NAS TRILHAS DA CALÇA MOLHADA: A influência das narrativas míticas no cotidiano social da comunidade remanescente de quilombo do Mola, em Cametá-PA / ON THE WET PANTS TRACKS: The influence of mythic narratives on the social daily life of the remaining quilombo do Mola community, in Cametá-PA

Mix de Leão Moia, Francisco Wagne Urbano, Walter de Leão Moia

Abstract


O presente artigo analisa a influência do mito da “Calça Molhada” no cotidiano social dos moradores da comunidade quilombola do Mola, em Cametá-Pará. Mostra o valor do mito como um elemento relevante para a organização social na comunidade. O registro se dá a partir dos procedimentos metodológicos da História oral.  A base de leituras centra-se nos pontos entre mito e narrativas. Para isso centralizamo-nos em autores a exemplo de Eliade (2004), Aristóteles (1979), Ribeiro Júnior (1992), Barthes (1973), Nunes (2006). Conclui-se que o mito que se faz presente no local confunde-se a própria maneira de viver e conceber a realidade dos moradores, por fundamentar o comportamento e as atividades dos sujeitos envolvidos na comunidade, orientando hábitos, prescrições e vetos.

 

 


Keywords


Narrativas; Mito; Quilombo.

References


ARISTÓTELES. Arte retórica e Arte poética. Rio de Janeiro: Ediouro, 1979.

BARTHES, Roland. Introdução à análise estrutural da narrativa. Vozes, Petrópoles, 1973.

CAILLOIS, Roger. O mito e o homem. Lisboa: Edições 70, 1972.

D’ONOFRIO, Salvatore. Teoria do texto 1: Prolegômenos e teoria da narrativa. São Paulo: Ática, 1996.

DETIENNE, Marcel. A invenção da mitologia. 2ª edição – Rio de Janeiro: José Olympio, Brasília, D. F: UnB, 1998.

ELIADE, Mircea. Mito e Realidade. São Paulo: perspectiva, 2004.

FOUCAULT, Michel. As palavras e as coisas: uma arqueologia das ciências humanas. 8ª ed. - São Paulo: Martins Fontes, 1999.

FERNANDES, José Guilherme dos Santos. Largueza e Lassidão: A mito poética do espaço das águas. Belém: UFPA/ CLA. 1998. (Dissertação de mestrado)

MIELIETINSKI, Eleazar M. A poética do mito. 1ª Ed. Rio de Janeiro: Forense – Universitária, 1987.

NUNES, Benedito. O tempo na narrativa. 2ª edição. São Paulo: Ática, 2006.

PINTO, Benedita Celeste de Moraes. Filhas das matas. Práticas e saberes de mulheres quilombolas na Amazônia tocantina. Belém. Ed. Açaí, 2010.

RIBEIRO JÚNIOR, João. As perspectivas do mito. São Paulo: Pancast, 1992.

VICTOR NETO, José. Narrativas orais de Castanhal: Migração, ressignificação e contra discursos à homogeneização cultural. Dissertação de Mestrado em Estudos Literários– Universidade Federal do Pará, Belém, 2008.

ZUMTHOR, Paul. Escritura e Nomadismo: Entrevista e ensaios. Cotia, SP, Ateliê Editorial, 2005.




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv6n5-452

Refbacks

  • There are currently no refbacks.