Índices de conforto térmico para bovinos de leite em Santa Catarina Sul do Brasil / Thermal comfort indices for dairy cattle in Santa Catarina Southern Brazil

Andressa Kemer, Carine Lisete Glienke, Leosane Cristina Bosco

Abstract


Santa Catarina possui participação efetiva na produção leiteira do país, sendo esta uma atividade com elevada importância no cenário agropecuário nacional. Trata-se de uma atividade bastante variável e altamente influenciada por condições ambientais, o que torna difícil a padronização de informações sobre o assunto. O objetivo desse estudo foi caracterizar a condição térmica do ambiente para a bovinocultura leiteira no estado de Santa Catarina. Foram calculados o Índice de Temperatura e Umidade (ITU) e o Declínio da produção de Leite (DPL) em três níveis médios de produção, para oito regiões do estado no período de 2008 a 2016, com a identificação da ocorrência de períodos críticos para a produção. Os valores médios de ITU encontrados não ultrapassaram o limiar de tolerância para os bovinos (75), mostrando-se favoráveis à produção leiteira. A maior incidência de ITU médios próximos daqueles classificados como alerta aos produtores concentraram-se nos meses de dezembro, janeiro e fevereiro. O ITU máximo foi 94 para a região 2C/3C, enquanto que em outras regiões, mesmo nos meses mais quentes do ano, o ITU médio manteve-se abaixo de 66 (região 4A). Em relação ao DPL, evidenciou-se o fato de que quanto mais produtivo for o animal, mais propenso estará ao declínio causado pelo estresse térmico. Para vacas com produção média normal de 10, 20 e 30 kg.dia-1 o valor de ITU quando se iniciaram perdas na produção foi de 71,6, 72,3 e 74,5 respectivamente. Não foram identificados longos períodos considerados críticos a produção, apenas episódios isolados temporal e geograficamente. Embora o cenário climático no estado Catarinense tenha se mostrado positivo para a atividade, houveram períodos críticos, que certamente refletem em perdas na produção. Sendo assim, torna-se indispensável aliar a conjuntura do local com estratégias de manejo adequadas, visando maximizar o potencial do sistema de produção escolhido.


Keywords


Bioclimatologia. Declínio na produção de leite. Índice de temperatura e umidade.

References


AZEVÊDO, D. M. R,; ALVES, A. A. Bioclimatologia aplicada à produção de bovinos leiteiros nos trópicos. Teresina: Embrapa Meio-Norte, 2009. 83p.

BERTONCELLI, P.; MARTIN, T. N.; ZIECH, M. F.; PARIS, W.; CELLA, P. S. Conforto térmico alterando a produção leiteira. Enciclopédia Biosfera: Centro Científico Conhecer, Goiânia, v. 9, n. 17, p. 0-762, 2013. Semestral.

BERBIGIER, P. Bioclimatologie des ruminants domestiques en zonas tropicales. Paris: INRA. 237 p.

BOSETTI, E. M. Aspectos da alimentação de vacas leiteiras e sistemas de produção de leite na região oeste de Santa Catarina. 2012. 67 f. TCC (Graduação) – Curso de Graduação em Agronomia, Centro de Ciências Agrárias, Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis/SC: UFSC/CCA. 62p.

BROUCEK, J.; LETKOVICOVFI, M.; KOVALCUJ, K. Estimation of cold stress effect on dairy cows. International Journal of Biometeorol, V. 35, p. 29–32, 1991.

CECATO, U.; JOBIM. C.C.; CANTO, M.W.; REGO, F.C.A. Pastagens para a produção de leite. Boletim técnico, 2013 Disponível em: < www.nupel.uem.br/pos-ppz/pastagens-08-03.pdf >. Acesso em: 05 abr. 2017.

CEPA/EPAGRI - Centro de Socioeconomia e Planejamento Agrícola/EPAGRI. Síntese Anual da Agricultura de Santa Catarina 2014-2015. Florianópolis: Epagri/Cepa, 2015. 211p.

