Percepções e Realidade de Alunos da Educação de Jovens e Adultos (EJA) em uma Instituição Pública de Ensino na cidade de Várzea Grande MT / Perceptions and Reality of Students of Youth and Adult Education (EJA) in a Public Educational Institution in the city of Várzea Grande MT

João M. Coelho, Nilma M. Carvalho, Rúbia A. Coelho, Carlos Alberto M. Gouveia, Ester S. Coelho

Abstract


Este trabalho tem como objetivo apresentar algumas considerações sobre a educação de jovens e adultos, percepções, expectativas e a realidade da EJA, percebidas pelos alunos dos 1º e 2º anos do ensino médio da Escola Estadual, no município de Várzea Grande-MT dessa modalidade. Nessa pesquisa, os alunos redigiram textos, abordando motivos que os levaram a abandonar o ensino regular, as dificuldades familiares e do mundo do trabalho. Nas entrevistas, os alunos puderam falar das suas dificuldades, das discriminações, do valor da educação em suas vidas e das perspectivas de transformação de suas realidades com a Educação de Jovens e Adultos. De uma forma qualitativa, os textos produzidos pelos alunos, demonstrou a realidade de cada um, suas percepções da educação e perspectiva de uma vida melhor.


Keywords


Educação de Jovens e Adultos, Percepções, Realidades.

References


BRASIL. LEI DE DIRETRIZES E BASES DA EDUCAÇÃO NACIONAL – LDB. Lei nº 9.394 de dezembro de 1996. MEC.

BRASIL. Ministério da Educação. Secretaria de Educação a Distância. Educação ambiental no Brasil. Série Salto Para o Futuro, Ano XVIII, boletim 01, 2008. Disponível em: http://tvbrasil.org.br/fotos/salto/series/164816Educambiental-br.pdf. Data: 12 de dezembro de 2014.

CREMA, Roberto. Pedagogia Iniciática: uma escola de liderança/Roberto Crema – Petrópolis, RJ: Vozes 2009. – (Coleção UNIPAZ).

ESTIGARRIBIA, Marta Canese de. Política Educativa em América Latina/ Contribuciones Desde La Educación Comparada, Marben Editora e Gráfica. S.A. Asunción-Py, 2010.

FREIRE, P. Pedagogia do oprimido. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1987.

GADOTTI, M. Tese em defesa de um sistema educacional único, nacional e popular de educação pública. In: Uma só escola para todos: Caminhos da autonomia escolar. Petrópolis: Vozes, 1990. p. 166-183.

GATTI, B. A. Formação de professores e carreira: problemas e movimentos de renovação. São Paulo: Autores Associados, 1997.

GIL, Antônio Carlos. Como elaborar projetos de pesquisa. SP. Atlas. 2002.

GONÇALVES, Marta Kawamura. Educação ambiental e comunicação. In: SANTOS, Silvia Aparecida Martins dos (Horas). Metodologias e temas socioambientais na formação de educadoras (es) ambientais (2001– 2008). Cadernos do Cescar – Educação Ambiental – Caderno 2. Projeto Viabilizando a Utopia (ViU) 2005–2011. São Carlos/SP: Gráfica e Editora Futura, 2011.

GUTIERREZ, Francisco & PRADO, Cruz. Ecopedagogia e cidadania planetária. São Paulo: Inst. P. Freire/Cortez, 2000. (Coleção: Guia da Escola Cidadã, vol. 3).

IÇAMI, T. Quem ama educa. São Paulo: Ed. Gente, 2002.

BRASIL. Constituição Federal de 1934. Disponível em: . Acesso em: ag. 2015.

______. Senado Federal. Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional. Lei n. 4024/61. Brasília, 1961.

______. Constituição da República Federativa do Brasil de 1988. São Paulo: Saraiva, 2004.

______. Senado Federal. Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional. Lei n. 9394/96. Brasília: Gráfico do Senado, 1996.

______. Conselho Nacional de Educação. Câmara de Educação Básica. Resolução CEB1/2000. Institui as Diretrizes curriculares nacionais para a educação de jovens e adultos. Disponível em: . Acesso em: ag. 2015.

______. CEB/CNE 11/2000. Estabelece as Diretrizes Curriculares Nacionais para a Educação e Jovens e Adultos. Disponível em: . Acesso em: ag. 2015.

______. Lei n. 10.172, de 9/1/2001. Estabelece o Plano Nacional de Educação. Diário Oficial da União, Brasília, 2001.

______. Lei n. 13.005, de 25 de junho de 2014. Aprova o Plano Nacional de Educação (PNE) e dá outras providências. Disponível em: . Acesso em: ag. 2015.

CURY, C. R. J. Diretrizes Curriculares Nacionais para a Educação de Jovens e Adultos. Parecer n. 11 e Resolução da Câmara de Educação Básica do Conselho Nacional de Educação, Brasília, 2000.

FREIRE, Paulo. Pedagogia do Oprimido. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1987.

______. Política e educação. São Paulo: Cortez, 1997.

HARMON, Maryllen C. Paulo Freire: Implications for a theory of pedagogy. Tese de doutorado. Boston, School of Education, University of Boston, 1975.

MACHADO, M. M. A prática e a formação de professores na EJA: uma análise de dissertações e teses produzidas no período de 1986 a 1998. In: Reunião anual da ANPED, 23, 2000. Associação Nacional de Pós-Graduação e Pesquisa em Educação, Caxambu, 2000.

MELO, Orlinda Carrijo. Alfabetização e Trabalhadores: o contraponto do discurso oficial. Campinas, SP: Editora da UNICAMP, Goiânia/GO: Editora da UFG, 1997.

MOLL, Jaqueline et. al. Educação de Jovens e Adultos (org.) Porto Alegre: Mediação, 2004. (Série Projetos e Práticas Pedagógicas)

PINTO, Álvaro Vieira. Sete lições sobre educação de jovens e adultos. 9. ed. São Paulo: Cortez, 1997.

SANTOS, F. M. Ensino de História e vida profissional: perspectivas de alunos de EJA. Anais do XXVI Simpósio Nacional de História – ANPUH, São Paulo, julho 2011. Disponível em: . Acesso em: 23 de jul. de 2015.




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv6n5-429

Refbacks

  • There are currently no refbacks.