Análise do cultivo experimental de ubaia (Eugenia patrisii Vahl. - Myrtaceae): uma frutífera nativa da Amazônia

Acácio de Andrade Pacheco, Agamenon Azevedo dos Reis, Pedro Paulo dos Santos, Davi Goveia de Freitas Filho, Alejandro Ferraz do Prado

Resumo


A ubaia (Eugenia patrisii Vahl.) é uma frutífera nativa da Amazônia cujos frutos são consumidos in natura e na forma de suco. Atualmente a produção desta espécie ainda está restrita ao extrativismo, existindo poucas informações sobre o cultivo e manejo. Neste sentido esta pesquisa avaliou o crescimento vegetativo e a produtividade de frutos de E. patrisii em uma área de cultivo em diferentes condições de adubação. O experimento foi conduzido na Área de Pesquisa Experimental do Instituto Federal de Ciências e Tecnologia do Pará, município de Marabá, Pará, Brasil. As mudas foram produzidas a partir de sementes e cultivadas em condição de sequeiro. Utilizou-se o delineamento em blocos casualizado com três tratamentos: (Argissolo Vermelho-Amarelo + N, P, K); (Argissolo Vermelho-Amarelo + Esterco bovino); (Argissolo Vermelho-Amarelo). A unidade experimental foi composta por 6 plantas, com dez repetições em cinco blocos. Foram avaliados padrões de desenvolvimento vegetal: altura total; diâmetro do colmo; massa seca da parte aérea; massa seca do sistema radicular; massa seca total; relação entre a altura da parte aérea e o diâmetro do colo; relação entre a massa seca da parte aérea e a massa seca do sistema radicular, e Índice de Qualidade de Dickson. Também foram avaliados os parâmetros de produção de frutos: número de frutos; massa média dos frutos e produção de frutos e fenologia. As mudas de ubaia apresentaram desenvolvimento e produção de frutos em todas as condições experimentais com destaque para as cultivadas em tratamento orgânico (Argissolo Vermelho-Amarelo + Esterco Bovino) que apresentaram melhor desenvolvimento e produtividade.


Palavras-chave


Alimentação, Biodiversidade, Frutas, Pomares.

Texto completo:

PDF

Referências


ANDRADE, A. P.; BRITO, C. C.; SILVA JÚNIOR, J.; COCOZZA, F. D. M.; SILVA. M. A. V. Estabelecimento inicial de plântulas de Myracrodruon urundeuva Allemão em diferentes substratos. Revista Árvore, v. 37, n. 4, p. 737-745, 2013.

CARMO M. C.; CUNICO, J. M.; SILVA, P. K. M.; MACHADO C. B.; CARMO, G. C. Compostagem e borra de café como substrato na produção de mudas de jiló. Enciclopédia Biosfera, v. 15, n. 27, p. 70 ‒79, 2018.

CARPENTIERI-PÍPOLO, V. N.; CARMEN, S. V. J.; BRUEL, D. C. S.; SILVIA, G. H.; GARBÚGLIO, D. D. Frutificação e desenvolvimento de frutos de aceroleiras no Norte do Paraná. Ciência Rural, v. 38, n. 7, p. 1871‒1876, 2008.

CALDEIRA, M. V. W.; ROSA, G. N.; FENILLI, T. A. B.; HARBS, R. M. P. Lodo de esgoto como componente de substrato para produção de mudas de Acacia mangium Wild. Comunicata Scientiae, Bom Jesus, v. 5, n. 1, p. 34-43, 2014.

CARVALHO, J. E. U. de; NASCIMENTO, W. M. O. do; MÜLLER, C. H. Abieiro. Jaboticabal: Funep, 2010. 33p.

CARVALHO, W. D.; MUSTIN, K.; HILÁRIO, R. R.; VASCONCELOS, I. M.; EILERS, V.; FEARNSIDE, P. M. Deforestation control in the Brazilian Amazon: A conservation struggle being lost as agreements and regulations are subverted and bypassed. Perspectives in Ecology and Conservation. v. 17, n. 3, p. 122-130, 2020.

CAVALCANTE, A. C. P.; CAVALCANTE, L. F.; BERTINO, A. M. P.; CAVALCANTE, A. G.; LIMA NETO, A. J.; FERREIRA, N. M. Adubação com potássio e cálcio na nutrição e produção de goiabeira 'Paluma'. Revista Ceres, v. 66, n. 1, p. 54‒62, 2019.

CAVALCANTE, P. B. Frutas comestíveis da Amazônia. 6 ed. Belém: CNPq/Museu Paraense Emílio Goeldi, 2010. 279p.

CLEMENT, C. R.; DENEVAN, W. M.; HECKENBERGER, M. J.; JUNQUEIRA, A. B.; NEVES, E. G.; TEIXEIRA, W. G.; WOODS, W.I. The domestication of Amazonia before European conquest. Proceedings of the Royal Society B: Biological Sciences, 282 (1812): 20150813, 2015.

DICKSON, A.; LEAF, A. L.; HOSNER J. F. Quality appraisal of while spruce and white pine seedling stock in nurseries. The Forestry Chronicle, v. 36, n. 1, p. 10‒13, 1960.

EMBRAPA – Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária. Manual de análises químicas de solos, plantas e fertilizantes. Brasília: Embrapa Solos/Embrapa Informação Tecnológica, 2009. 627p.

