Avaliação Técnica de uma Plataforma de Gestão de Eventos Científicos / Technical Evaluation of a Platform for Managing Scientific Events

Marco Aurélio Silva Costa, Miguel Ângelo Rodrigues Mocbel, Vicente Caldas de Castro, Marcos Vinicius dos Passos Oliveira, Isaac Matias, Carlos dos Santos Portela, Fabrício de Souza Farias

Abstract


Este trabalho apresenta o processo de avaliação técnica de um sistema web chamado E-Conference, que consiste em uma plataforma de apoio à comunicação e gestão de eventos científicos como congressos, simpósios, seminários e afins, a partir da automatização de tarefas realizadas de forma manual. Essa avaliação ocorreu no contexto do I Congresso de Tecnologias e Desenvolvimento da Amazônia, onde a plataforma E-Conference foi adotada como ferramenta de gestão. Como instrumento de avaliação, aplicou-se junto a 140 participantes do evento um questionário online com critérios relacionados à necessidade e importância, satisfação e viabilidade, e usabilidade e interface gráfica da plataforma. Os resultados da avaliação realizada indicam a eficiência da plataforma no processo de gestão de eventos científicos, desde a chamada de participantes até a emissão de certificados digitais.

 


Keywords


Gestão de Eventos Científicos, Sistema Web, Usabilidade.

References


BACKER, P., COSTA, H. M. (1995). Gestão ambiental: A administração verde. Rio de Janeiro: Qualitymark.

CENDÓN, B. V., CAMPELLO, B. S., KREMER, J. M. (2000). Fontes de informação para pesquisadores e profissionais (Vol. 23). Editora UFMG.

CONSELHO NACIONAL DE PESQUISA. (2016). Áreas do Conhecimento. Disponível em: Acesso em: em 20 outubro, 2016.

CONSELHO NACIONAL DE PESQUISA. (2016). Dados Abertos: Apoio à Eventos. Disponível em: . Acesso em: em 20 outubro, 2016.

EASYCHAIR. (2002). EasyChair, The Conference System. Disponível em:< http://www.easychair.org/>. Acesso em: 20 outubro, 2016.

FONSECA, J. J. S. (2002). Metodologia da pesquisa científica. Fortaleza: UEC.

GUIMARÃES, V. A. L.; HAYASHI, M. C. P. Os Eventos Científicos: espaços privilegiados para a comunicação da ciência. Comunicologia-Revista de Comunicação e Epistemologia da Universidade Católica de Brasília, v. 7, n. 2, p. 204-229, 2015.

LLC, Zakon Group. 2004. OpenConf. Disponível em:< http://www.openconf.com/>. Acesso em: 11 novembro, 2016.

MORAIS, R. M. D., SOMERA, S. C., GOES, W. M., COSTA, A. L. (2016). Applicability of an assessment model for healthcare information systems in a public hospital. JISTEM-Journal of Information Systems and Technology Management, 13(3), 459-478.

MORAN, J. M. A influência dos meios de comunicação no conhecimento. Ciência da Informação, 23, 233-238. (1994). NBR ISO/IEC 9126-1:2003. (2003). Engenharia de software - Qualidade de Produto Parte 1: Modelo de Qualidade. Rio de Janeiro.

SCHMIDT, L., OHIRA, M. L. B. (2002). Bibliotecas virtuais e digitais: análise das comunicações em eventos científicos (1995/2000). Revista ACB, 7(1), 73-97.

SERVIÇO BRASILEIRO DE APOIO ÀS MICRO E PEQUENAS EMPRESAS. (2016). II Dimensionamento econômico da indústria de eventos. Disponível em:< http//www.abeoc.org.br/wp-content/uploads/2014/10/IIdimensionamento-setor-eventos-abeoc-sebrae-171014.pdf > Acesso em: 15 novembro, 2016.

SUZART, J. A. D. S., ROCHA, J. S. D., SOUZA, A. R. D. (2011). Avaliando o Nível de Satisfação dos Usuários Finais do Siafi: Um Estudo de Caso. Journal of Information System and Tecnology Management. IRSPM Latin America (2011).

THE INTERNATIONAL CONGRESS AND CONVENTION ASSOCIATION. (2013). A Modern History of International Association Meetings 1963-2012. Disponível em:< http://www.iccaworld.org/dcps/doc.cfm?docid=1626> Acesso em: 10 novembro, 2016.

VANZ, S. A. de S., STUMPF, I. R. C. (2010). Colaboração científica: revisão teórico-conceitual. Perspectivas em Ciência da Informação, 15(2), 42-55, (2010).




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv6n5-209

Refbacks

  • There are currently no refbacks.