Requalificação urbana no entorno do Rio Trapicheiros, Rio de Janeiro, Brasil / Urban requalification around the Rio Trapicheiros, Rio de Janeiro, Brazil

Olívia Vasconcelos de Paiva, Andrea Queiroz Rego, Aline Pires Veról, Osvaldo Moura Rezende, Marcelo Gomes Miguez

Abstract


O projeto urbano deve proporcionar espaços livres de uso público mais confortáveis, seguros e multifuncionais, articulando as soluções de drenagem às paisagísticas. Assim, este trabalho apresenta um projeto de requalificação urbana no Bairro da Tijuca, Zona Norte da Cidade do Rio de Janeiro, que tem como objeto um percurso urbano que se desenvolve ao longo de um trecho do Rio Trapicheiros, que sofre com problemas de cheias e falta de qualidade nos espaços livres adjacentes. O Rio Trapicheiros tem importância histórica para o Bairro e, com mais de 6km de extensão, corta o mesmo quase por inteiro, apresentando melhores condições ambientais apenas em sua nascente, assim como ocorre com grande parte dos rios inseridos em meio urbano. Todo o Bairro sofre com inundações frequentes em épocas de chuvas como resultado tanto do processo de urbanização, quanto da conformação geográfica dessa região: uma planície costeira cercada por encostas de morros com alta declividade, em grande parte ocupados por favelas. O projeto desenvolvido neste artigo tem como objetivo o reconhecimento patrimonial da paisagem do Rio Trapicheiros, principalmente pelos moradores, além de estimular o caminhar, a fruição do lugar e a minimização das cheias (de forma complementar). O projeto foi estruturado nas seguintes etapas: (1) a definição da problemática e delimitação do objeto de intervenção; (2) análise do lugar através de pesquisa histórica; (3) levantamento da legislação, morfologia, uso do solo e sistema viário; (4) levantamento do estado do rio, com a caracterização de sua calha e trechos de galerias (5) levantamento das apropriações dos espaços livres e arborização; (6) levantamento da paisagem noturna e sonora; (7) proposta de ‘’master plan’’ – programa e zoneamento; (8) proposta de projeto geométrico; (9) estudo preliminar e (10) avaliação do impacto da proposta no funcionamento do Rio e no padrão das inundações locais. Espera-se, portanto, que as discussões levantadas neste estudo possam ser utilizadas como instrumento para análise de futuras intervenções em rios urbanos, uma vez que o resultado final simulado no modelo matemático aponta para a redução das inundações, com ações projetuais de custo relativamente baixo, e a melhoria dos espaços livres urbanos de uso público

 


Keywords


projeto urbano e paisagístico, espaços livres, drenagem urbana, cheias urbanas, requalificação urbana e fluvial.

References


COSTA, L. M. S. A. , Rios e Paisagens Urbanas em Cidades Brasileiras. Viana & Mosley, 2006

COPPETEC ; Execução de concepção e de projetos de obras civis e ações de controle das enchentes na Bacia Hidrográfica do Canal do Mangue. Rio de Janeiro, 257 p., 2000

GORSKI, M. C. B. ; Rios e cidades: Ruptura e reconciliação. Senac São Paulo, 2010.

MIGUEZ, M.G., Modelo Matemático de Células de Escoamento para Bacias Urbanas. Tese de D.Sc., COPPE/UFRJ, Rio de Janeiro, RJ, Brasil. 2001

MIGUEZ, M. G. ; REZENDE, O. M. ; VERÓL, A. P. ; Drenagem Urbana: Do projeto tradicional à sutentabilidade. Elsevier Brasil, 2015.

REGO, Andrea Queiroz e FIGUEIREDO, Noêmia de Oliveira. A Floresta na Cidade: o planejamento de corredores verdes e a requalificação de espaços livres para a melhoria da paisagem urbana de Tijuca e Vila Isabel – RJ. Anais do 10o ENEPEA – Percursos. Porto Alegre, 2010.

REZENDE, O. M. ; Inundações na Tijuca, tem solução? 2015, Disponivel em . Acesso em: 10 nov 2017

RIBEIRO, L. ; Requalificação fluvial, a bola da vez 2016, Disponivel em . Acesso em: 10 nov 2017

SPECK, J. ; Cidade Caminhável. São Paulo : Perspectiva, 2016.

VERÓL, A. P. ; Requalificação Fluvial Integrada ao Manejo de Águas Urbanas para Cidades mais Resilientes. Tese de Doutorado em Engenharia Civil, COPPE/UFRJ, Rio de Janeiro/RJ, 2013.




DOI: https://doi.org/10.34115/basr.v2i7.635

Refbacks

  • There are currently no refbacks.