Calcular mais cozinhar igual a arte de reaproveitar / Calculate more cooking like the art of reuse

Ivani Vieira Damaceno, Jailson Mauricio Pinto, Douglas Vicente do Carmo Lima, Micheli Galter Dal'Col, Gisele de Oliveira Paixão, Renata Gomes de Souza

Resumo


A partir de uma aula extraclasse com estudantes do Ensino Fundamental séries finais e Ensino Médio da EEEFM "José Teixeira Fialho", do Distrito de Imburana, município de Ecoporanga-ES, numa usina de reciclagem de lixo e o processo de compostagem de alimentos, estudantes e professores observaram a quantidade de cascas, sementes e talos que são desperdiçados diariamente. Visando reaproveitar os restos de alimentos que se tornariam lixo, desenvolveu-se um projeto em que os estudantes orientados pelos professores pesquisaram algumas receitas, inserindo-as na prática cotidiana domiciliar e posteriormente feita degustação na escola para aprovação das melhores receitas. As receitas possuem baixo custo para produção, alto valor nutritivo, sendo consideradas muito saborosas. Ao final do projeto, foi confeccionado o livro de receitas com os respectivos estudantes que participaram. Diante desse contexto, foram levantadas duas hipóteses: Existe possibilidade de reduzir o desperdício de alimentos por meio do reaproveitamento de cascas, sementes e talos? Esse alimento produzido pode ser nutritivo sendo viável o seu emprego na culinária local? Com base nessas hipóteses e visando reaproveitar os restos de alimentos que se tornariam lixo, desenvolveu-se um projeto objetivando-se envolver os estudantes da EEEFM "José Teixeira Fialho" que orientados pelos professores das disciplinas de ciências da natureza e matemática pesquisassem algumas receitas, tanto na internet, quanto com a família e na comunidade, voltadas para uma alimentação saudável, o reaproveitamento e valor nutricional dos alimentos e reeducação alimentar.


Palavras-chave


Alimentação saudável, sustentabilidade, cidadania.

Texto completo:

PDF

Referências


ALMEIDA, DS. Plano de recuperação de áreas degradadas (PRAD). In: Recuperação ambiental da Mata Atlântica [online].3rd ed. rev. and enl. Ilhéus, BA: Editus, 2016, pp. 140-ISBN 978-85-7455-440-2. Available from SciELO Books .

CARVALHO, D.B., SANTANA, J. M. A Escola Promotora De Saúde: O Estado Da Arte e o Mental Na Saúde. 2010.

OMS. ORGANIZAÇÃO MUNDIAL DE SAÚDE. Comissão de Especialistas em Educação em Saúde da Organização Mundial da Saúde. Washington: OMS, 1954.

OPS. ORGANIZAÇÃO PANAMERICANA DE SAÚDE. Educación para la salud: um enfoque integral. Washington: OPS, 1995. (Série HSS/SILOS, n. 37).

PELICIONI, C. A escola promotora de saúde. São Paulo: Faculdade de Saúde Pública da Universidade de São Paulo, 1999. p.12. (Séries Monográficas).




DOI: https://doi.org/10.34115/basrv4n3-082

Apontamentos

  • Não há apontamentos.