Desigualdades em discussão: o rendimento das escolas públicas e privadas no exame nacional do ensino médio (ENEM) no ano de 2017 / Disequalities in discussion: the performance of public and private schools in the national high school (ENEM) exam in 2017

Edivan Costa de Sousa, Tiago Sandes Costa, Maria Gabryella de Almeida Coelho, Maria Gabriela Pereira Lima Sá

Abstract


Este trabalho teve como objetivo principal observar as diferenças existentes entre o rendimento das escolas públicas e privadas brasileiras no principal programa de acesso ao ensino superior no país, o ENEM, baseando-se na sociologia desenvolvida por Pierre Bourdieu. Adotou-se como metodologia a pesquisa qualitativa (Deslauriers, 1991) e quantitativa (Fonseca, 2002) sendo feito o levantamento de dados baseando-se nas informações apresentadas pelo INEP referentes ao resultados das escolas no ENEM, especificamente no ano de 2017. Como aportes teóricos utilizamos a sociologia apresentada por Bourdieu no livro a Reprodução (1970), que em linhas gerais afirma que a escola é uma instituição que legitima as desigualdades ao desconsiderar fatores como a herança familiar e cultural na análise de problemas educativos. Os resultados da pesquisa reforçam o abismo existente entre as escolas púbicas e privadas, sendo nove das dez escolas de melhor desempenho de cunho privado. Outro dado relevante é que 90% das melhores escolas em termos de rendimento concentram-se na região sudeste. O abismo existente entre os rendimentos potencializam a influência de questões econômicas, sociais e culturais no bom desempenho acadêmico de alunos, dialogando de tal modo com pensamento de Bourdieu.


Keywords


Escolas públicas, Escolas privadas, Enem, Bourdieu.

References


BARDIN, Laurence. Análise de conteúdo. Tradução de Luís Antero Reto e Augusto Pinheiro. São Paulo, Edições 70, 2011.

BOURDIEU, Pierre; PASSERON, Jean-Claude. A reprodução: Elementos para uma teoria do sistema de ensino. Tradução de Reynaldo Bairão. 7. ed. Petrópolis: Vozes, 2014.

BRASIL. Constituição (1988). Constituição da República Federal do Brasil. Brasília, DF: Senado Federal, 1988.

DESLAURIES, Jean-Pierre. A pesquisa qualitativa: Enfoque epistemológicos e metodológicos/ tradução Ana Cristina Nasser. Petrópolis: Vozes, 2008.

FONSECA, João J. Saraiva. Metodologia da Pesquisa Científica. Ceará: UEC, 2001.

GOMES, Cândido Alberto. A educação em novas perspectivas. 4. ed. rev. e ampl. São Paulo: E.P.U., 2012.

SANTOS, Kátia Silva. Políticas públicas educacionais no Brasil: tecendo fios. In: 25º Simpósio Brasileiro de Política e Administração da Educação. 2º Congresso Ibero-Americano de Política e Administração da Educação – ANPAE. Políticas Públicas e Gestão da Educação - construção histórica, debates contemporâneos e novas perspectivas. Anais... São Paulo – SP. p. 01-13. 2011.

VYGOTSKY, L. A construção do pensamento e da linguagem. São Paulo: Martins Fontes, 2001.




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv6n5-193

Refbacks

  • There are currently no refbacks.