Plano nacional de educação e a formação de professores no estado do Pará: uma análise a partir da perspectiva dos gestores / National plan of education and the training of teachers in the state of Pará: an analysis from the perspective of managers

Igor Belo dos Santos, Ana Cristina de Sousa dos Santos, Valena Miranda Mesquita, Kátia do Socorro Carvalho Lima, Ana Paula Cunha dos Santos Fernandes

Abstract


O presente artigo apresenta uma reflexão acerca das políticas públicas voltadas para formação e valorização de professores no Estado do Pará, no período entre 2015 e 2018, a partir da fala do ex secretário de ensino (gestão 2015 a 2018) e o atual coordenador do centro de formação, ambos da Secretaria Estadual de Educação, correlacionado à análise das metas 15, 16, 17 e 18 do Plano Nacional de Educação 2014/2024 e Plano Estadual de Educação  (2014 /2024). O artigo é de caráter qualitativo e com o emprego da metodologia de análise documental e entrevista semi- estruturada. Os principais teóricos de referência para análise são: Arroyo e Gomes (2017), Agum, Riscado e Menezes (2015), Gatti (2013) e Diniz-Pereira (2011). A partir das análises dos avanços e entraves das políticas públicas de formação de professores do estado percebe- se o significativo atrelamento e dependência ao capital financeiro nacional e internacional para cumprimento das metas educacionais estabelecidas nos planos para formação e valorização de professores e que ainda não foram cumpridas em sua totalidade no estado do Pará. Conclui-se que decisões tomadas em gabinetes e a supervalorização na formação de professores como causa única de transformação social distanciam- se de um projeto de educação com equidade e justiça social.


Keywords


Formação de professores, Políticas públicas, Gestores públicos.

References


AGUM, Ricardo; RISCADO, Priscila; MENEZES, Monique. Políticas Públicas e Análise em Revisão. Revista Agenda Política, Vol.3, n.2. p. 12-42, jul./dez. 2015.

ALMEIDA, Tamires. Piso salarial do professor tem aumento de 4,17% em 2019. Disponível em: http://www.futura.org.br/piso-salarial-do-professor-tem-aumento-de-417-em-2019/ Acesso em: 20 de maio de 2019.

ANTUNES, R. Século XXI: nova era da precarização estrutural do trabalho? In: ANTUNES, R; BRAGA, R. (org.). Infoproletários: degradação real do trabalho virtual. São Paulo: Boitempo. 2009.

ARROYO, Miguel; GOMES, Nilma Lino. Possibilidades e Limites para entender a relação entre PNE e diversidade em tempos de retrocessos: questões pendentes. In: DOURADO, Luiz Fernandes (Org). Pano Nacional de Educação: PNE 2014-2024: avaliação e perspectivas. Campinas,SP: Mercado de Letras, 2017.

BRASIL. Constituição da República Federativa do Brasil. Brasília: Imprensa Oficial, 1988.

______. Lei nº 9.394, de 20 de dezembro de 1996. Estabelece as diretrizes e bases da educação nacional. Diário Oficial da União, Brasília, DF, 23 dez. 1996.

______. Lei nº 11.738, de 16 de julho de 2008. Regulamenta o piso salarial profissional nacional para os profissionais do magistério público da educação básica. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2007-2010/2008/lei/l11738.htm. Acesso em: 20 de maio de 2019.

______. Constituição (1988). Emenda Constitucional nº 59, de 11 de novembro de 2009. Acrescenta § 3º ao art. 76 do Ato das Disposições Constitucionais Transitórias para reduzir, anualmente, a partir do exercício de 2009, o percentual da Desvinculação das Receitas da União incidente sobre os recursos destinados à manutenção e desenvolvimento do ensino, de que trata o art. 212 da Constituição Federal, atribui nova redação aos incisos I e VII do art. 208, de forma a prever a obrigatoriedade do ensino de quatro a dezessete anos e ampliar a abrangência dos programas suplementares para todas as etapas da educação básica, e dá nova redação ao § 4º do art. 211 e ao § 3º do art. 212 e ao caput do art. 214, com a inserção neste dispositivo de inciso VI. Diário Oficial da União, Brasília, DF, 11 nov. 2009a.

______. Plano Nacional de Educação. Lei n° 13.005/2014. Disponível em: http://pne.mec.gov.br/18-planos-subnacionais-de-educacao/543-plano-nacional-de-educacao-lei-n-13-005-2014. Acesso em: 10 de junho de 2019.

DAHL, Robert. Poliarquia: participação e oposição. São Paulo: Editora da Universidade de São Paulo, 2005.

DINIZ-PEREIRA, Júlio Emílio. Prioridades, Metas, Estratégias e Ações para a Valorização e a Formação do Profissional da Educação. In: 3º. Seminário de Educação Brasileira (3º.SEB), 3, 2011, Campinas, Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), 2011.

DOURADO, Luiz Fernandes (org.) Plano Nacional de Educação: PNE 2014/2024: avaliação e perspectivas. Campinas, SP: Mercado das Letras, 2017.

GATTI, Bernadete A. Educação, escola e formação de professores: políticas e impasses. Educar em Revista, Curitiba, Brasil, n. 50, p. 51-67, out./dez. 2013. Editora UFPR.

HOLANDA, Cristina Buarque. Teoria das Elites. 1.ed. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 2011.

OLIVEIRA, Adão Francisco. Políticas Públicas Educacionais: conceito e contextualização numa perspectiva didática. Disponível em: < https://www.sinprodf.org.br/wp-content/uploads/2012/01/texto-4-pol%C3%8Dticas-p%C3%9Ablicas-educacionais.pdf>

PARÁ. Plano Estadual de Educação. Lei Nº 8.186/2015. Imprensa Oficial do Estado do Pará. Disponível em: file:///C:/Users/Itautec/Downloads/LEI_PEE_PAR%C3%81.pdf. Acesso em 02 de maio de 2019.




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv6n5-456

Refbacks

  • There are currently no refbacks.