O ensino de química e o multiculturalismo como possibilidade de reconstrução das representações de índios e quilombolas / Teaching chemistry and multiculturalism as the possibility of reconstructing the representations of indians and kilombols

Giovanna Conrado Quadros, Gustavo Pricinotto, Ana Carolina Hyrycena, Sara Silva Soares, Danielle da Silva, Estela dos Reis Crespan, Alexandre Luiz Polizel

Abstract


Por meio da legislação 11.645 de 2008, a temática História e Cultura Afro-Brasileira e Indígena começa a ser inserida na educação básica. Desde então, tem se discutido a possibilidade de incluir essa temática no Ensino de Ciências e como realizar essa abordagem. Deste modo, o presente trabalho apresenta uma articulação entre o conhecimento cientifico e os conhecimentos populares, da cultura indígena e quilombola, utilizando como meio de contextualização a química dos carboidratos, percebendo a importância de trabalhar a história do nosso país em prol da construção de uma sociedade antirracista apresentamos uma proposta para ser ministrado nas aulas de Química para estudantes do terceiro ano do Ensino Médio. Para isso, desenvolvemos uma sequência didática embasando-se em Delizoicov e Angotti (2002), intitulada: Mandioca Raiz do Brasil. Pensar a articulação entre raízes históricas do Brasil, conceitos químicos e a diversidade de povos indígenas e quilombolas, ultrapassa a ideia de um currículo tradicional, dando possibilidades para repensarmos as relações de poder na sociedade atual, e recriando articulações de sobrevivência entre homens brancos e negros.


Keywords


Ensino de Química. Cultura Indígena. Cultura Quilombola. Integração de Saberes.

References


BRASIL. Lei 10.639, de 9 de janeiro de 2003. D.O.U de 10/01/2003.

CREPALDE, R.; KLEPKA, V.; HALLEY, T.; SOUSA, M. A Integração de Saberes e as Marcas dos Conhecimentos Tradicionais: Reconhecer para Afirmar Trocas Interculturais no Ensino de Ciências. Revista Brasileira de Pesquisa em Educação em Ciências, v. 19, p. 275-297, 21 maio 2019.

CRUZ, C. S.; JESUS, S. S. Lei 11.645/08: A escola, as relações étnicas e culturais e o ensino de história - algumas reflexões sobre essa temática no PIBID. XXVII Simpósio nacional de história. Ampuh Brasil. Natal - RS, 2013.

DELIZOICOV, D.; ANGOTTI, J. A.; PERNAMBUCO, M. M. Ensino de ciências: fundamentos e métodos. São Paulo: Cortez, 2002

MENDONÇA, Andréa de Souza; ELEUTÉRIO, Célia Maria Serrão. O etnoconhecimento e o saber popular do caboclo amazônico: uma abordagem no ensino de ciências naturais e química a partir da extração artesanal do óleo de Copaiba (Copaifera sp.) e Andiroba (Carapa sp.). 2011.

SILVA, E. S; ALVEZ, C. X. Trabalhando a diversidade étnico-racial por meio da ludicidade. XVII SEDU - Semana da educação UEL. Londrina/PR: Universidade Estadual de Londrina. 2017.

VANUCHI, Vânia Costa Ferreira. Corantes naturais da cultura indígena no ensino de química. 2019. 252 f. Dissertação (Mestrado) - Curso de Educação em Ciência, UFMS, RS, 2019.




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv6n5-087

Refbacks

  • There are currently no refbacks.