Entomofauna edáfica em dois sistemas de cultivos de café conilon no extremo sul da Bahia / Entomofauna edaphic in two systems of conilon coffee plantations in the extreme south of Bahia

Damille Ribeiro Aquino, Quétine da Silva Chaves, Welber da Costa Pina

Abstract


A cultura do café, em sua maioria, é produzida através do sistema de monocultura, que proporciona ao agricultor uma maior produção e diminui o uso da mão de obra no campo. Entretanto, a fim de promover a ruptura das técnicas convencionais de produção agrícola, sistemas de produção alternativos têm sido implantados com sucesso, como exemplo os Sistemas agroflorestais (SAF), que é uma forma de uso sustentável da terra com associação da produção de plantas florestais com cultivos agrícola. Assim, o objetivo desta pesquisa foi avaliar a entomofauna edáfica em dois tipos de cultivos (consorciação com seringueira e tradicional) de café conilon no Extremo Sul da Bahia.  A coleta foi realizado na fazenda Mayra Córrego do Ouro em Itamaraju, durante o período de agosto de 2015 a janeiro de 2016, através da utilização de 100 armadilhas de solo “pitfall”, distribuídas igualmente e aleatoriamente nos dois sistemas de cultivos. Foram amostradas nove ordens de insetos, com um total de 4.175 indivíduos. O maior número de espécimes foi da ordem Hymenoptera, seguida das ordens Orthoptera e Coleoptera. A consorciação apresentou maior riqueza de ordens e maior abundância, enquanto o sistema de monocultura apresentou maior índice de diversidade e equitabilidade. Entretanto não houve diferença significativa quando comparado os dois sistemas de cultivo. Além disso, as bordas e o manejo praticado nos cultivos, possivelmente, influencia na composição das espécies nos sistemas avaliados.


Keywords


Cafezal, Insetos, Monocultura, Sistema Agroflorestal

References


ALMEIDA, L. M.; RIBEIRO-COSTA, C. S. R. & MARINONI, L. Manual de coleta, conservação, montagem e identificação de insetos. Ribeirão Preto: Holos, 2003.

ALVES, L. M. Sistemas agroflorestais (SAF’s) na restauração de ambientes degradados. Juiz de Fora: Universidade Federal de Juiz de Fora (Dissertação), 2009.

BARROSO, D.G. & LAMÔNICA, K.R. Sistemas agroflorestais: aspectos básicos e recomendações. Niterói: PESAGRO, 2008.

BRASIL, Ministério da Agricultura Pecuária e Abastecimento. Acompanhamento da safra brasileira: café. Companhia Nacional de Abastecimento, v.1, n.3, p. 1-41, 2015.

BRASIL, Ministério da Agricultura Pecuária e Abastecimento. Instituto Nacional de Meteorologia. Clima tempo. Disponível em: .15 Abril 2016.

BORROR, D. J. & DELONG, D. M. Introduction to the study of insects. São Paulo: Cengage Learning, 2011.

CARAMORI, P. H.; MANETTI FILHO, J.; MORAIS, H. & LEAL, A. C. Técnicas para proteção dos cafezais. Londrina: Instituto Agropecuário do Paraná, 2000.

COPATTI, C. E. & GASPARETTO F. M. Diversidade de insetos em diferentes tipos de borda em um fragmento de Floresta Ombrófila Mista. Revista Biociências, v.18, n.2, p. 32-40, 2012.

DIDHAM, R. K.; LAWTON, H.; HAMMO, P. M. & EGGLETO, P. Trophic structure stability and extinction dynamics of beetles (Coleoptera) in tropical forest fragments. Philosophical Transactions of the Royal Society of London, v.353, p.437-451, 1998.

FERNANDES, L. G.; TOMAZELLA, V. B. & SOUZA, B. Influência de sistemas de cultivo do cafeeiro na diversidade de insetos. Lavras: Universidade federal de Lavras (Tese), 2013.

FERRAZ, A.C.P.; GADELHA, B.Q. & AGUIAR-COELHO, V. M. Effects of forest fragmentation on dipterofauna (Calliphoridae) at the Reserva Biológica do Tinguá, Nova Iguaçu, RJ. Brazilian Journal of Biology, v.70, p. 55-63, 2010.

FINKER, D. L. & SNYDER, W. E. Niche partioning increases resource exploitation by diverse communities. Science, v.321, p. 1488-1490, 2008.