EMBRAPA – Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária. Mapas de solo e de aptidão agrícola das áreas alteradas do estado do Pará. Brasília: Embrapa Solos/Embrapa Informação Tecnológica, 2016. 19p.

FAPESPA - Fundação Amazônia de Amparo a Estudos e Pesquisas do Pará (FAPESPA). 2015. Boletim Agropecuário do Estado do Pará, Belém, Pará. 38p.

HOMMA, A. K. O. Extrativismo vegetal ou plantio: qual a opção para Amazônia? Estudos Avançados, v. 12, n. 74, p. 167‒186, 2012.

FERREIRA, K. S.; RUFINI, J. C. M.; FAGUNDES, M. C. P.; MOREIRA, S. G.; FERREIRA, E. V. O.; BARBOSA, M. A. P. Crescimento e acúmulo de nutrientes em mudas de aceroleiras em função da aplicação de diferentes doses de nitrogênio e potássio. Colloquium Agrariae, v. 15, n. 2, p. 37‒50, 2019.

KAMPF, A. N. In KAMPF, A. N. Produção comercial de plantas ornamentais. 2.ed. Guaíba: Agrolivros, 2005. p. 45-72.

REGES, A. J. T.; MAIA, A. C. D. A. C.; DA SILVA, C. J.; TAVARES, W. R. V.; DE JESUS SANTOS, I. Adubação orgânica e mineral na formação de mudas de Jatropha curcas L. Magistra, v. 29, n. 3, p. 273-281, 2018.

LIRA JÚNIOR, J. S. de; BEZERRA, J. E. F.; LEDERMAN, I. E.; SILVA JÚNIOR, J. F. da. Pitangueira. Recife: IPA, 2007. 87p.

MONTES, R. M.; PARENT, L. E.; AMORIM, D. A. de; ROZANE, D. E.; PARENT, S. E.; NATALE, W.; MODESTO, V. C. Nitrogen and Potassium Fertilization in a Guava Orchard Evaluated for Five Cycles: Effects on the Plant and on Production. Revista Brasileira de Ciência do Solo, v. 40, 2016.

RODRIGUES, P. N. F.; ROLIM, M. M.; BEZERRA NETO, E.; PEDROSA, E. M. R.; OLIVEIRA, V. S. Crescimento e composição mineral do milho em função da compactação do solo e da aplicação de composto orgânico. Revista Brasileira de Engenharia Agrícola e Ambiental, v. 13, p. 94‒99, 2009.

ROSÁRIO, A. S. do; SECCO, R. S.; AMARAL, D. D.; SANTOS, J. U. M. dos; BASTOS, M. N. C. Flórula fanerogâmica das restingas do estado do Pará. Ilhas de Algodoal e Maiandeua-2. Myrtaceae A. L. de Jussieu. Boletim do Museu Paraense Emílio Goeldi. Série Ciências Naturais, Belém, v. 1, n. 3, p. 31‒42, 2005.

TAIZ, L.; ZEIGER, E. Fisiologia e desenvolvimento vegetal. 6. ed. Porto Alegre: Artmed, 2017. 858 p.

SILVA, J. K. R. da; ANDRADE, E. H. A.; BARRETO, L. H. et al. Chemical composition of four essential oils of Eugenia from the brazilian Amazon and their cytotoxic and antioxidant activity. Medicines, v. 4, n. 3, p. 1‒10, 2017.

SIMÃO, S. Tratado de fruticultura. Piracicaba: FEALQ, 1998. 760p.

SCHMITZ, J.A.K; SOUZA, P. V. D.; KAMPF, A. N. Propriedades químicas e físicas de substratos de origem mineral e orgânicas para cultivo de mudas em recipientes. Ciências Rural, v. 32, n. 6, p.937-944, 2002.

SOUSA, R. M.; MARINHO, P. H. A.; HONÓRIO, A. B. M.; VIOLA, M. R.; ALVES, M. V. G.; SOUZA, P. B. Diferentes tipos de substrato para a produção de mudas de açaí Eterpe oleracea Mart. Rev. Inst. Flor. v. 30 n. 1 p. 39-45 jun. 2018.

VIANA, M. R., NEVES, A. S., CAMARGO-JUNIOR, K. R., PRADO, S. D., MENDONÇA, A. L. O. A racionalidade nutricional e sua influência na medicalização da comida no Brasil. Ciênc. Saúde Coletiva, v. 22, n. 2, p. 447‒ 456, 2017.

WATTHIER, M.; SCHWENGBER, J. E.; FONSECA, F. D.; SILVA DA SILVA, M. A. Húmus de minhoca e casca de arroz carbonizada como substratos para produção de mudas de alface. Brazilian Applied Science Review, Curitiba, v. 3, n. 5, p. 2065-2071 set./out. 2019.

YUYAMA, K. A cultura de camu-camu no Brasil. Rev. Bras. Frutic, Jaboticabal , v. 33,n. 2, p. 3-4, 2011 .

ZANDONADI, D. B.; SANTOS, M. P.; MEDICI, L. O.; SILVA, J. Ação da matéria orgânica e suas frações sobre a fisiologia de hortaliças. Horticultura Brasileira, v. 32, n. 1, p. 14‒20, 2014.




DOI: https://doi.org/10.34115/basrv5n1-007

Apontamentos

  • Não há apontamentos.