Composição centesimal das peles de Pirarara (Phractocephalus hemioliopterus) / Proximate composition of the skins of Pirarara (Phractocephalus hemioliopterus)

Maria do Perpetuo Socorro Silva da Rocha, Antonio José Inhamuns da Silva, José Fernando Marques Barcellos, Karina Suzana Gomes de Melo, Hérlon Mota Atayde

Resumo


A pesca de peixes lisos (bagres) na Amazônia acontece na calha do rio em períodos sazonais e é dependente do ciclo hidrológico e do ciclo de vida das espécies. Poucos são os estudos relacionados a pirarara (Phractocephalus hemioliopterus), espécie nativa da bacia amazônica e pode chegar a 80 kg.  Diferencia-se pelo padrão de cores no corpo e nas nadadeiras que são alaranjadas a vermelhas. O objetivo foi determinar a composição centesimal da pele de pirarara no período de cheia e seca nos rios da região. Foram utilizados 14 exemplares e as análises foram desenvolvidas no Laboratório de Tecnologia do Pescado da UFAM. Por meio da análise de variância (ANOVA) e teste Tukey para a comparação das médias. Os resultados da biometria para o atributo (peso total) não houve diferença estatisticamente significativamente entre os pesos dos anos de 2009 (cheia), 2010 (cheia) e 2011 (seca), independentes dos períodos de seca ou de cheia conforme, o p=0.1860 e α=5%. Para o comprimento furcal também não houve diferença estatisticamente significativa entre os comprimentos furcais, conforme o p=0.5098 e α=5%, nos mesmos períodos. Poucos são os estudos relacionados às analises da composição centesimal para peles de peixes, havendo poucos dados que permitam compararações entre as espécies. Os resultados para pele in natura de pirarara coletada no período da cheia (2010) e seca (2011) apresentou os seguintes resultados, respectivamente: 61,20% e 58,43% para umidade não havendo diferença significativa entre as épocas. Em peles da tilápia do Nilo a média foi 69% de umidade. Para proteínas 38,29% e 42,00%, verifica-se um pequeno aumento no período da seca, quando ocorre grande concentração de diferentes espécies e conseqüentemente abundância de alimentos. Observou-se que os lipídios diminuiram na cheia (1,36%) em relação à seca (3,9%). Na filetagem todos os exemplares apresentaram grande quantidade de gordura sólida aderida tanto às vísceras como à pele. Para cinzas, cujos resultados foram 0,63% (cheia) e 0,67% (seca), não houve diferença significativa entre os períodos sazonais, estes valores estão abaixo da média (1,90%) encontrados para diferentes classes de peso da pele in natura de tilápia do Nilo. O conhecimento da composição química da pele de peixes é de absoluta importância, quando se pretende submetê-la aos métodos de curtimento, sendo indiscutível que as peles sejam bem limpas antes do processo. Novos trabalhos deverão ser realizados não apenas com a espécie pirarara como também outras espécies da região Amazônica.


Palavras-chave


peixes, bagres, Amazonas, ciclo hidrológico

Texto completo:

PDF

Referências


ARBELÁEZ-ROJAS, G. A; FRACALOSSI, D. M.; FIM, J. D. I. Composição Corporal de Tambaqui, Colossoma macropomum, e Matrinxã, Brycon cephalus, em Sistemas de Cultivo Intensivo, em Igarapé, e Semi-Intensivo, em Viveiros. R. Bras. Zootec., v.31, n.3, 2002.1059-1069 p.

AOAC - Association of Official Analytical Chemists. Official methods of analysis of the Association of the Analytical Chemists. 16th ed. Washington, 1995

.

BARTHEM, R. B. & GOULDING, M. Os Bagres Balizadores: Ecologia,migração e conservação de peixe amazônicos.Tefé: Sociedade Civil Mamirauá; Brasília: CNPq, 1997. 140 p.

