Ylang-ylang: um estudo de caso / Ylang ylang: a case study

Beatriz Pasqualli, Luísa Giovana Villani Dal Forno, Mariza Casagrande Cervi

Resumo


O uso da fitoterapia, incluindo os óleos essenciais, tem se tornado tema recorrente e de grande importância, mundialmente, e no Brasil, em especial, com a introdução do assunto nas Práticas Integrativas e Complementares, do Sistema Único de Saúde (SUS) a temática ganhou impulso. Para conhecer e explanar sobre o assunto, esteestudo de caso, objetivoucatalogar informações e entender as reações diante do óleo de Ylang-Ylang. Com o intuito de identificar o grau de conhecimento destes acerca do assunto e levar informações sobre o tema. Participaram do estudo um grupo de 42 indivíduos, de ambos os sexos, que responderam a um pequeno formulário, sem, no entanto, haver encaminhamento a Comitê de Ética em Pesquisa (CEP). Utilizou-se revisões bibliográficas decompêndios, artigos e sites acadêmicos, sendo estas bases de pesquisas qualitativas e quantitativas. O estudo do Ylang-Ylang, auxiliou nas considerações a respeito de o quanto a população conhece os óleos essenciais, principalmente ao uso relacionado a este óleo essencial. Pode-se concluir que 64,3% dos entrevistados afirmaram saber o que é um óleo essencial, porém, 45,2% desconhecem os efeitos destes fitoterápicos. Sobre o Ylang-Ylang, 57,1% relataram desconhecimento seu efeito. Do total dos entrevistados, 66,7% se mostraram dispostos a conhecer mais acerca do assunto, explicitandoa importância do aprofundamento de estudos e divulgação sobre este tema.

Palavras-chave


Óleos essenciais, Ylang-Ylang, Inalação, Canangaodorata

Texto completo:

PDF

Referências


AMARAL, F. Óleo essencial de Ylang-Ylang WNF. In: _____. Técnicas de aplicação de óleos essenciais: Terapias de saúde e beleza. São Paulo: Cengage, 2016. p. 26-27.

CORRÊA., V. M. SCHOTTEN, L. A. Aromaterapia na saúde e na beleza: desenvolvimento de um manual prático. 2010. Trabalho de conclusão de curso (Cosmetologia e estética) – Universidade do Vale do Itajaí, Florianópolis, 2010.

FERREIRA, F. G. Avaliação das atividades ansiolítica e antidepressiva dos óleos essenciais de Menthapiperita L. e Canangaodorata (Lam.) Hook. f. & Thomson em camundongos, por via inalatória. 2010. Tese (Mestrado em Ciências Biológicas) – Instituto de Biociências, Universidade Estadual Paulista, Botucatu, 2010.

GNATTA, J. R.; KUREBAYASHI, L. F. S.; TURRINI, R. N. T. Aromaterapia e enfermagem: concepção histórico-teórica. Revista da Escola de Enfermagem da USP, São Paulo, v. 50, p. 130-136, 2016.

GNATTA, J. R.; PIASON, P. P.; LOPES, C. L. B. C. Aromaterapia com Ylang ylang para ansiedade e autoestima: Um estudo piloto. Revista da Escola de Enfermagem da USP, São Paulo, v. 48, ano 2014, n. 3, jun. 2014.

GNATTA, J. R.; ZOTELLI, M. F. M.; CARMO, D. R. B. O Uso da aromaterapia na melhora da autoestima. Revista da Escola de Enfermagem da USP, São Paulo, v. 45, ano 2011, n. 5, out. 2011.

HERNTAN, et all. Usos tradicionais, fitoquímica e bioatividade de Canangaodorata (Ylang-Ylang). Complemento baseado em EvidAlternatMed, 2015; 2015: 896314. Publicado online em 30 de julho de 2015. doi: 10.1155 / 2015/896314

HONGRATANAWORAKIT, T.; BUCHBAUER, G. Efeito relaxante do Óleo de Ylang Ylang em seres humanos após absorção transdérmica. PhytotherapyResearch, vol. 20, n. 9, p- 758-763, 2006.

LYRA, C. S.; NAKAI, L. S.; MARQUES, A. P. Eficácia da aromaterapia na redução de níveis de estresse e ansiedade em alunos de graduação da área da saúde: estudo preliminar. Revista Fisioterapia e Pesquisa, São Paulo, v. 17, n. 1, mar. 2010.

NEVES, L. C. P. Terapias naturais na saúde integral: Uma abordagem holística de tratamento. Revista Saúde, São Paulo, v. 4, n. 3, p. 13-19, 2010.

TRANCOSO, M. D. Projeto Óleos Essenciais: extração, importância e aplicações no Cotidiano. Revista Práxis, Bahia,v. 5, n. 9, 2013.




DOI: https://doi.org/10.34188/bjaerv3n2-037

Apontamentos

  • Não há apontamentos.