PAA /PNAE: política territorial para o desenvolvimento rural no território do médio sertão Alagoas / PAA / PNAE: territorial policy for rural development in the territory of middle sertão Alagoas

Sandra Andrea Souza Rodrigues, Handresha da Rocha Santos, Adriana Lisboa da Silva, José Eloizio da Costa, Elis Regina Silva dos Santos Oliveira

Abstract


O presente artigo tem como objetivo analisar a efetivação e execução das ações destinadas pelos PAA e PNAE diante da análise comparativa entre os territórios do médio e alto sertão. Portanto, o acompanhamento de tal ação foi realizado em levantamento em setembro de 2014 para identificar as dificuldades encontradas nos empreendimentos da Agricultura Familiar, presentes nos respectivos territórios para que possibilite maior disposição na comercialização e agregação de valor aos produtos produzidos e fornecidos por seus associados, sendo estes os principais protagonistas das entidades locais. Assim, os mercados institucionais é uma das Politicas Públicas idealizadas pelo Plano Safra e sua execução dar-se através da Conab em parceria com outros órgãos governamentais, com o propósito de destacar suas ações e principais características referentes ao fortalecimento da agricultura familiar.

Keywords


Agricultura familiar. Politicas públicas. Territórios da cidadania.

References


AUGUSTINIS, Viviane Franco de,. Gestão em Redes para construção de políticas públicas: um estudo sobre as atividades de prevenção e repressão à lavagem de dinheiro no Brasil. Tese de Doutorado. Escola Brasileira de Administração Pública e de Empresas, Centro de Formação Acadêmica e Pesquisa. 2011. 171fls

DELGADO, Guilherme. Et al. Avaliação do programa de aquisição de alimentos da agricultura familiar (PAA). Brasília: IPEA, dezembro de 2005.

FERNANDES, B. M. Entrando nos territórios do território. In: Eliane Tomiasi Paulino; Joao Edmilson Fabrini (org) Campesinato e territórios em disputa. São Paulo: Expressão Popular, 2009.

FURTADO, C. Dialética do Desenvolvimento. 2.ed. Rio de Janeiro: Fundo de Cultura, 1964.

HAESBAERT, Rogério Costa. O Mito da Desterritorialização: do “fim dos territórios” à multiterritorialidade. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil,2004.

MACIEL, L.R. Mercado Institucional de Alimentos: Potencialidades e Limites para a Medicina Veterinária. Universidade de Brasília, 2008.

MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO AGRÁRIO. www.mda.gov.br acessado em março de 2016.

MULLER, Ana Luiza. A construção das políticas publicas para a agricultura familiar no Brasil: O caso do Programa de Aquisição de Alimentos. Dissertação de Mestrado. Porto Alegre, 2007.

RAFFESTIN, C. Por uma geografia do poder. São Paulo: Ática, 1993.

RAMBO, Anelise Graciele; FILIPPI, Eduardo Ernesto; Das concepções clássicas à abordagem territorial: para (re)pensar processos de desenvolvimento na agricultura familiar.; Revista Brasileira de Gestão e Desenvolvimento Regional (G&DR), v. 5, n. 1, p.

RUA, Maria G. Políticas públicas. – Florianópolis: Departamento de Ciências da Administração / UFSC; [Brasília] : CAPES : UAB, 2009. 130p. : il.

SANTOS Watson Azevedo dos.Capitalismo, agricultura e desenvolvimento sustentável: Implantação do programa de avicultura familiar no sertão alagoano Estudo de Caso. Trabalho de Concusão de Curso-TCC de Pós-Graduação Latu Sensu. UNEAL.Alagoas ,2013.

SAQUET, Marcos Aurélio. Abordagens e Concepções de Território. São Paulo: Expressão Popular, 2007.

SEN, Amatya.Desenvolvimento como liberdade. São Paulo: Companhia de Letras, 2010.p.195.

SOUZA, Marcelo José Lopes de. O território: sobre espaço e poder. Autonomia e desenvolvimento. In CASTRO, I. E. de; GOMES, P. C. da C.; CORRÊA, R. L. (Orgs.).Geografia: conceitos e temas. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 2001, p.77-116. 55, novembro/2001.

TONNEAU, Jean-Philippe; TEIXEIRA, Olivio Alberto; Políticas Públicas e Apoio

Institucional à Agricultura Familiar no Brasil: Agroecologia e Estratégias de Desenvolvimento Rural. Revista Raízes, Campina Grande, vol. 21, nº 02, p. 295–303, jul./dez. 2002.




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv6n5-040

Refbacks

  • There are currently no refbacks.