Levantamento fitossociológico de plantas daninhas em pastagem de brachiaria no município de Anápolis-GO / Phytosociological survey of weed plants in brachiaria pasture in the municipality of Anápolis-GO

Thaís Gonçalves de Sousa, Yanuzi Mara Vargas Camilo, Sara Francielly de Sousa Fernandes

Resumo


A partir do levantamento fitossociológico pode-se obter valiosas informações sobre a composição florística das plantas infestantes das diferentes áreas analisadas. As plantas daninhas interferem de forma negativa por meio de competição por água, nutrientes, luz e espaço físico. Entretanto, para fazer o manejo correto dessas plantas em áreas de pastagem, deve-se realizar um levantamento fitossociológico das plantas daninhas, levando-se em consideração o tipo e o grau de infestação na área, no momento da aplicação dos métodos de controle. Desse modo, o objetivo deste trabalho foi identificar, quantificar e caracterizar as principais espécies de plantas daninhas presentes em pastagens de Brachiaria, no município de Anápolis – GO, sendo a primeira etapa de suma importância para realização de um manejo adequado. O levantamento foi realizado nos meses de fevereiro e março de 2018, em que foram analisadas cinco propriedades, tendo cada uma, cinco parcelas de 20 m². Nas parcelas foram realizadas a contagem e identificação das espécies daninhas. Os dados foram analisados por meio de cálculo de densidade, frequência, abundância, densidade relativa, frequência relativa, abundância relativa, índice de valor de importância (IVI) e índice de similaridade. Foram identificadas 27 espécies de plantas daninhas, pertencentes a 15 famílias botânicas, sendo, as Asteraceae (6) e Fabaceae (5), as mais representativas em números de espécies. As espécies mais ocorrentes foram Sida rhombifolia (IVI = 56,80), Desmodium adscendens (IVI = 31,62), Spermacoce vertticilata (IVI = 26,65), Stachytarpheta cayennensise e Acanthospermum australe (IVI = 26,03). Foi encontrada similaridade expressiva entre as propriedades sendo que as propriedades três e quatro se destacaram com índice de similaridade de 61,54%. Foi possível identificar e caracterizar as plantas daninhas nas propriedades avaliadas no município de Anápolis, GO, possibilitando a definição de um manejo adequado no que se refere ao controle dessas plantas daninhas.


Palavras-chave


manejo, forrageira, plantas invasoras.

Texto completo:

PDF

Referências


BARBOSA, R. R.; RIBEIRO FILHO, M. R.; SILVA, I. P.; SOTO-BLANCO, B. Plantas tóxicas de interesse pecuário: importância e formas de estudo. Acta Veterinária Brasílica, v. 1, p. 1-7, 2007.

BRANDÃO, M.; BRANDÃO, H.; LACA, B. J. P. A mata ciliar do rio Sapucaí, município de Santa Rita do Sapucaí-MG: fitossociologia. Daphne, v. 8, n. 4, p. 36-48, 1998.

BRAUN-BLANQUET, J. Sociología vegetal: estudios de las comunidades vegetales. Buenos Aires: Acme Agency, 1950. 444 p.

CARVALHO, S.L.; PITELLI, R.A. Levatamento e analise fitossociológica das principais espécies de plantas daninhas de pastagens da região de Selvia, MS. Planta Daninha, v.10, n.1/2, p.25-32, 1992.

DUTRA, I. dos S. Sanidade permitirá que pecuária eleve rentabilidade. Visão Agrícola, n. 3, p. 28-31, 2005.

FELFILI, J.M; VENTUROLI, F. Tópicos em análise de vegetação. Comunicações Técnicas Florestais, v.2, n.2, p.1-25, 2000.

LAMPRECHT, H. Ensayo sobre la estrutura florística de laparte sur-oriental del bosque universitário: el Caimital, Estado Barinas. Revista Florestal Venezuelana, v.7, n.10/11, p.77-119, 1964.

MMA (MINISTÉRIO DO MEIO AMBIENTE), 2007. Mapa de cobertura vegetal dos biomas Brasileiros. Disponível em: http://www.mma.gov.br/, Acesso em: 16 de março de 2017.

