Estudos comparados de religião / Compared studies of religion

Adelcio Machado dos Santos

Resumo


Com o intuito de contextualizar as religiões e sua história e possibilidades de diálogo e comunhão, busca-se apoio no texto da lavra Terrin (2003), “Introdução ao estudo comparado das religiões”, para apresentar algumas teorias sobre o tema. De acordo com este pesquisador, o homem comum, posto que conhecendo muito sobre os estudos de caráter religioso, muitas vezes nutre uma secreta suspeita de que a religião, no imo, nasceu de uma realidade qualquer; ou do medo, ou de um desejo inconsciente não realizado, ou do desejo de obter alguns benefícios imediatos, ou da necessidade de criar uma ordem interior ou social, ou, enfim, da necessidade de sentir-se protegido no mundo.


Palavras-chave


Estudos, Comparação, Religiões.

Texto completo:

PDF

Referências


ARMOND, Edgard. Religiões e filosofias. São Paulo: Aliança, 1999.

BESEN, José Artulino. O universo religioso: as grandes religiões e tendências religiosas atuais. São Paulo: Mundo e Missão, 2005.

MARQUES, Leonardo Arantes. História das religiões: e a dialética do sagrado. São Paulo: Madras, 2005.

OLDSTONE-MOORE, Jennifer. Tradições chinesas. In: COOGAN, Michael D. Religiões: história, tradições e fundamentos das principais crenças religiosas. São Paulo: Publifolha, 2007.

TERRIN, Aldo Natale. Introdução ao estudo comparado das religiões. São Paulo: Paulinas, 2003.

WOLFF, Elias. A unidade da Igreja: ensaio de eclesiologia ecumênica. São Paulo: Paulus, 2007.

______. Caminhos do ecumenismo no Brasil: história, teologia, pastoral. São Paulo: Paulus, 2002.

______. Ministros do diálogo: o diálogo ecumênico inter-religioso na formação presbiteral. São Paulo: Paulus, 2004.

______. (Org.) Exercitando a cooperação. Florianópolis, ITESC, 2006.




DOI: https://doi.org/10.34115/basrv4n4-005

Apontamentos

  • Não há apontamentos.