As instituições protetoras e a gênese da construção da agenda de bem-estar social: Reflexões sobre seu esvaziamento no contexto mundial no século XXI? / Protective institutions and the genesis of the construction of the social welfare agenda: Reflections on its emptying in the 21st century world context?

Elisabete Cristina Cruvello da Silveira

Abstract


Trata-se de uma reflexão sobre as origens das instituições protetoras voltadas para mediar as relações entre sociedade, estado e economia no que diz respeito às questões sociais impostas pelo desenvolvimento do capitalismo. As indagações norteadoras do artigo: Como as instituições protetoras respondem o desenvolvimento do capitalismo? Em que medida o esvaziamento da agenda de bem-estar social manifesta-se na sociedade do Século XXI nas Nações Unidas e outras agências?  Analistas dos campos das Relações Internacionais (Bertrand, Senarclens, Ziegler, Napoleoni) e da Política Social serviram para fundamentar a discussão. Não obstante, a pauta da agenda social das Organizações Internacionais e de outras agências voltadas para a elaboração e implementação das políticas demonstrar sua relevância incontestável, torna-se notório o esvaziamento da agenda de bem-estar social no Século XXI.


Keywords


Agenda Social; Instituições protetoras; Nações Unidas; Bem-estar social.

References


BERTRAND, Maurice. A ONU. Petrópolis: Vozes, 1995.

BLACK, Maggie. Naciones Unidas: ayuda o estorbo? Barcelona: Intermón Oxfam

Editorial, 2010.

CRUVELLO DA SILVEIRA, Elisabete Cristina. A cultura de bem-estar social e messianismo: As Conferências da ONU e o CBCISS (1968-1978). Tese apresentada ao Programa de Estudos Pós-Graduados da Universidade Federal Fluminense, 2015.

FONSECA JÚNIOR, Gerson. O interesse e a regra: ensaios sobre o multilateralismo.

São Paulo: Paz e Terra, 2008.

GARCIA, Eugênio Vargas. O Brasil e a Liga das Nações (1919-1926). Porto Alegre: Editora UFRGS, 2005.

HERZ, Mônica; HOFFMANN, Andrea Ribeiro. Organizações internacionais: história e

práticas. Rio de Janeiro: Elsevier, 2004.

KENNEDY, Paul. O Parlamento do homem: história das Nações Unidas. Lisboa: Edições 70, 2009.

LEVISTSKY, Steven & ZIBLATT, Daniel. Como as democracias morrem. Rio de Janeiro: Zahar, 2018.

LINDGREN ALVES, José Augusto. Os Direitos Humanos como tema global. São Paulo:

Perspectiva, 2011.

NAPOLEONI, Loretta. Economia bandida: a nova realidade do capitalismo. Rio de Janeiro: DIFEL, 2011.

NETTO, José Paulo. A dinâmica do bem-estar social no contexto da globalização: lições do passado, desafios para hoje e amanhã. Debates Sociais, Rio de Janeiro, n. 69-70, p.5-24, 2008.

POLANYI, KARL. A Grande Transformação: as origens de nossa época. Rio de Janeiro:

Campus, 1980.

PEREIRA, Potyara. Política Social: temas e questões. São Paulo: Cortez, 2011.

SENARCLENS, Pierre de. La acción humanitária ante las catástrofes. Barcelona:

Edicions Bellaterra; La Biblioteca del Ciudadano, 2000.

ZIEGLER, Jean. Ódio ao Ocidente. São Paulo: Cortez, 2011.




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv6n5-438

Refbacks

  • There are currently no refbacks.