Degradação de Geotêxteis Expostos às Intempéries/ Degradation of Geotextiles Exposed to Weather

Beatriz Mydori Carvalho Urashima, Denise de Carvalho Urashima, Carlos Alberto Carvalho Castro, Mag Geisielly Alves Guimarães

Abstract


Um dos aspectos de relevância quando se trata de geossintéticos é a sua durabilidade, uma vez que sua utilização é recente e, portanto, estudos que determinem o comportamento ao longo do tempo de vida de serviço do material têm sido objeto de várias pesquisas. O artigo apresenta o estudo da degradação por elementos climáticos em geotêxteis tecidos de polipropileno durante as estações climáticas de um ano (inicio do verão de 2016 e término da primavera 2017). A exposição ocorreu na cidade de Varginha, Sul de Minas Gerais, latitude de 21°33’05’’S. A dinâmica atmosférica local foi monitorada por meio de dados fornecidos pelo Instituto Nacional de Meteorologia, sendo a radiação ultravioleta (UV) estimada como 7,5% da radiação global medida. A degradação sofrida foi medida por meio da resistência à tração antes e após degradação, individualmente, bem como o efeito acumulativo no tempo total de exposição. No verão, foi avaliada uma radiação UV de 136 MJ/m2, outono 70 MJ/m2, inverno 131 MJ/m² e na primavera 115 MJ/m². No verão, a precipitação acumulada foi de 342 mm, outono 165 mm, inverno 18 mm e na primavera 546 mm. As perdas de resistência à tração por período foram: 29% verão, 7,5% outono, 8 % inverno e de 7,5 % primavera. A amostra exposta no período total perdeu 33% da resistência à tração. A relevância do artigo está na avaliação do comportamento em campo de geotêxtil tecido, visto que a exposição ao ambiente é de considerável complexidade, conforme pôde ser observado na dinâmica atmosférica supracitada.

 


Keywords


Geotêxteis, Degradação, Durabilidade.

References


ABNT. NBR ISO 10318-1 (2013): Geossintéticos – Termos e definições. Associação Brasileira de Normas Técnicas, Rio de Janeiro.

ASTM. D 5035 (2011). Standard Test Method for Breaking Force and Elongation of Textile Fabrics (Strip Method), ASTM International, Pennsylvania.

Carneiro, J.R.C. (2009). Durabilidade de Materiais Geossintéticos em Estruturas de Carácter Ambiental - A Importância da Incorporação de Aditivos Químicos. Tese de Doutorado, Universidade do Porto, 602 p.

EN 12224 (2000). Geotextiles and geotextile-related products – Determination of the resistance to weathering. European Committee for Standardization. Brussels.

EN 13362 (2013). Geosynthetic barriers. Characteristics required for use in the construction of canals. European Committee for Standardization. Brussels.

Fechine, G.J.M.; Santos, J.A.B. & Rabello, M.S. (2006). Avaliação da fotodegradação de poliolefinas através de exposição natural e artificial. Química Nova, SBQ, Vol. 29, n 4, p. 674-680.

Greenwood, J.H., Schroeder H.F. & Voskamp, W. (2012). Durability of Geosynthetics. CUR Committee C 187– Building & Infrastructure.

Guimarães, M.G.A. & Urashima, D.C. (2013). Dewatering sludge in geotextile closed systems: Brazilian experience. Soils & Rocks, Vol. 36, p. 251263.

ISO 877-1 (2009a). Plastics – Methods of exposure to solar radiation – Part 1: General guidance. Switzerland.

ISO 877-2 (2009b). Plastics - Methods of exposure to solar radiation – Part 2: Direct weathering and exposure behind window glass. Switzerland.

ISO TS 13434 (2008) Geosynthetics - Guidelines for the assessment of durability. Switzerland.

Leech, A.D. (2010). Geotextiles long term durability – product design parameters. 9th International Conference on Geosynthetics, Guarujá.

Moo-Young, H.K., Gaffney, D.A. & Mo X. (2002). Testing Procedures to assess the viability of dewatering with geotextiles tubes. Geotextile and Geomembranes, v. 20, p. 289-303.

Paoli, M. (2008). Degradação e Estabilização de Polímeros. 2° versão online. São Paulo: ed. Chemkeys.

Saathoff, Fokke, Oumeraci, Hocine & Restall, Simon. (2007). Australian and German experiences on the use of geotextile containers. Geotextiles and Geomembranes, v. 25, n. 4, p. 251-263.




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv6n5-103

Refbacks

  • There are currently no refbacks.