Efeito do tamanho de sementes de híbridos de canola na qualidade fisiológica e sanitária das sementes na geração F2 / Effect of the size of canola hybrid seeds on the physiological and sanitary quality of seeds in F2 generation

Fernanda S. Marques, Robson L. L. Marques, Cristina Rossetti, Andreia S. Almeida, Vanessa P. Gonçalves, Carla D. Times, Jerffeson A. Cavalcante, Luiz E. Panozzo

Abstract


O objetivo do trabalho foi avaliar o efeito do tamanho de sementes de híbridos de canola na qualidade fisiológica e sanitária das sementes na geração F2. Foram utilizados 5 híbridos de canola, sendo eles: Hyola 571 CL; Hyola 433; Hyola 76; Hyola 401; Hyola 61. Este foi dividido em 3 etapas: Etapa 1 foram avaliados a retenção de peneiras e sua qualidade; etapa 2 a qualidade das sementes colhidas e na etapa 3 a qualidade sanitária das sementes colhidas. Em relação ao peso de mil sementes, previamente classificadas, observou-se para os híbridos Hyola 571 CL, Hyola 76, Hyola 401 e Hyola 61 que as sementes de maior tamanho apresentaram maior peso, sendo que todas as peneiras diferiram estatisticamente entre si, sendo as sementes retidas nas peneiras de diâmetro maior classificando sementes com maior peso. Com relação a qualidade sanitária, os gêneros Fusarium spp., Penicilium sp., Aspergillus spp., e Mucor sp. tiveram maior incidência em todos os híbridos avaliados, com exceção apenas do Híbrido Hyola 61 e com ocorrência maior nas peneiras de menor tamanho.


Keywords


Brassica napus L, qualidade fisiológica, híbridos, peneiras, sanidade de sementes.

References


AMARAL, Alan Dischkaln. Qualidade de sementes de canola classificadas por densidade em diferentes condições de déficit hídrico e de profundidade de semeadura. 2010 61f. Dissertação (Mestrado em Agronomia) – Centro de Ciências Rurais, Universidade Federal de Santa Maria, Santa Maria, 2010.

ÁVILA, M.R.; BRACINI, A.L.; SCAPIM, C.A.; MARTORELLI, D.T.; ALBRECHT, L.P. Testes de laboratório em sementes de canola e a correlação com a emergência das plântulas em campo. Revista Brasileira de Sementes, v.27, n.1, p.62-70, 2005.

BARROCAS, E. N.; MACHADO, J. C.; Introdução a patologia de sementes e testes convencionais de sanidade de sementes para a detecção de fungos fitopatogênicos. Informativo Abrates, v. 20, n. 3, 2010.

BRASIL. Ministério da Agricultura e da Reforma Agrária. Regras Para Análise de Sementes. Brasília: SNDA/DNV/CLAV, 2009. 398p.

CANGUSSÚ, L.V.S.; DAVID,A.M.S.S.; AMARO, H.T.R.;ASSIS, M. Efeito do tamanho de sementes no desempenho fisiológico de feijoeiro. Pesquisa Agropecuária Gaúcha, v.19, n.1/2, p.73-81, 2013.

CARVALHO, N.M.; NAKAGAWA, J. Sementes: ciência, tecnologia e produção. 4.ed. Jaboticabal: Funep, 2012. 590p.

CONAB. Companhia Nacional de Abastecimento. Acompanhamento da safra brasileira: V. 4 - SAFRA 2016/17- N. 11. 2017.

FANTINATTI, J. B.; HONÓRIO, S. L.; RAZERA, L. F. Qualidade de sementes de feijoeiro (Phaseolus vulgarisL.) de diversas densidades, obtidas em mesa gravitacional. Informativo ABRATES, v. 11, n. 2, p. 83, 2001.

HAMAWAKI, O. T.; JULIATTI, F. C.; GOMES, G. M.; RODRIGUES, F. A.; SANTOS, V. L. M. Avaliação da qualidade fisiológica e sanitária de sementes de genótipos de soja do ciclo precoce/médio em Uberlândia, Minas Gerais. Fitopatologia Brasileira, v. 27, n. 2, p. 201-205, 2002.

KOLCHINSKI, E.M.; SCHUCH, L.O.B.; PESKE, S.T. Vigor de sementes e competição intra-específica em soja. Ciência Rural,v.35, n.6, p.1248-1256, 2005.

KRZYANOWSKI, F.C.; FRANÇA NETO, J.B.; HENNING, A.A.; COSTA, N.P. A Semente de soja como tecnologia e base para altas produtividades - Série Sementes. Circular técnica 55. Londrina, PR, 2008.