MACEDO, M.C.M.; KICHEL, A.N.; ZIMMER, A.H.Z. Degradação e alternativas de recuperação e renovação de pastagens. Campo Grande. Embrapa – CNPGC, 2000. 4p. (Comunicado Técnico, 62).

MACEDO, M.C.M. Pastagens no ecossistema Cerrado: evolução das pesquisas para o desenvolvimento sustentável. In: SIMPÓSIOS - A PRODUÇAO ANIMAL E O FOCO NO AGRONEGÓCIO, 2005, Goiânia. Anais da 42a Reunião da Sociedade Brasileira de Zootecnia, 2005. p. 56-84.

MASCARENHAS, M.H.T; VIANA, M.C.M.; LARA, J.F.R.; BOTELHO, W.; FREIRE, F.M.; MACÊDO, G.A.R. Flora infestante em pastagem degradada sob recuperação, pelo sistema de integração lavoura-pecuária, em região de cerrado. Revista Brasileira de Milho e Sorgo, v.8, n.1, p.41-55, 2009.

MATTEUCI, S.D.; COLMA, A. Metodología para el estudio de la vegetatión. Washington: OEA, 1982.

NOGUEIRA, S. F. A pecuária extensiva e o panorama de degradação de pastagens no Brasil. 2012 [online]. Disponível em: , Acesso em: 09 de março de 2017.

OLIVEIRA, A.R.; FREITAS, S.P. Levantamento fitossociológico de plantas daninhas em áreas de cana-de-açúcar. Planta Daninha, v 26, n.1, p 33-46,2008.

ORYOKOT, J.O.E.; MURPHY, S.D.; SWANTON, C.J. Effect of tillage and corn on pigweed (Amaranthus spp.) seedling emergence and density. Weed Science, v.45, n.1, p.120-126, 1997.

PELISSARI, A.; MENDONÇA, C.G.; LANG, C.R.; BALBINOT JR., A.A. Avanços no controle de plantas daninhas no sistema de integração lavoura-pecuária. Synergismus Scyentifica, v.6, n.2, p.1-17, 2011.

PITELLI, R. A.; NEVES, A. S. Efeitos da competição de plantas daninhas sobre algumas características morfológicas e agronômicas de plantas de soja. In: SEMINÁRIO BRASILEIRO DE HERBICIDAS E ERVAS DANINHAS, 1978. Fortaleza, CE. Resumos... Fortaleza, Sociedade Brasileira de Herbicidas e Ervas Daninhas, p. 104. 1978.

RODRIGUES, I. M. C.; SOUZA FILHO, A. P. S.; FERREIRA, F. A.; DEMUNER, A. J. Prospecção química de compostos produzidos por Senna alata com atividade alelopática. Planta Daninha, v. 28, p. 1-12, 2010.

SILVA, S. C. Fundamentos para o manejo do pastejo de plantas forrageiras dos gêneros Brachiaria e Panicum. Simpósio sobre manejo estratégico da pastagem, v. 2, p. 347-385, 2004.

SOUZA FILHO, A. P. S. Interferência potencialmente alelopática de capim-gengibre (Plaspalum maritimum) em área de pastagem cultivadas. Planta Daninha, v. 24, p. 451-456, 2006.

SORENSEN, T. A method of stablishing groups of equal amplitude in plant society based on similarity of species content. In: ODUM, E.P. (Ed.). Ecologia. 3. ed. México: Interamericana, 1972. 640 p.

TUFFI SANTOS, L.D.; SANTOS, I.C.; OLIVEIRA, C.H.; SANTOS, M.V.; FERREIRA, F.A.; QUEIROS, D.S. Levantamento fitossociológico em pastagens degradadas sob condições de várzea. Planta Daninha, Viçosa-MG, v. 22, n. 3, p.343-349, 2004.

VALLE, C.B.; EUCLIDES, V.P.B.; MACEDO, M.C.M. Características das plantas forrageiras do gênero Brachiaria. In: SIMPÓSIO SOBRE MANEJO DE PASTAGEM, 17, Piracicaba, 2000. Anais.Piracicaba: FEALQ, 2000, p.21-64.




DOI: https://doi.org/10.34188/bjaerv3n2-036

Apontamentos

  • Não há apontamentos.