Determinação das propriedades físicas da madeira de pinus. sp. / Determination of the physical properties of pinus. sp. wood

Lucas Abrantes Ladeira, Cristina Chaves Alves Pereira, Luiz Carlos Couto, Arlete Barbosa dos Reis

Abstract


A madeira possui aplicações em diversas áreas e por existir diferenças significativas entre as várias espécies ou até mesmo dentro de um mesmo indivíduo, a utilização dessa matéria prima sem o conhecimento específico das propriedades físicas pode gerar inúmeros problemas. O presente estudo teve como objetivo avaliara densidade aparente, a densidade básica, a retratibilidade volumétrica total e o fator de anisotropia da árvore Pinus. Sp.Os valores médios da densidade básica e aparente foram, respectivamente, 0,41 e 0,52 g/cm³, por isso estão inseridas na classe C20 da NBR 7190/1997.A retratibilidade volumétrica total encontrada foi de 9,57%, ou seja, além da diminuição de massa também ocorreu a perda de volume com a diminuição da umidade da madeira.Os valores encontrados nesse estudo foram semelhantes aos presentes na literatura, o que mostram uma congruência de dados para a espécie analisada (Pinus sp.).


Keywords


Retratibilidade, Densidade, Fator de Anisotropia.

References


ALMEIDA, D. H. de; MOLINA, J. C.; ALMEIDA, T. H. de; CALIL JUNIOR, C.; ALVES, A. C. L. Determinação do teor de umidade e densidade básica pra espécies de Pinus e Eucalipto.Revista Científica Eletrônica da FAIT, São Paulo, 2014. Disponível em: < http://fait.revista.inf.br/imagens_arquivos/arquivos_destaque/GJqhOS2OjOZ3IRW_2014-4-16-16-31-23.pdf >. Acesso em: 06/03/2018.

ALVES, R. C; OLIVEIRA, A. L. C; CARRASCO, E. V. M. Propriedades Físicas da Madeira de Eucalyptuscloeziana F. Muell. Revista Floresta e Ambiente, Belo Horizonte, 2017. Disponível em: < http://www.scielo.br/pdf/floram/v24/2179-8087-floram-2179-8087015312.pdf >. Acesso em: 06/03/2018.

Associação Brasileira de Normas Técnicas. NBR 7190: Projetos de estruturas de madeira – Rio de Janeiro, 1997.

Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária – EMBRAPA. Disponível em: . Acesso em: 02/10/2018.

GONÇALEZ, J. C; BREDA, L. C; BARROS, J. F. M; MACEDO, D. G; JANIN, G; COSTA, A. F. C; VALE, A. T. Características tecnológicas das madeiras de EucalyptusgrandisW.HillexMaiden e Eucalyptuscloeziana F. Muell visando ao seu aproveitamento na indústria moveleira.Revista Ciência Florestal 2006, Santa Maria, v. 16, n. 3. Disponível em: < http://www.scielo.br/pdf/floram/v24/2179-8087-floram-2179-8087015312.pdf >. Acesso em: 06/03/2018.

MORESCHI, J. C. Propriedades da madeira. Curitiba, 2005. Disponível em: . Acesso em: 09/03/2018.

OLIVEIRA, J. T. S.; FILHO, M. T.; FIEDLER, N. C. Avaliação da Retratibilidade da Madeira de Sete Espécies de Eucalyptus¹. Revista Árvore, Viçosa-MG, v.34, n.5, p.929-936, 2010. Disponível em: . Acesso em: 07/03/2018.

OLIVEIRA, J. T. S.; SILVA, J. C. Variação radial da retratibilidade e densidade básica da madeira de EucalyptussalignaSm. 2003. Disponível: . Acessoem: 01/10/2018.

PAROLIN, P.; WORBES, M. Wood density of trees in black waterfloodplains of rioJaú national park, Amazonia, Brazil.Revista Acta Amazonica 2000; 30(3): 441-448. Disponível em . Acesso em: 20/03/2018.

SOTANNDE, O. A.; OLUYEGE, A. O.; ADEOGUN, P. F.; MAINA, S. B. Variation in Wood Density, Grain Orientation and Anisotropic Shrinkage of PlantationGrown AzadirachtaIndica. Journal of Applied Sciences Research, 6(11): 1855-1861, 2010.Disponívelem. Acesso em: 18/03/2018.

TRIANOSKI, R.; MATOS, J. L. M.; IWAKIRI, S.; PRATA, J.G. Avaliação da Estabilidade Dimensional de Espécies de Pinus Tropicais. Revista Floresta e Ambiente 2013. Disponível em: . Acessoem: 02/10/2018.

WANG, E.; CHEN, T.; PANG, S.; KARALUS, A. Variation in anisotropicshrinkage of plantationgrownPinusradiata wood. Ciencia y Tecnología 2008; 10(3): 243-249. Disponível em: . Acesso em: 05/10/2018.




DOI: https://doi.org/10.34115/basr.v2i7.637

Refbacks

  • There are currently no refbacks.