Determinação experimental dos ângulos de repouso dos farelos de soja NGMO (não transgênico) e GMO (transgênico) em unidades de bancada e em pilhas de Terminal Portuário/ Experimental determination of the soybean meal NGMO angle of repose (non- transgenic) and GMO (genetically modified) bench unit and Port Terminal batteries

André Luiz Cardoso, Jovêncio José de Sousa Filho, Deovaldo de Moraes Júnior, Marlene Silva de Moraes, Vitor da Silva Rosa, Rafael Carlos Afarelli Almeida de Frias

Resumo


A determinação do ângulo de repouso de um material granular é fundamental para a antecipação de medidas adicionais de segurança durante seu manuseio e para o adequado projeto de máquinas e equipamentos destinados a sua movimentação e armazenagem. O objetivo do presente trabalho foi projetar e montar duas unidades de bancada de baixo custo e simples operação para obter experimentalmente os ângulos de repouso de dois tipos de farelo de soja, o NGMO e o GMO, nas condições reais de processo, em pilhas de farelo de soja de um Terminal Portuário. Os ângulos de repouso variaram entre 30º a 0,6 m da base e 35º a 6 m para o GMO e entre 31 e 34º para o NGMO.   


Palavras-chave


ângulo de repouso, fluidez do farelo de soja, farelo de soja GMO, farelo de soja NGMO, Terminal Portuário.

Texto completo:

PDF

Referências


PEÇANHA, Ricardo. Sistemas particulados: Operações unitárias envolvendo partículas e fluidos.1.ed. Rio de janeiro: Elsevier, 2014. 424 p.,24 cm. Apresentação e objetivos: p. 8-11. ISBN 978-85-352-7721-0.

CORREIAS MERCÚRIO S.A. Manual técnico de correias transportadoras. 3. ed. São paulo : Schoba, 2016. 344 p. Largura da correia: p. 98-107. ISBN 978-85-8013-474-2.

NBR 8011- Cálculo da capacidade de transportadores contínuos. transportadores de correia. AGO 1995.

TSAKALAKIS, K.G. Mathematical modeling of the conveyor belt capacity. The 8th International Conference for Conveying and Handling of Particulate Solids.Tel-Aviv, Israel, May 2015.

FÁBRICA DE AÇO PAULISTA S. A. Manual de transportadores contínuos. 3. ed. 412 p. Brasil, 1988.

POHNDORF, R. S.; KLEIN, B.; NASCIMENTO, B. C.; RUTZ, D.; FOGUESATTO, R. J.; ELIAS, M. C. Influência da umidade e do percentual de grãos quebrados e inteiros no ângulo de repouso de soja. In: ENCONTRO DE PÓS-GRADUAÇÃO – UFPEL, 13, Pelotas, 2011.

NBR 6177: Transportadores contínuos - Transportadores de correia – Terminologia Dez 1999.

SCHUZE. D. Powders and bulk solids: Behavior, characterization, storage and flow. Tradução: Jörg Schwedes. Braunschweig: Germany, 2007. 517 p. Título original: Globalization: Pulver und Schüttgüter. P172-.174. ISBN 978-3-540-73767-4.

MEHTA. G; BARKER. C. The dynamics of sand, Reports Prog. Phys. 57 (1994) 383–416.doi:10.1088/0034-4885/57/4/002.

DAY. R. W. Foundation engineering handbook: design and construction with 2009 international building code, 2nd ed., McGraw Hill companies, Inc., New York, 2010.

CHAVES, Arthur P. Teoria e Prática do Tratamento de Minérios: Manuseio de sólidos granulares.2.ed. São Paulo: Oficina de textos, 2012. 384 p.,20 mm. Ensaio de cisalhamento sob carga: p. 27. ISBN 978-85-7975-045-8.

HAMZAH. M. et al. A review on the angle of repose of granular materials. 2 February 2018. doi:10.1016/j.powtec.2018.02.003.

CARR, R. L. Properties of Solids. Chemical Engineering, v. 13, 1969.

JENIKE, A. W. Storage and flow of silos. Salt Lake City: University of Utah, 1964. 89 p. (Bulletin, 123).

JENIKE, A.W : Powders and bulk solids. Salt Lake City: University of Utah, 1961. 322 p. (Bulletin, 29).

SUN. A.W.Y. Granular Dynamic Theory and Its Applications. Metallurgical Industry Press,Beijing. Metallurgical Industry Press, Beijing and Springer-Verlag GmbH Berlin Heidelberg.2008. ISBN 978-7-5024-4300-9.

EUROPEAN PHARMACOPOEIA 6.0. 2.9.36. Powder flow.2.Methods of analysis.(Pag 320 ,321).2008.

CORRÊA, P. C.; SILVA, J. S. Estrutura, Composição e Propriedades dos Grãos. In: Silva, J. S. Secagem e Armazenagem de Produtos Agrícolas. 2° ed. Viçosa: [s.n.], Cap. 2, 2008.

AZADEH. S; KUDROLLI. A. Angle of repose and segregation in cohesive granular matter. Department of Physics, Clark University, Worcester, Massachusetts. 64º ed. out 2001.

JOSTEIN, M.et al. Segregation of Particulate, mechanisms and tester. Kona, nº14, 13 p. 1996.

MICHAEL. R. et al. Angle of repose revisited. Institute for Materials Handling. University of Munich, EPJ Web of Conferences 140. Powders & Grains. Boltzmannstrabe, Garching, Germany 2017. DOI: 10.1051/epjconf/201714002002.

CARDOSO.A.L. et al. Características de fluxo e vazão de soja em silos prismáticos cuneiformes. DOI:10.34117/bjdv6n5-367, Brazilian Journal of Development, v6, n5, p.28886-28903. ISSN 2525-8761




DOI: https://doi.org/10.34115/basrv4n4-030

Apontamentos

  • Não há apontamentos.