Influência do exercício físico na dismenorreia / Influence of physical exercise on dysmenorrhea

Lia de Carvalho Araújo, João Castelo Filho, Isabel Maria Barbosa Bonfim de Morais, Pablo Cunha Marques, Victor de Souza Rangel, Victória de Fátima da Cruz Parente, Anne Caroline Pereira Lima Espíndola, Carlos Antonio Bruno da Silva

Abstract


Dismenorreia consiste em dor na região hipogástrica caracterizada como em cólica intensa que ocorre durante o período menstrual. Esse trabalho tem como objetivo descrever a influência da prática de atividade física na dismenorreia. Trata-se de um estudo transversal e descritivo que resultou em uma amostra de 59 mulheres, no qual foram investigadas características sociais, presença de comorbidades, caracterização de padrão menstrual e prática de atividade física. A amostra é constituída por mulheres de cerca de 25 anos, preferencialmente estudantes, com poucas comorbidades e que tinham vida esportiva extremamente ativa com prática de múltiplas modalidades. A maioria das entrevistadas relatou relação positiva entre prática de atividade física e controle da dismenorréia, sendo essa percepção mais prevalente entre mulheres com dismenorréia moderada do que entre mulheres com dismenorréia grave. Assim, conclui-se a eficácia da prática de atividade física em atenuar os sintomas da dismenorréia.


Keywords


Atividade Física, Mulheres, Dismenorreia

References


ARAUJO, L. M. DE et al. Diminuição da dor em mulheres com dismenorreia primária , tratadas pelo método Pilates. Rev. Dor. São Paulo, v. 13, n. 2, p. 119–123, 2012.

DEHNAVI, Z. M.; JSFARNEJAD, F.; KAMALI, Z. The effect of aerobic exercise on primary dysmenorrhea: a clinical trial study. Journal of Education and Health Promotion, v. 7, n. January, p. 1–5, 2018.

NEUMANNCristinaAtividadefísicaacesso em:25/08/2018.

OLIVEIRA, Marlon.Impacto do exercício na dor crônica.Revista Brasileira de Medicina do Esporte,São Paulo,v.20,N.3,p. 200-203.Maio/junho, 2014

PINTO- Joseane-Recomendações da OMS quanto as atividades físicas-2016acesso em: 25/08/2018.

QUINTANA, L. M. et al. Influência Do Nível De Atividade Física Na Dismenorréia. Revista Brasileira de Atividade Física & Saúde, v. 15, n. 2, p. 101–104, 2010.

VAZIRI, F. et al. Comparing the effects of aerobic and stretching exercises on the intensity of primary dysmenorrhea in the students of universities of bushehr. Journal of family & reproductive health, v. 9, n. 1, p. 23–8, 2015.

COELHO, C. F.; BURINI, R. C. Atividade física para prevenção e tratamento das doenças crônicas não transmissíveis e da incapacidade funcional. Rev. Nutr., Campinas , v. 22, n. 6, p. 937-946, Dec. 2009.




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv6n5-186

Refbacks

  • There are currently no refbacks.