BATISTA, V. S.; ISAAC, V. J.; VIANA, J. P. Exploração e manejo dos recursos pesqueiros da Amazônia. In: RUFFINO, M. L. (Coord.) A pesca e os recursos pesqueiros na Amazônia Brasiléia. Manaus: Ibama/ProVárzea. 2004. 268 p.

BEGOSSI, A.; BRAGA, B. Food taboos and folk medicine among fishermen from the Tocantins River (Brazil). Amazoniana, v. 12, n.1, 1992. p. 101-118.

BARTLETT, M. S. Properties of sufficiency and statistical tests. Proceedings of the Royal Society, Series A, v.160, p.268–282, 1937.

BLIGH, E. G.; DYER, W. J. A rapid method of total lipid extraction and purification. Canadian Journal Biochemistry Physiological, Ottawa, v. 27, n. 8, p. 911-917, 1959.

BURKET, D.; ANDRADE, D. R.; SIROL, R. N.; SALARO, A. L. Rendimento do processamento e composição química de filés de surubim cultivado em tanques-rede. Revista Brasileira Zootecnia. V. 37. 2008.

CASTELO, F. P. Rational use of freshwater fish of the Amazon. Evaluation of freshness of Jaraqui (Semaprochilodus taeniurus e Semaprochilodus insignis). Acta Amazonica, 22 (3): (in Portuguese, with abstract in English). 1992. 437-448 p.

CONTRERAS-GUZMÁN, E. S. Bioquímica de pescados e derivados. Jaboticabal: FUNEP. 1994. 409 p.

COX-FERNANDES, C.; PETRY, P. A importância da várzea o ciclo de vida dos peixes migradores na Amazônia Central. In: VAL, A. L.; FLIGLIUOLO,R.; FELDBERG, E. (Eds.). Bases Científicas para Estratégias de Preservação e Desenvolvimento da Amazônia: Fatos e Perspectivas. v.1, Parte IV. Cap. 12, 1991. 315-320 p.

CPRM- Serviços Geológicos do Brasil, ANA- Agência Nacional das Águas. Monitoramento Hidrológico. Boletim N. 33 de acompanhamento. Marco Antônio de Oliveira Superintendente Regional da CPRM/Manaus. 2011.

CRUZ, Manuel de Jesus Masulo. Rios e Lagos: apropriação da pesca pelos camponeses-ribeirinhos na Amazônia. in: BRAGA, Sérgio Ivan Gil. (org.) Cultura Popular, Patrimônio Material e Cidades. Manaus: EDUA, 2007.

GOULDING, M. The fishes and the forest. Explorations in Amazonian natural history. University of California Press, Berkeley. 1980. 280 p.

HOINACKI, E. Peles e Couros - Origens, defeitos, e industrialização. 2.ed.rev.e ampl. Henrique d’Ávila Bertaso. Porto Alegre, 1989. 319 p.

INSTITUTO BRASILEIRO DE GEOGRAFIA E ESTATISTICA. Pesquisa de

Orçamento Familiar (POF). 2008. Disponível em:

. Acesso em: fev. 2011.

LE CREN, E.D. The length-weight relationship and seasonal cycle in gonad and conditions in the perch Perca fluviatilis. Journal of Animal Ecology, 20: 1951. 201-219 p.

LOWE-MCCONNELL, R.H. Estudos ecológicos de comunidades de peixes tropicais. São Paulo, EDUSP. 1999.

M. Hollander and D. A. Wolfe. Nonparametric Statistical Methods, Second Edition. John Wiley & Sons, New York, New York, 1999.

MAIA, E. L; OLIVEIRA, C. S.; SANTIAGO, A. P.; CUNHA, F. E. A.; HOLANDA, F. C. A. F.; SOUSA, J. A. Composição química e classes de lipídios em peixe de água doce Curimatã comum, Prochilodus cearensis. ciênc. Tecnol. Aliment. vol.19 n.3 Campinas Sept./Dec. 1999.

