Políticas públicas em gênero e sexualidade na educação e conservadorismo no contexto político brasileiro / Public policies on gender and sexuality in education and conservativity in the brazilian political context

Rosiléa Agostinha de Araújo, Lorena Kelly Alves Pereira, Geovane Gomes de Araújo, Glauberto da Silva Quirino

Abstract


Este artigo tem como finalidade apontar as dificuldades e os entraves colocados à implementação de políticas públicas em gênero e sexualidade no âmbito educacional, devido a posturas conservadoras de políticos brasileiros. Objetivamos mostrar como as crenças e opiniões pessoais daqueles que são eleitos pelo povo têm influenciado de maneira decisiva para que políticas públicas sobre gênero e diversidade sexual não sejam elaboradas e implementadas pelo poder público, a despeito da evidente situação de preconceito e violência a que estão submetidos determinados grupos considerados minorias dentro da sociedade brasileira, a exemplo das mulheres e das pessoas pertencentes à comunidade LGBTI+. Quanto à fundamentação teórica, nos embasamos nos estudos de gênero e sexualidade na educação. No que tange ao método foi realizada a Análise do Discurso, de vertente francesa, dos discursos proferidos por políticos conservadores. Tivemos como principais resultados a percepção de que as convicções e crenças pessoais de políticos conservadores os impedem de representar os interesses e necessidades dos/as cidadãos/ãs e que a não implementação de políticas públicas necessárias faz com que o Estado deixe abandonados grupos vulneráveis, tornando assim, a educação e a sociedade cada vez menos inclusiva, democrática e justa.

 

 


Keywords


Políticas públicas, Gênero, Sexualidade, Educação, Contexto político.

References


BRASIL. Conselho Nacional de Combate à Discriminação. Brasil Sem Homofobia: Programa de combate à violência e à discriminação contra GLTB e promoção da cidadania homossexual. Brasília: Ministério da Saúde, 2004.

BRASIL. Conselho Nacional de Combate à Discriminação. Brasil Sem Homofobia: Programa de combate à violência e à discriminação contra GLTB e promoção da cidadania homossexual. Brasília: Ministério da Saúde, 2004.

BUTLER, Judith. Problemas de Gênero: feminismo e subversão da identidade. 11ª ed. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2016.

DESLANDES, Keila. Formação de professores e direitos humanos: construindo escolas promotoras da igualdade. 1ª ed. Belo Horizonte: Autêntica Editora; Ouro Preto, MG: UFOP, 2015.

FACCHINI, Regina. Múltiplas identidades, diferentes enquadramentos e visibilidades: um olhar para os 40 anos do movimento LGBT. In: GREEN, James N; QUINALHA, Renan; CAETANO, Marcio; FERNANDES, Marisa. História do movimento LGBT no Brasil. 1ª ed. São Paulo: Alameda, 2018.

FOUCAULT, Michel. História da sexualidade: a vontade de saber. Tradução de Maria Thereza da Costa Albuquerque e J. A. Guilhon Albuquerque. 3ª ed. São Paulo: Paz e Terra, 2015.

FOULCAULT, Michel. A ordem do discurso: aula inaugural no Collège de france, pronunciada em 2 de dezembro de 1970. Tradução de Laura Fraga de Almeida Sampaio. 24ª ed. São Paulo: Edições Loyola, 2014.

GOUVEIA, Raimundo Cândido; ISMAEL, Eliana Costa; CAMINO, Leôncio. Equidade de gênero e diversidade sexual. In: GENTLE, Ivanilda Martins; ZENAIDE, Maria de Nazaré Tavares e GUIMARÃES, Valéria Maria Gomes (Orgs). Gênero, Diversidade Sexual e Educação: Conceituação e Práticas de Direito e Políticas Públicas. João Pessoa: Editora Universitária da UFPB, 2008.

GREEN, James N; QUINALHA, Renan; CAETANO, Marcio; FERNANDES, Marisa. História do movimento LGBT no Brasil. 1ª ed. São Paulo: Alameda, 2018.

JUNQUEIRA, Rogério Diniz. O reconhecimento da diversidade sexual e o enfrentamento da homofobia no contexto escolar. In: GENTLE, Ivanilda Martins; ZENAIDE, Maria de Nazaré Tavares e GUIMARÃES, Valéria Maria Gomes (Orgs). Gênero, Diversidade Sexual e Educação: Conceituação e Práticas de Direito e Políticas Públicas. João Pessoa: Editora Universitária da UFPB, 2008.

LOURO, G. L. Um corpo estranho: ensaios sobre sexualidade e teoria queer. 2ª ed. Belo Horizonte: Autêntica, 2016.

LOURO, G. L. Uma leitura da história da educação sob a perspectiva do gênero. Projeto História – Revista do Programa de Estudos Pós-Graduados de História, São Paulo, p.31-46, 10 nov. 1994. Quadrimestral. Disponível em: . Acesso em: 03 jul. 2019.

MURARO, R. M. A mulher no terceiro milênio: uma história da mulher através dos tempos e suas perspectivas para o futuro. Rio de Janeiro: Rosa dos Tempos, 1992.

ORLANDI, E. P. Análise do Discurso: princípios e procedimentos. Campinas: Pontes, 2003.

RIBEIRO, Deco. Stonewall: 40 anos de luta pelo reconhecimento LGBT. In: Stonewall 40 + o que no Brasil?Coleção CULT n. 9. Org. Leandro Colling. Salvador : EDUFBA, 2011.

SCOTT, J. Gênero: uma categoria útil de análise histórica. Educação e Realidade, Rio Grande do Sul, p.71-99, 1995. Disponível em: . Acesso em: 17 ago. 2019.

ZENAIDE, Maria de Nazaré Tavares. Introdução. In: In: GENTLE, Ivanilda Martins; ZENAIDE, Maria de Nazaré Tavares e GUIMARÃES, Valéria Maria Gomes (Orgs). Gênero, Diversidade Sexual e Educação: Conceituação e Práticas de Direito e Políticas Públicas. João Pessoa: Editora Universitária da UFPB, 2008.




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv6n5-467

Refbacks

  • There are currently no refbacks.