Controle de qualidade de fotoprotetores produzidos em farmacias magistrais da cidade de Maringá/PR / Quality control of photoprotectors produced in magistral pharmacies in the city of Maringá/PR

Karen Magda Todora de Souza, Thalita Prates da Silva, Emilly Isabelli dos Santos Teodoro, Ana Paula Margioto Teston, João Carlos Palazzo de Mello, Daniela Cristina de Medeiros Araújo

Abstract


A radiação solar é de vital importância para a vida humana, mas também pode causar danos à pele dependendo da região exposta, do tempo e frequência da exposição. Sendo assim, se torna cada vez mais importante o uso de fotoprotetor eficaz e seguro para efetuar a proteção necessária. O objetivo deste trabalho foi analisar formulações produzidas em quatro farmácias magistrais diferentes da cidade de Maringá / PR. As amostras foram identificadas como A, B, C e D. Foram realizados testes de características organolépticas, estabilidade (centrifugação), sensorial (espalhabilidade), pH e verificação do fator de proteção solar (FPS). Os valores de FPS encontrados não cumpriram com o exposto no rótulo do produto, variando entre 18,98 e 20,05. No teste de pH duas amostras (A e D) apresentaram valores mais baixos que os preconizados para formulações de fotoprotetores. O teste de estabilidade demonstrou que houve indício de separação de fases na amostra D. Quanto às características organolépticas, todas as amostras apresentaram-se normais, sem alterações. E no teste sensorial, as quatro formulações apresentaram espalhabilidade de boa a média. Esse trabalho demonstrou a necessidade de melhorias no setor magistral, desde o desenvolvimento, produção e controle de qualidade dos fotoprotetores manipulados.

 


Keywords


fator de proteção solar; câncer de pele; radiação solar.

References


ARAUJO, T. S; SOUZA, S. O; Protetores solares e os efeitos da radiação ultravioleta. Revistas Scientia Plena. São Cristovão, v. 4, n.11, 2008.

AULTON, M. E. Delineamento das formas farmacêuticas. 2 ed. Porto Alegre: Artmed, 2005.

BORGHETTI, G. S; KNORST, M. T. Desenvolvimento e avaliação da estabilidade física de loções O/A contendo filtros solares. Revista Brasileira de Ciências Farmacêuticas. v. 42, n. 4, p. 531-537, 2006.

BRASIL. Agência Nacional de Vigilância Sanitária – ANVISA; Guia de estabilidade de produtos cosméticos. Brasília, v. 1, 2004.

BRASIL. Agência Nacional de Vigilância Sanitária – ANVISA; Guia de controle de qualidade de produtos cosméticos: Uma Abordagem sobre os ensaios físicos e químicos. Brasília, 2007

BRASIL. Ministério da Saúde. Secretaria de Políticas de Saúde. Dermatologia na Atenção Básica. Brasília, 2002.

BRASIL. Ministério da Saúde. Agência Nacional de Vigilância Sanitária - ANVISA. Guia de Controle de Qualidade de Produtos Cosméticos. Brasília, 2008.

BRASIL. Agência Nacional de Vigilância Sanitária - ANVISA. Farmacopeia Brasileira, vol. 1. 5 ed. Brasília, 2010.

CHORILLI, M. et al, Avaliação Sensorial de Formulações Fotoprotetoras Contendo Filtro Solar de Amplo Espectro. Latin American Journal of Pharmacy. v. 28, n. 3, p. 383-392, 2009.

COELHO, L. C. S, Protetor solar: desenvolvimento farmacotecnico e avaliação da eficacia e segurança. Dissertação (Mestrado) - Universidade Federal de Pernambuco. Recife, 2005.

FLOR, J; DAVOLOS, M. R; CORREA, M. A. Protetores solares. Revista Química Nova. São Paulo, v. 30, n. 1, p. 153-158, 2007.

FLORIANO, T. F. V. Determinação do fator de proteção solar (fps) em formulações magistrais de fotoprotetores adquiridas em município do norte do Paraná. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Farmácia). Faculdade de Ensino Superior Dom Bosco. Cornélio Procópio, 2015.

FRIEDRICH, M. et al. Avaliação da estabilidade físico-química de creme não iônico inscrito no Formulário Nacional. Latin American Journal of Pharmacy. v. 26, n. 4, p. 558-562, 2007.

INCA – INSTITUTO NACIONAL DE CÂNCER JOSÉ ALENCAR GOMES DA SILVA. PELE NÃO MELANOMA. Disponível em: . Acesso em: 22 jul. 2018.

INCA – INSTITUTO NACIONAL DE CÂNCER JOSÉ ALENCAR GOMES DA SILVA. PELE MELANOMA. Disponível em: .Acesso em: 22 jul. 2018

MANSUR, J. S. et al. Correlação entre a determinação do fator de proteção solar em seres humanos e por espectrofotometria. Anais Brasileiros de Dermatologia. Rio de Janeiro, v.61, n. 4, p. 167-172, 1986.

MELO, M. R; SIQUEIRA, A. P. N. D. F. Desenvolvimento de uma loção fotoprotetora: avaliação da estabilidade e determinação in vitro do FPS. Perquirere, Pato de Minas, MG, v. 9, n. 1, p. 81-97, 2012.

MILESI, S. S; GUTERRES, S. S. Fatores determinantes da eficácia de fotoprotetores. Caderno de Farmácia. Porto Alegre, v. 18, n.2, p. 81-87, 2002.

MONTANARI, T. Histologia: Texto, atlas e roteiro de aulas práticas, 3ª edição, Porto Alegre, UFRGS, 2016.

PEREIRA, F. Desenvolvimento de formulações tópicas e estudo de estabilidade físico-química e funcional de formulações contendo extrato antioxidante de Beta vulgaris. Universidade Estadual de Londrina. Londrina, 1-68. 2012.

RIBEIRO, C. J. Fotoproteção e fotoprotetores. Cosmetologia Aplicada a Dermoestética. São Paulo: Pharmabooks, p. 77-120. 2006.

SAYRE, R. M. et al. Comparação de testes in vivo e in vitro de fórmulas de proteção solar. Photochem. Photobiol. Oxford, v. 29, p. 559-566, 1979.

SILVA, A. R; SANTOS, K, C. As orientações quanto ao uso correto do protetor solar. 2017.

SILVA, C. A. et al. A Ciência Cosmética como instrumento da saúde Pública: uso correto de fotoprotetores. Revista brasileira de farmácia. v. 90, n. 2, p. 159-165, 2009.

SILVA, V. D. Análise sensorial de fotoprotetores faciais produzidos em farmácia magistral do norte do Paraná. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Farmácia) Faculdade de Ensino Superior Dom Bosco. Cornélio Procópio, 2015.

SOUZA, V. M. Ativos dermatológicos. 2.ed. São Paulo: Tecnopress, p. 63-81, 2004.

TOFETTI, M. H. F. C; OLIVEIRA, V. R. A importância do uso do filtro solar na prevenção do fotoenvelhecimento e do câncer de pele. Investigação – Revista Científica da Universidade de Franca. São Paulo, v. 6, n. 1, p. 59-66, 2006.




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv6n5-143

Refbacks

  • There are currently no refbacks.