MORAIS, C.; MANTOVANI, D.M.B.; CARVALHO, C.R.L. Yield and chemical composition of flesh ictiofauna to catch shrimpseven- beards (Xiphopenaeus kroyeri, Heller, 1982). Coletâneas do ITAL, Campinas, 22(1): (in Portuguese, with abstract in English).1992. 62-72 p.

MOREIRA-HARA,S.S.; ZUANON, J.; AMADIO, S. Relação entre o ciclo hidrológico e as atividades alimentar e reprodutiva de quatro espécies de peixes no Catalão, uma área de várzea na Amazônia Central. Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia – INPA, Manaus, AM. 2004.

MORETTO, E. F.; GONZAGA, L.V.; KUSKOSKI, E.M. Introdução à ciência de alimentos. Editora da UFSC, 2002. 255 p.

PINTO, A. A. C; MADURO, C. B. Produtos e subprodutos da medicina popular comercializados na cidade de Boa Vista, Roraima. Produtos e subprodutos da Médici. 2003.

PRADO, M. Características da pele de Pseudoplatystoma sp submetida ao processo de curtimento: morfologia, resistência físico-mecânica e química. Dissertação (Mestrado). Centro de Ciências Agrárias, Programa de Pós-Graduação em Zootecnia. Maringá, 2011.

R DEVELOPMENT CORE TEAM. R: a language and environment for statistical computing. Vienna: R Foundation for Statistical Computing, 20110.

REGO, A.C.L.; Pinese, O.P.; MAGALHÃES, P.A. & PINESE, J.F. 2008. Relação peso-comprimento para Prochilodus lineatus (Valenciennes, 1836) e Leporinus friderici (Bloch, 1794) (Characiformes) no reservatório de Nova Ponte –EPDA de Galheiro, rio Araguari, MG. Revista Brasileira de Zoociências 10: 13-21.

SANTOS, A. B.; MELO, J. F. B.; LOPES, P. R. S.; MALGARIM, B. composição química e rendimento do filé da traíra (Hoplias malabaricus). Revista da FZVA, Uruguaiana, v. 7/8m. 2001. 140-150 p.

SANTOS, G. M.; FERREIRA, E. J. G.; VAL, A. L. Hiléia - Revista do Direito Ambiental da Amazônia. Recursos pesqueiros e sustentabilidade na amazônica: fatos e perspectivas. N. 8. 2010

SILVA, D. J.; QUEIROZ, A. C. Analises de Alimentos: Métodos Químicos e Biológicos. 3 ª Ed. Universidade Federal de Viçosa, 2006.

SIOLI, H. Introduction: history of discovery of the Amazon and the research of Amazonian waters and landscapes. In: SIOLI, H., Amazon: limnology and landscape ecology of a mighty tropical river and and its basin. The Hague, Dr. W. Junk. 1984. p. 1-13.

SOUZA, A. F. L e INHAMUNS, A. J. Análise de rendimento cárneo das principais espécies de peixes comercializadas no Estado do Amazonas, Brasil. Acta Amazonica. vol. 41(2), 2011. 289 – 296 p.

SOUZA, M. L. R. Processamento do filé e da pele da tilápia do Nilo (Oreochromis niloticus): aspectos tecnológicos, composição centesimal, rendimento, vida útil do filé defumado e testes de resistência da pele curtida. 169 pp. Jaboticabal, Tese (doutorado em Aqüicultura) – Centro de Aqüicultura da Universidade Estadual Paulista. 2003.

VAL, A. L. e ALMEIDA- VAL, V. M. F. Fishes of the Amazon and their enviroment (Physiological and Biochemical Aspects). Springer, Berlin, Heildelberg New York, 1995. 224 p.

VIEGAS, E.M.M.; GUZMAN, E.C. Effect of sources and levels of dietary lipids on growth, body composition, and fatty acids. World Aquaculture, v.29, n.10, 1998. 66-70 p.




DOI: https://doi.org/10.34188/bjaerv3n3-022

Apontamentos

  • Não há apontamentos.