Pirólise Branda Aplicada a Lodos das Estações de Tratamento de Esgoto / Brand Pyrolysis Applied to Sludges from Sewage Treatment Stations

André Loureiro Dias Paiva

Resumo


Neste trabalho, utilizou-se o processo de pirólise com a finalidade de elencar as possíveis ações para a transformação de lodos provenientes das Estações de Tratamento de Esgoto (ETE). Procurou-se demonstrar que os produtos obtidos do processo de pirólise, como o carvão, o óleo, o gás e a água podem ser reaproveitados em diferentes segmentos. Por intermédio de um estudo de caso, foram realizadas três termoconversões das amostras de lodos, obtendo-se em média os seguintes rendimentos: carvão 68%; óleo 8%; gás 14% e fração aquosa 10%. Apresentam-se os estudos dos parâmetros Químicos e Instrumentais do lodo provenientes do tratamento de esgoto secundário e terciário, e os resultados do carvão e do óleo de pirólise. Além de serem analisados os ciclos de vida do lodo e da pirólise, envolvendo as questões relacionadas ao transporte, a estocagem, ao impacto ambiental, aos produtos e as suas aplicações; de modo a demonstrar as vantagens econômicas e ambientais que o processo trará com o tratamento do lodo.


Palavras-chave


Estação de tratamento de esgoto, Meio Ambiente e Pirólise.

Texto completo:

PDF

Referências


AMERICAN SOCIETY FOR TESTING MATERIALS – ASTM, ASTM D5373-16: Standard Test

Methods for Determination of Carbon, Hydrogen and Nitrogen in Analysis Samples of Coal and Carbon in Analysis Samples of Coal and Coke, ASTM International, West Conshohocken, PA, 2016.

AMERICAN SOCIETY FOR TESTING MATERIALS – ASTM, ASTM D4239-14, Standard Test

Method for Sulfur in the Analysis Sample of Coal and Coke Using High-Temperature Tube Furnace Combustion, ASTM International, West Conshohocken, PA, 2014.

AMERICAN SOCIETY FOR TESTING MATERIALS – ASTM, ASTM D5865-13, Standard Test

Method for Gross Calorific Value of Coal and Coke, ASTM International, West Conshohocken, PA, 2013.

AMERICAN SOCIETY FOR TESTING MATERIALS – ASTM, ASTM D5291-16, Standard Test

Methods for Instrumental Determination of Carbon, Hydrogen, and Nitrogen in Petroleum Products and Lubricants, ASTM International, West Conshohocken, PA, 2016.

ANDREOLI, C. V.; VON SPERLING, M.; FERNANDES, F. Lodo de esgotos: tratamento e disposição final. 6 v. Belo Horizonte: Ed. UFMG, 2001, 444 p.

ARAZO, R.; GENUINO, D.; LUNA, M.; CAPAREDA, S. Bio-oilproductionfromdrysewageSludge by fast Pyrolysis in an electrically-heatedfluidizedbedreactor. Sustainable Environment research, v. 27, 2017, p. 7 -14.

BEENACKERS, A.A.C.M.; BRIDGWATER, A.V. Gasification and Pyrolysis of biomass in Europe, In Pyrolysis and Gasification, Elsevier Appl, Science, 1989, p. 129-157.

BRASIL – Ministério do Meio Ambiente. Resolução do Conama 357/2005 que dispõe sobre a classificação dos corpos de água e diretrizes ambientais para seu enquadramento, bem como estabelece as condições e padrões de lançamentos de efluentes. Disponível em; http://www.mma.gov.br/port/CONAMA. Acesso em: 08/01/2016

BRASIL – Ministério do Meio Ambiente. Política Nacional de Resíduos Sólidos Lei nº 12.305/2010 que prevê a prevenção e a redução na geração de resíduos, tendo como proposta a prática de hábitos de consumo sustentável e um conjunto de instrumentos para propiciar o aumento de reciclagem e da reutilização dos resíduos sólidos e a destinação ambientalmente adequada dos rejeitos. Disponível em: http://www.mma.gov.br/política-de-resíduos-sólidos. Acesso em: 10/01/2016

BRASIL – Ministério do Meio Ambiente. Resolução do Conama 430/2011, complementa e altera a resolução nº 357/2005, que dispõe sobre as condições e padrões de lançamento de efluentes. Disponível em; http://www.mma.gov.br/port/CONAMA. Acesso em: 08/01/2016

CAMPBELL, W.; BRIDLE, T. R. Sludge management by thermal conversion to fuel. Conference “New directions and research in waste treatment to oil of residuals management”, Canadá, 1985.

GÓMEZ, E. O. Estudo da piróliserápida de capimelefanteemleitofluidizadoborbulhantemediantecaracterização dos finos de carvão. 2002. 412f. Tese (Doutorado) – Curso de EngenhariaAgrícola, UniversidadeEstadual de Campinas – UNICAMP, Campinas, 2002.

LUTZ, H.; ROMEIRO, G. A.; DAMASCENO, R. N.; KUTUBUDDIN, M.; BAYER, E. Low

temperature conversion of some Brazilian municipal and industrial sludges. Bioresource Technology, v.74, 2000, p. 103 – 107.

PARADELA, F. M. R. Estudo da pirólise de misturas de resíduos de plásticos, pneus ebiomassa. 2012. 322f. Tese (Doutorado em Engenharia Química e Bioquímica) – Faculdade de Ciências e Tecnologia, Universidade Nova de Lisboa, Lisboa, 2012.

SHEN, L.; ZHANG, D. Low-temperaturepyrolysis of sewagesludge and putresciblegarbage for fueloilproduction. Energy e Fuel, v.84,2004, p. 809 - 815.

SILVA, R. V. S.; ROMEIRO, G.A.; VELOSO, M.C.C.; FIGUEIREDO, M.K.K.; PINTO, P.A.;

GONÇALVES, M.L.A.; TEIXEIRA, A.M.; DAMASCENO, R.N. Fractions composition study of the pyrolysis oil obtained from sewage Sludge treatment plant. Bioresource Technology, v. 103, 2012, p. 459-465.




DOI: https://doi.org/10.34115/basrv4n5-039

Apontamentos

  • Não há apontamentos.