Germinação e crescimento de plântulas de zea mays submetidas a concentrações tóxicas e subtóxicas de cádmio / Germination and growth of zea mays seedlings submitted to toxic and subtotic concentrations of cadmio

Ivan Pedro Murari, Fabio Pilon, Marcelo Hattje, Rafael Dal Bosco Ducatti, Samuel Mariano Gislon Da Silva

Resumo


Quando se considera o uso agronômico de resíduos ou fertilizantes químicos é importante ressaltar que nestes são encontradas, em concentrações consideráveis, cádmio e outros metais. Neste aspecto, a preocupação mais frequente diz respeito à solubilização, com consequente deslocamento destes metais para a fase solúvel do solo, tornando estes disponíveis para a absorção pelos vegetais. Dentre as plantas cultivadas pelo homem, o milho é a mais abundante, e por isso, tem sido utilizada em muitos estudos de poluição como modelo. No entanto, os dados referentes aos efeitos do referido metal na germinação desta planta ainda são escassos e pouco esclarecedores. O objetivo do presente trabalho foi verificar os efeitos de concentrações tóxicas e subtóxicas de cádmio sobre a germinação e crescimento de plântulas de milho. Foram realizados dois ensaios em esquema parcelas subdivididas em blocos ao acaso, com classificação cruzada e 4 repetições. No primeiro ensaio, foram utilizadas sementes de milho crioulo (variedade Catarina da Epagri). No segundo ensaio, foram utilizadas sementes de milho híbrido transgênico (variedade BM650PRO2-Biomatrix). Em cada ensaio, as sementes foram divididas em 4 lotes de 16 repetições de 50 sementes, e cada repetição semeada em substrato de papel Germitex previamente umedecido com um volume de água correspondente a 2,5 vezes o peso do papel. A água utilizada para a embebição dos 3 lotes foi acrescida de diferentes concentrações cloreto de cádmio (CdCl2), de maneira que as concentrações finais do metal fossem 0,0, 25,0, 50,0 e 100,0 mg/L, gerando quatro diferentes tratamentos. Os rolos de papel foram mantidos em germinadores a temperatura de 25ºC e fotoperíodo constante (24 horas), sendo as avaliações realizadas em 4 repetições de cada tratamento no quarto, quinto, sexto e sétimo dias após a semeadura. O cádmio afetou a porcentagem de germinação, não apresentando influência no tamanho da parte aérea e da raiz.

Palavras-chave


Metal pesado; Ensaio germinação; Milho.

Texto completo:

PDF

Referências


BIZARRO, V. G.. Teor e biodisponibilidade de cádmio em fertilizantes fosfatados. 2007. 65 f. Dissertação (Mestrado) - Curso de Agronomia, Ciência do Solo, Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, 2007.

EDMOND, J. B.; DRAPALA, W. J. The effects of temperature, sand, soil and acetone on germination of okra seed. Proceedings of the American Society for horticultural Science, v.71, n.5, p.428-434, 1958.

MALAVOLTA, E. Manual de nutrição mineral de plantas. São Paulo: Editora Agronômica Ceres, 2006. 631p.

TAIS, L.; ZEIGER, E. Fisiologia Vegetal. 3ª Porto Alegre, Rs: Artmed Editora S.a, 2004.

VASSILEV, A; YORDANOV, I. Reductive Analysis Of Factors Limiting Growth Of Cadmium-Treated Plants: A Review. Bulg. J. Plant Physiol, Bulgaria, v. 3-4, n. 23, p.114-133, 20 nov. 1997.




DOI: https://doi.org/10.34115/basrv4n3-072

Apontamentos

  • Não há apontamentos.