Elaboração de um modelo matemático simplificado para estimar a temperatura interna em ambientes dotados de paredes trombe / Elaboration of a simplified mathematical model to estimate the internal temperature in environments with trombe walls

Fernando A de Melo Sá Cavalcanti, Rosana Maria Caram

Abstract


Este trabalho apresenta uma série de modelos matemáticos simplificados de modo a permitir que profissionais de projeto definam o desempenho térmico de edificações dotadas de paredes trombe para o caso de localizadas no Brasil, pois ainda há poucos estudos sobre o tema quando se refere a esta localidade. A parede trombe consiste em uma “estufa” entre uma parede de alta inércia térmica com aberturas inferiores e superiores e uma superfície envidraçada por onde o ambiente mantém contato com o exterior. Este dispositivo é capaz de absorver energia proveniente da radiação solar aquecendo o ar nesta estufa e este ar aquecido pode ser direcionado para o interior ou exterior da edificação a depender da finalidade. Este ar pode ser usado para aquecer o ambiente ou resfriá-lo por meio da ventilação natural. A metodologia para esta pesquisa se deu a partir da análise comparativa de uma série de simulações utilizando o software energyplus, versão 7.0 e em seguida tratamento estatístico para determinar a correlação entre as variáveis obtidas e consequentemente definir os modelos matemáticos. Os resultados apresentaram equações que permitem que o usuário estime a temperatura interna em ambientes que possuam paredes tombe em sua composição projetual sem que haja necessidade de simulações computacionais, o que demandaria profissionais qualificados e maiores custos no processo de projeto, além do prazo para modelagem do projeto em ambiente virtual de simulação.


Keywords


Paredes trombe, Modelo Simplificado, Energyplus.

References


ABNT – ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS. NBR 15220-3: Desempenho térmico de edificações – Parte 3: Zoneamento bioclimático brasileiro e estratégias de condicionamento térmico passivo para habitações de interesse social. Rio de Janeiro, 2005.

ADAMS, Serina, BECKER, Marc. KRAUSS, Drew. GILMAN Caitlin M. Not A Dry Subject: Optimizing Water Trombe Walls. in the SOLAR 2010 Conference Proceedings, American Solar Energy Society, 2010.

BALCOMB, J.D., BARKER, G., HANCOCK, C.E. An Exemplary Building Case Study of the Grand Canyon South Rim Residence. NREL/TP-550-24767, Golden, CO: National Renewable Energy Laborator. 1998.

CAVALCANTI, Fernando A de M Sá. Paredes Trombe no Brasil: Análise do Potencial de utilização para aquecimento e refrigeração. Tese de Doutorado apresentada ao Programa de Pós Graduação em Arquitetura e Urbanismo. Instituto de Arquitetura e Urbanismo. Universidade de São Paulo. 2013.

DUFFIE, J. A.; BECKMAN, W. A. Solar engineering of thermal processes. New York: John Wiley & Sons, 1980.

GAN, Guohui. A parametric study of Trombe walls for passive cooling of buildings. Energy and buildings Vol 27, 1998.

RORIZ, Maurício. Arquivos Climáticos de Municípios Brasileiros. Texto para o Grupo de Trabalho sobre Conforto e Eficiência Energética de Edificações, São Carlos, 2012. disponível em: http://roriz.dominiotemporario.com/doc/Sobre_os_arquivos_EPW.pdf. Acesso em Junho de 2012.

SHEN, Jibao, LASSUE Stéphane, ZALEWSKI Laurent and HUANG Dezhong. Numerical study on thermal behavior of classical or composite Trombe solar walls, In: Energy and Buildings, vol 39 issue 8, Science Direct, 2007.

TIRONE, L; CONSTRUÇÃO SUSTENTÁVEL – Soluções Eficientes Hoje, a nossa Riqueza de Amanhã, 2007.

TORCELLINI, P and PLESS, S. Trombe Walls in Low-Energy Buildings: Pratical Experiences, In: World Renewable Energy Congress VIII and Expo, Denver, 2004.




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv6n5-144

Refbacks

  • There are currently no refbacks.