Uma Aplicação do Lean Office (LO) na Informática Forense do Instituto Geral de Perícias de Santa Catarina (IGP-SC) / An Application of the Lean Office (LO) in Forensic Informatics of the General Institute of Expertise of Santa Catarina (IGP-SC)

Rodrigo Speckhahn Soares da Silva, Carlos Felipe de Melo Costa, Claudelino Martins Dias Junior

Abstract


O objetivo do presente estudo é descrever como LO contribui com o atendimento da demanda por Laudos Periciais (LPs) no Núcleo Regional de Perícias de Joinville do IGP-SC. Nesse sentido, partir de uma reformulação dos processos internos do setor de Protocolo e Informática forense do IGP-SC, apoiada no LO como metodologia de desenvolvimento, caracteriza-se a pesquisa como descritiva/explicativa, com uma abordagem quali-quanti. De forma preliminar, valendo-se da caracterização e da quantificação dos principais tipos de perícias realizadas no Núcleo, parte-se para o mapeamento das atividades de recebimento e tramitação interna de documentos e objetos periciados pelo IGP-SC. Após, são determinados 4 (quatro) intervalos de tempo de execução para os LPs, “antes” e “depois” do redesenho dos processos internos nos setores estudados. Os resultados preliminares sugerem que o estudo tenha oportunizado a eliminação de desperdícios na forma de movimentação de pessoas, materiais e processos, bem como do tempo de espera por LPs para as delegacias de polícia e outras unidades judiciárias de S


Keywords


Lean Office, processos, desperdício, laudos periciais, intervalo de tempo.

References


LUKRAFKA, T. O. Princípios Lean para Melhoria dos Serviços Públicos: Paradigmas, Proposta de Modelo e Implementação. [s.l.] Universidade Fedeiral do Rio Grande do Sul, 2018.

MANN, H. B.; WHITNEY, D. R. On a Test of Whether one of Two Random Variables is Stochastically Larger than the Other. The Annals of Mathematical Statistics, v. 18, n. 1, p. 50–60, mar. 1947.

MCKELLEN, C. The Lean Office. MWP- Metalworking Production, v. 149, n. 9, p. 12–12, 2005.

MCMANUS, H. L. Product Development Value Stream Mapping (PDVSM) Manual 1.0. Cambridge, MA: [s.n.].

PAGNOSSIN, L.; ROOS, C. Abordagem do Lean Office aplicada em um caso prático. Journal of Lean Systems, v. 1, p. 95–113, 2016.

PAIM, R. et al. Gestão de processos: pensar, agir e aprender. Porto Alegre: Bookman Editora, 2009.

SHAPIRO, S. S.; WILK, M. B. An analysis of variance test for normality (complete samples). Biometrika, v. 52, n. 3–4, p. 591–611, 1965.

SHINGO, S. O Sistema Toyota de Produção: O Ponto de Vista da Engenharia de Produção. Porto Alegre: Bookman Editora, 1996.

TAPPING, D. et al. Lean Office Demystified II. 2nd. ed. [s.l.] MCS Media, Inc, 2010.

TAPPING, D.; SHUKER, T. Value Stream Management for the Lean Office: eight steps to planning, mapping, & sustaining lean improvements in administrative areas. New York: CRC Press, 2003.

TURATI, R. DE C. Aplicação Do Lean Office No Setor Administrativo Público. [s.l.] Universidade de São Paulo, 2007.

UBARANA, R. M. G. DA S. Análise de Desperdícios com Base nos Princípios da Administração Pública e do Lean Office: Um Estudo Realizado em uma Universidade Federal. [s.l.] Universidade Federal do Rio Grande do Norte, 2017.

WILCOXON, F. Individual comparisons of grouped data by ranking methods. Journal of economic entomology, v. 39, n. 6, p. 269, 1946.

WOMACK, J. P.; JONES, D. T. Lean Thinking—Banish Waste and Create Wealth in your Corporation. Journal of the Operational Research Society, v. 48, n. 11, p. 1148–1148, 20 nov. 1997.




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv6n5-208

Refbacks

  • There are currently no refbacks.