Caracterização dos idosos internados em unidade de terapia intensiva por doença respiratória aguda / Characterization of elderly people in a unit of intensive therapy for acute respiratory disease

Dayane Karen Carvalho de Sousa, Pedro Augusto Dias Timoteo, Vanessa Luna Araujo Teotonio, Andre Luiz Dantas Bezerra, Larissa de Araújo Batista Suarez, Miguel Aguila Toledo, Tiago Bruno Carneiro de Farias, Milena Nunes Alves de Sousa

Resumo


Introdução: Mais da metade das admissões em unidades de terapia intensiva é de indivíduos com 65 anos ou mais. Uma das principais etiologias de hospitalização e de mortalidade entre as pessoas acima dos 60 anos são as infecções do trato respiratório e suas complicações. Objetivo: Traçar o perfil clínico, sociodemográfico de idosos internados em Unidades de Terapia Intensiva por doença respiratória aguda (DRA) num Hospital Regional do Sertão da Paraíba. Métodos: Estudo de campo descritivo, documental e retrospectivo com abordagem quantitativa. A pesquisa foi realizada na Unidade de Terapia Intensiva do Hospital Regional do Sertão da Paraíba. Foram analisados 24 prontuários de pacientes admitidos no período de janeiro de 2018 a Janeiro de 2019, a partir de fichas de avaliação de prontuário. Adotou-se uma amostra não probabilística intencional baseada nos critérios de inclusão: pacientes idosos acima de 60 anos atendidos no período de janeiro de 2018 a Janeiro de 2019 com diagnóstico de doença respiratória aguda. Resultados: Constatou-se que o perfil sociodemográfico dos idosos internados UTI por (DRA) HRSP foi de pacientes com idade média de 70,52 anos, do sexo masculino, casados, de raça parda, que não informaram as suas profissões, que ficaram internados em média por 10,041 dias na UTI, que tiveram como principal diagnóstico pneumonia e que apresentaram como desfecho em 75% dos casos o óbito. Conclusão: Pode-se concluir que o índice de mortalidade encontrado nesse grupo é mais alto que o encontrado em outros estudos.


Palavras-chave


Insuficiência Respiratória, Idoso, Cuidados Críticos, Unidades de Terapia Intensiva.

Texto completo:

PDF

Referências


BALDI, B. G. et al. Doenças pulmonares císticas difusas: diagnóstico diferencial. J Bras Pneumol., v. 43, n. 2, p. 140-9, 2017. Disponível em: https://www.scielo.br/pdf/jbpneu/v43n2/pt_1806-3713-jbpneu-43-02-00140.pdf. Acesso em: 10 dez. 2019.

BARCELOS, R.A.; TAVARES, D.M.S. Factors associated with patient safety incidents among elderly people in intensive care. Acta Paul Enferm., Uberaba, v. 30, n. 2, p. 159-67, 2017. Disponível em: https://www.scielo.br/pdf/ape/v30n2/en_1982-0194-ape-30-02-0159.pdf. Acesso em: 10 dez. 2019.

BONFADA, D. et al. Expenditure on hospitalization of the elderly in intensive care units in private hospitals in a capital of the Brazilian northeast. Rev. bras. geriatr. gerontol., v. 23, n. 2, e200020, 2020. Disponível em: https://www.scielo.br/pdf/rbgg/v23n2/en_1809-9823-rbgg-23-02-e200020.pdf. Acesso em: 31 dez. 2020.

CORDEIRO, P.; MARTINS, M. Hospital mortality in older patients in the Brazilian Unified Health System, Southeast region. Revista de Saúde Pública, v. 52, p.69-83, 20 jul. 2018. Disponível em: https://www.scielo.br/pdf/rsp/v52/0034-8910-rsp-S1518-87872018052000146.pdf. Acesso em: 31 dez. 2020.

DIETRICH, C. et al. Functional ability in younger and older elderlies after discharge from the intensive care unit. A prospective cohort. Revista Brasileira de Terapia Intensiva, v. 29, n. 3, p.293-302, 2017. Disponível em: https://www.scielo.br/pdf/rbti/v29n3/en_0103-507X-rbti-29-03-0293.pdf. Acesso em: 31 dez. 2020.

