Resíduo industrial (cinzas) com fibra de sisal em compósitos poliméricos / Industrial residue (ash) with sisal fiber in polymeric composites

Deibson Silva da Costa, Wassim Raja El Banna, Leonardo Sobral de Oliveira, Alessandro José Gomes dos Santos, Denílson da Silva da Costa, José Antônio da Silva Souza

Abstract


O Brasil possui grandes depósitos de resíduos industriais que podem afetar o meio ambiente no que tange sua contaminação dos lençóis freáticos e desastre ambientais. As fibras vegetais tem características importante como, são abundantes, possuem boas propriedades, são menos abrasivas em relação a fibras sintéticas, são biodegradáveis. Com isso o artigo visa confeccionar compósitos de resíduos de cinzas, provenientes das fornalhas das caldeiras, e fibras vegetais de sisal adquiridas do comércio de Belém-PA. As propriedades mecânicas de resistência a tração e morfologia foram verificadas. As proporções de cinzas inseridas nos compósitos foram de 10 % e 20 % em massa e a proporção de fibras inseridas nos compósitos foi fixada em 5 % em massa. O método de fabricação dos compósitos foi o hand lay-up em molde metálico com pressão de 2,5 kN. A matriz utilizada foi a resina poliéster isoftálica, acelerador a base de cobalto e o iniciador. As fibras de sisal foram dispersas randomicamente dentro da matriz com a cinza. Os ensaios mecânicos de tração basearam-se na norma ASTM D 3039 e a análise morfológica por microscopia eletrônica de varredura. Os compósitos com 10 % de cinza com fibras apresentaram melhor resistência mecânica e as análises morfológicas mostraram as superfícies fraturadas, como distribuição e compactação dos resíduos e das fibras dentro da matriz, fibras rompidas, pull out, irradiações de trincas internas e outras características peculiares das superfícies fraturadas.


Keywords


Materiais. Rejeito. Fibras.

References


ASTM D 3039 - 2000 "Standard Test Method for Tensile Properties of Polymer Matrix Composite Materials", Annual Book of ASTM Standards, American Society for Testing and Materials.

Cheriaf, M.; Rocha, J. C. Caracterização dos resíduos industriais do estado de Santa Catarina e as possibilidades de valorização na construção civil. In: Encontro Nacional sobre Edificações e Comunidades Sustentáveis, 1º. Anais., Canela, p. 81-92, 1997.

John, M. J.; Anandjiwala, R. D. Recent developments in chemical modification and characterization of natural fiber-reinforced composites. Polymer Composites, p. 187-207, 2008.

Martins, T. O conceito de desenvolvimento sustentável e seu contexto histórico: algumas considerações. Jus avigandi, Teresina, ano 9, n. 382, 2004.

Silva, O. R. R. F.; Beltrão, N. E. M. O agronegócio do sisal no Brasil. Brasília: Embrapa-SPI, 1999.

Souza, J. A. S. Estudo e avaliação do uso de resíduos do processo bayer como matéria-prima na produção de agregados sintéticos para a construção civil. 148 f. Tese (Doutorado em Engenharia de Recursos Naturais) - Universidade Federal do Pará, Belém - PA, 2010.




DOI: https://doi.org/10.34115/basr.v2i7.643

Refbacks

  • There are currently no refbacks.