JONSSON, M.; ANTHONY, I.; EKBOM, B. & KYAMANYWA, S. Contrasting effects of shade level and altitude on two important coffee pests. Journal of Pest Science, v.88, n.2, p. 281–287, 2014.

KORASAKI, V. Besouros scarabaeoidea em fragmentos florestais, Londrina - Paraná, Brasil. Londrina: Universidade Estadual de Londrina (Dissertação), 2007.

MACDICKEN, K.G. & VERGARA, N. T. Agroforestry: classification and management. New Jersey: Wiley-Interscience Publication, 1990. 382p.

MARINONI. R. C. & GANHO. N. G. Fauna de Coleoptera no Parque Estadual de Vila Velha, Ponta Grossa, Paraná, Brasil: Abundância e riqueza das famílias capturadas através de armadilhas malaise. Revista Brasileira de Zoologia, v.20, n.4, p. 727-736, 2003.

MONE, S.; KUSHA, K. M.; DEVCHARAN, J.; MUSTHAK, A. & GOEL, A. Comparison of insect biodiversity between organic and conventional plantations in Kodagu, Karnataka, India. Journal of Threatened Taxa, v.6, n.9, p. 6186–6194, 2014.

MOREIRA, E. A. & PINTO, G. S. Composição da Coleopterofauna em Ambientes com Diferentes Sistemas de Manejo, Um Enfoque na Atratividade. Revista da Universidade Vale do Rio Verde, v.12, n.1, p. 108-118, 2014.

PORTILHO, I. I. & SILVA, R. F. Macrofauna epigeica em diferentes sistemas de manejo de café orgânico em Mato Grosso do Sul. Revista Brasileira de Agroecologia, v.3, n.2, p. 63-66, 2008.

SANTOS JÚNIOR, W. A. C. Gafanhotos Gomfhocerinae (Orthoptera:Acrididae) da área de proteção ambiental do Rio Curiaú, Macapá, Amapá. Macapá: Universidade Federal do Amapá (Dissertação), 2013.

SILVA, M. M. Diversidade de insetos em diferentes ambientes florestais no município de Cotriguaçu, estado de Mato Grosso. Cuiabá: Universidade Federal de Mato Grosso (Dissertação), 2009.

SOUZA, A.J.J.; MATSUMOTO, S. N.; MALTA, M. R. & GUIMARÃES, R.J. Qualidade do café arborizado e a pleno sol, em manejo pós colheita no sudoeste da Bahia. Coffee Science, v.8, n.2, p. 109-120, 2013.

THOMAZINI, M. J. & THOMAZINI, A. P. B. W. Levantamento de insetos e análise entomofaunística em floresta, capoeira e pastagem no Sudeste Acreano. Rio Branco: Embrapa Acre, 2002.

TOMAZELLA, V. B. Diversidade de inimigos naturais em cafezais sombreados. Lavras: Universidade Federal de Lavras (Dissertação), 2016.

VALERI, S.V.; POLITANO, W; SENO, K.C.A.; BARRETO, A. L. N. M. Manejo e recuperação Florestal. Jaboticabal. Jaboticabal: FUNEP, 2004.

VENTURIN, R. P.; ANDRADE, R. A. S.; CUNHA, R. L.; CARVALHO, V. L. & FERREIRA, M. M. Crescimento de cafeeiros em sistemas de plantio arborizado com espécies de múltiplos usos. In: Anais do IX Simpósio de Pesquisa dos Cafés do Brasil, Curitiba: Consórcio Pesquisa Café, 2015. 4 p.

VERGARA, C. H. & BADANO, E. I. Pollinator diversity increases fruit production in Mexican coffee plantations: the importance of rustic management systems. Agriculture Ecosystems and Environment, v.129, n.1, p. 117-123, 2009.

WINK, C.; GUEDES, J. V. C.; FAGUNDES, C. K. & ROVEDDER, A. P. Insetos edáficos como indicadores da qualidade ambiental. Revista de Ciências Agroveterinárias, v.4, n.1, p. 60-75, 2005.

ZIMMERMANN, C. L. Monocultura e transgenia: impactos ambientais e insegurança alimentar. Veredas do Direito, v.6, n.12, p. 79-100, 2009.




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv6n5-138

Refbacks

  • There are currently no refbacks.