FAVARIN, S. S.; CAMPONOGARA, S. Perfil dos pacientes internados na unidade de terapia intensiva adulto de um hospital universitário. Revista de Enfermagem da UFSM, v. 2, n. 2, p.320-329, 14 ago. 2012. Disponível em: https://periodicos.ufsm.br/reufsm/article/view/5178/3913. Acesso em: 10 dez. 2019.

FRANCISCO, P. M. S. B. et al. Factors associated with pulmonary disease among the elderly. Revista de Saúde Pública, v. 40, n. 3, p.428-435, jun. 2006. Disponível em: https://www.scielo.br/pdf/rsp/v40n3/en_10.pdf. Acesso em: 10 dez. 2019.

GARCIA, J. C. P. et al. Impact of the implementation of a therapeutic guideline on the treatment of nosocomial pneumonia acquired in the intensive care unit of a university hospital. J Bras Pneumol., v. 33, n. 2, p. 175-184, 2007. Disponível em: https://www.scielo.br/pdf/jbpneu/v33n2/en_09.pdf . Acesso em: 10 dez. 2019.

GUEDES, L.P.C.M. et al. Adequacy of oxygenation parameters in elderly patients undergoing mechanical ventilation. Einstein (São Paulo), v. 11, n. 4, p.467-471, dez. 2013. Disponível em: https://www.scielo.br/pdf/eins/v11n4/en_11.pdf . Acesso em: 10 dez. 2019.

PEDROSA, I. L.; FREIRE, D. M. C.; SCHNEIDER, R. H. Construção de um instrumento de avaliação prognóstica para idosos em unidade de terapia intensiva. Rev. bras. geriatr. gerontol., Rio de Janeiro, v. 20, n. 3, p. 319-329, 2017. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1809-98232017000300319&lng=en&nrm=iso. Acesso em: 09 Jan. 2021.

PUEBLA, A., C. et al. Pronóstico de pacientes ingresados a Unidad de Cuidados Intensivos por falla respiratoria asociada a presencia de infiltrados pulmonares. Revista Chilena de Medicina Intensiva, Valparaíso, p. 215-222, 6 jun. 2011. Disponível em: https://pesquisa.bvsalud.org/portal/resource/pt/lil-669020. Acesso em: 10 dez. 2019.

ROCHA NETO, O. G., LEITE, R. F.; BALDI, B. G. Atualização em pneumonia comunitária viral. Revista da Associação Médica Brasileira, v. 59, n. 1, p.78-84, jan. 2013. Disponível em: https://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-42302013000100015. Acesso em: 10 dez. 2019.

ROMANHOLI-CÓRIA, V. et al. Caracterização dos idosos internados por doença respiratória aguda em um hospital escola terciário. Revista de Medicina: for over a century publishing the future, v. 96, n. 2, p.94-102, jun. 2017. Disponível em: https://www.revistas.usp.br/revistadc/article/view/120402. Acesso em: 10 dez. 2019.

SILVA, D.V. et al. Perfil epidemiológico e fatores de risco para mortalidade em pacientes idosos com disfunção respiratória. Revista Brasileira de Terapia Intensiva, v. 21, n. 3, p.262-268, ago. 2009. Disponível em: https://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-507X2009000300005. Acesso em: 31 dez. 2020.

SILVA, J. B. V. B. et al. Perfil clínico de longevos em uma unidade de terapia intensiva. Acta Paulista de Enfermagem, v. 31, n. 1, p.39-45, fev. 2018. Disponível em: https://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-21002018000100039. Acesso em: 10 dez. 2019.

VILAÇA, C. et al. Pneumonia adquirida na comunidade e pneumonia severity index 20 (PSI-20): Estudo retrospectivo dos doentes internados num serviço de Medicina Interna, entre 2007 e 2008. Med Int., v. 21, n. 2, p. 54-60, 2014. Disponível em: http://repositorio.hospitaldebraga.pt/handle/10400.23/866. Acesso em: 10 dez. 2019.

ZHU, Y. et al. High-flow nasal cannula oxygen therapy versus conventional oxygen therapy in patients with acute respiratory failure: a systematic review and meta-analysis of randomized controlled trials. BMC Pulmonary Medicine, v. 17, n. 1, p.1-10, dez. 2017. Disponível em: https://pubmed.ncbi.nlm.nih.gov/29237436/. Acesso em: 10 dez. 2019.




DOI: https://doi.org/10.34115/basrv5n1-025

Apontamentos

  • Não há apontamentos.