MACHADO, N. F.; DALPIVA, R. C. Canola (Brassica napus L.). R. Batavo, v. 1, p. 9-13, 1991. Manual de adubação e de calagem para os Estados do Rio Grande do Sul e de Santa Catarina / Sociedade Brasileira de Ciência do Solo. Comissão de Química e Fertilidade do Solo. - 10. ed. – Porto Alegre, 2004.400 p. : il.

MARCENARO, D.; VALKONEN, J.P.T. Seed borne pathogenicf ungi in common bean (Phaseolus vulgaris cv. INTA Rojo) in Nicaragua. PlosOne, v.11, n.12, p.1-18, 2016.

MARCOS FILHO, J. Fisiologia de sementes de Plantas Cultivadas. 2. ed. Piracicaba: ABRATES, p. 430. 2015.

MARTIN, N. B.; NOGUEIRA JUNIOR, S. Canola: uma nova alternativa agrícola de inverno para o centro-sul brasileiro. Informações Econômicas, São Paulo, v. 23, n. 04, p. 9-25, abr. 1993.

MENEZES, V.O. et al. Detecção e influência de Fusarium spp. na qualidade fisiológica de sementes de pepino. Ciência Rural, v.41, n.2, p.193-199, 2011.

MIGLIORINI, P.; KULCZYNKI, S. M.; SILVA, T. A.; BELLE, C.; KOCH, F. Efeito do tratamento químico e biológico na qualidade fisiológica e sanitária de sementes de canola. Enciclopédia Biosfera, v.8, n.15, 2012..

NOBREL, D.A.C.; COSTA, C.A.;JUNIOR, D.S.B.; RESENDE,J.C.F.; FLÁVIO, N.S.D.S. Qualidade de sementes de girassol de diferentes genótipos. Ciência Rural, v.45, n.10,p.1729-1735, 2015.

OLIVEIRA, G. G. Trichoderma spp. no crescimento vegetal e no biocontrole de Sclerotinia sclerotium e de patógenos em sementes de cártamo. 2007. 80 f. Dissertação (Mestrado em Agronomia) – Universidade Federal de Santa Maria, 2007.

PÁDUA, G. P.; ZITO, R. K.;ARANTES, N. E.; FRANÇANETO, J. B. Influência do tamanho da semente na qualidade fisiológica e na produtividade da cultura da soja. Revista Brasileira de Sementes, v.32, n.3 p.9-16, 2010.

RATHMANN,R.; SZKLO, A.; SCHAEFFER, R.; Landlese competion for production of food and liquid brofuels: Ananalysis of the arguments in the curret debate Renewable Energy; v.35, p. 14-22, 2010.

SANTOS, S. P.; CORREIA, M. L. A. Programa nacional de produção e uso do biodiesel e o desenvolvimento sustentável. Anais online. “VII Encontro da Sociedade Brasileira de Economia Ecológica”. 2007.

SANTOS, H. P. D.; TOMM, G. O.; BAIER, A. C. Avaliação de germoplasmas de colza (Brassicanapus L. var. oleifera) padrão canola introduzidos no sul do brasil, de 1993 a 1996, na embrapa trigo.Embrapa Trigo. Boletim de Pesquisa) n. 6, 2001. Disponível em: < http://www.cnpt.embrapa.br/biblio/p_bo06.htm >.

TOMM, G. O.; FERREIRA, P. E. P.; AGUIAR, J. L. P. de.; CASTRO, A.; M. G. de; LIMA, S. M. V.; DE MORI, C.Panorama atual e indicações para aumento de eficiência da produção de canola no Brasil. Passo Fundo: Embrapa Trigo, 2009. 27 p. html. (Embrapa Trigo. Documentos Online, 118).

TOMM, G. O. Situação em 2005 e perspectivas da cultura de canola no Brasil em países vizinhos. Passo Fundo: Embrapa Trigo, 2005. 21 p. html (Embrapa Trigo. Boletim de Pesquisa e Desenvolvimento Online, 26)

USDA. Economic Reserch Service. Canola. Disponível em: .

VANZOLINI, S.; NAKAGAWA, J. Testes de vigor baseados no desempenho de plântulas. Informativo Abrates, v. 17, n. 1-3, p. 76-83, 2007.

WILKINSON, John; CASTELLI, PierinaGerman. A transnacionalização da Indústria de Sementes no Brasil: Biotecnologias, patentes e biodiversidade. Action Aid Brasil, 2000.




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv6n5-147

Refbacks

  • There are currently no refbacks.