Práticas avaliativas à luz do pensamento sistêmico / Evaluating practices in the light of systemic thought

Márcia Lopes Leal Dantas, Maria Aparecida Monteiro da Silva

Abstract


Esta pesquisa faz parte da tese da autora e teve como objetivo averiguar se a ação dos professores que trabalham em uma escola pública municipal da zona Norte da Cidade do Rio de Janeiro está de acordo com os pressupostos do pensamento sistêmico e se os mesmos possuem conhecimento sobre o assunto e se tal conhecimento influencia em suas práticas avaliativas. Segundo à natureza da pesquisa, classificou-se como de campo com abordagem qualitativa.  Do que trata o referencial teórico, utilizou-se de autores que tratam o novo paradigma da ciência, o sistêmico, nas perspectivas conforme Bertalanffy, Capra, Morin, Perrenound, Santos, Vasconcellos, Maturana e Varela. Usando uma entrevista semiestruturada aos docentes de uma escola localizada na zona Norte da cidade, obtiveram-se os dados para análise. A amostra definiu-se pela adesão espontânea de  oito professores do sétimo ano do Ensino Fundamental II, sendo cada um de uma disciplina, juntamente com os documentos concernentes e necessários na autorização da realização da pesquisa. A análise dos resultados classificou-se como análise de conteúdo e seguiu o pressuposto teórico de Bardin. Nos resultados, verificou-se que os professores não conhecem os pressupostos do pensamento sistêmico e, desta forma, desenvolvem avaliações fragmentadas e de natureza somatória, dando ênfase aos resultados quantificáveis obtidos em provas, testes e trabalhos. Além disso, demostrou-se que os docentes não sobrepõem os aspectos qualitativos sobre os quantitativos em suas práticas avaliativas.


Keywords


Pensamento sistêmico, Avaliação, Educação.

References


BARDIN, Laurence. Análise de conteúdo. São Paulo: Edições 70, 2011.

BERTALANFFY, Ludwig Von. Teoria Geral dos Sistemas: Fundamentos, desenvolvimento e aplicações. Petrópolis: Editora Vozes, 2008.

CAPRA, Fritjof. A teia da vida: uma compreensão científica dos sistemas vivos. São Paulo: Cultrix, 1996.

LUCKESI, C. Cipriano. Avaliação da aprendizagem escolar: estudos e proposições. 12. ed. São Paulo: Cortez, 2002.

MATURANA, R. Humberto; VARELA, Francisco J. Ontologia da realidade. Belo Horizonte: UFMG, 1997.

MORIN, Edgar. A cabeça bem-feita. Rio de Janeiro. Bertrand Brasil, 2009.

MORIN, Edgar. Introdução ao pensamento complexo. Lisboa: Instituto Piaget, 2005.

PERRENOUD, Phillipe. Avaliação: da excelência à regularização das aprendizagens: entre duas lógicas. Porto Alegre: Artmed, 1999.

SANTOS, Boaventura de Souza. Um Discurso sobre as Ciências. Porto: Afrontamento, 2008.

TARDIF, Maurice. Saberes docentes e formação profissional. 8. ed. Petrópolis: Vozes, 2002.

TYLER, Ralph W. Princípios básicos de currículo e ensino. 5. ed. Porto Alegre: Globo, 1978

VASCONCELLOS, Maria José Esteves. Pensamento sistêmico: novo paradigma da ciência. 7. ed. Campinas: Papirus, 2006.

VIANNA, H. M. Introdução à avaliação educacional. São Paulo: IBRASA, 2000.




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv6n5-183

Refbacks

  • There are currently no refbacks.