazonas, com especial referência às parasitoses intestinais e à infecção chagásica. Caderno de Saúde Pública, v. 10, supl. 2, p. 331 – 334, 1994.

FONTBONNE, A.; FREESE-DE-CARVALHO. E.; ACIOLI, M. D.; SÁ, G. A.; CESSE, E. A. P. Fatores de risco para o poliparasitismo intestinal em uma comunidade indígena em Pernambuco. Caderno de Saúde Pública, v. 17, n. 2, p. 367 – 373, 2001.

GOMES, R; NASCIMENTO, E.F. ARAÚJO, F.C. Por que os homens buscam menos os serviços de saúde do que as mulheres? As explicações de homens com baixa escolaridade e homens com ensino superior. Caderno de Saúde Pública, v.23, n. 3, p. 565 – 574, 2007.

MATI, V. L. T. ; PINTO, J. H. ; MELO, A. L. . Levantamento de parasitos intestinais nas áreas urbana e rural de Itambé do Mato Dentro, MG, Brasil. Revista de Patologia Tropical, v. 40, p. 92-96, 2011.

REBELO, F. Significado e dimensões do risco: entre a visão holística e as abordagens disciplinares. II Congresso Internacional e VI Encontro Nacional de Riscos. Coimbra-Portugal, 2010. Disponível em: . Acesso em: 01/09/2013.

RIBEIRO, M. C. M.; MADEIRA, C.; MARÇAL, M. G. ; MARÇAL JUNIOR, O. Parasitoses intestinais na comunidade de Martinésia, zona rural de Uberlândia, Minas Gerais. Bioscience Journal (UFU), Uberlândia. MG, v. 21, n.1, p. 113-121, 2005.

SILVA JUNIOR, J.R. Parasitoses intestinais e saneamento ambiental: estudo da situação dos bairros Bela Vista e Ulisses Guimarães em Teixeira de Freitas – BA. Aracruz, 2010. Dissertação de Mestrado – Mestrado Profissional em Tecnologias Ambientais. Faculdade de Aracruz, 2010.




DOI: https://doi.org/10.34188/bjaerv3n3-025

Apontamentos

  • Não há apontamentos.