CEPA/EPAGRI - Centro de Socioeconomia e Planejamento Agrícola/EPAGRI. Síntese Anual da Agricultura de Santa Catarina 2015-2016. Florianópolis: Epagri/Cepa, 2016. 191p.

DIALETTO. Como reduzir o estresse térmico no gado leiteiro. Rural Pecuária. 2016. Disponível em: < http://ruralpecuaria.com.br/tecnologia-e-manejo/bovinocultura-de-leite/como-reduzir-o-estresse-termico-do-gado-leiteiro.html >. Acesso em: 22 no. 2017.

EMBRAPA - Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária. Balde cheio. Disponível em: < https://www.embrapa.br/pecuaria-sudeste/transferencia-de-tecnologia/balde-cheio >. Acesso em: 02 nov. 2017.

EUSTÁQUIO FILHO, A.; FARIAS, M. S.; SANTOS, P. E. F. dos.; SILVA, M. W. R. da. Balanço energético negativo. PUBVET, Londrina, V. 4, N. 11, Ed. 116, Art. 785, 2010.

FERNANDES, E. N.; BRESSAN, M.; VERNEQUE, R. S. Zoneamento da pecuária leiteira da região sul do Brasil. Ciência Rural, Santa Maria, v. 34, n. 2, p.485-491, mar./abr. 2004.

FISCHER, A.; SANTOS JUNIOR, S.; SEHNEM, S, BERNARDI, I. Produção e produtividade de leite do Oeste catarinense. RACE, Unoesc, v. 10, n. 2, p. 337-362, jul./dez. 2011.

HUBER, J.T.; HIGGINBOTHAM, L.; GOMEZ-ALARCON, R. A.; TAYLOR, R. B.; CHEN, K. H.; CHAN, S. C.; WU, Z. Heat stress interactions with protein, suplemental fat and fungal cultures. Journal of Dairy Science, Champaign v. 77, p. 2080-2090, 1994.

IBGE - INSTITUTO BRASILEIRO DE GEOGRAFIA E ESTATÍSTICA/MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO, ORÇAMENTO E GESTÃO. Pesquisa da Pecuária Municipal 2014. Rio de Janeiro, 2014. V. 42, p.1-39.

IBGE - INSTITUTO BRASILEIRO DE GEOGRAFIA E ESTATÍSTICA/MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO, ORÇAMENTO E GESTÃO. 2015. Pesquisa da Pecuária Municipal 2015. Rio de Janeiro, 2015, v. 43, p. 1-49.

KLOSOWSKI, E. S.; CAMPOS, A. T.; CAMPOS, A. T. de.; GASPARINO. E. Estimativa do declínio na produção de leite, em período de verão, para Maringá-PR. Revista Brasileira de Agrometeorologia, Santa Maria, v. 10, n. 2, p.283-288, 2002.

MAIA, G. B. S.; PINTO, A. R.; MARQUES, C. Y. T.; ROITMAN, F. B.; LYRA, D. D. Produção leiteira no Brasil. BNDES Setorial v. 37, p.371-398, 2013. Disponível em: https://web.bndes.gov.br/bib/jspui/handle/1408/1514?mode=full. Acesso em: 05 de abril de 2017.

MARTELLO, L. S. Interação animal - ambiente: efeito do ambiente climático sobre as respostas fisiológicas e produtivas de vacas Holandesas em freestall. 2006. 111 f. Tese (Doutorado) – Curso de Graduação em Zootecnia, Qualidade e Produtividade Animal, Universidade de São Paulo, Pirassununga: USP, 2006.

NASCIMENTO, R. Efeitos do estresse calórico sobre a produção de leite e reprodução de bovinos leiteiros. Boi a pasto, 2015. Disponível em: http://www.boiapasto.com.br/noticias/efeitos-do-estresse-calorico-sobre-producao-de-leite-reproducao-de-bovinos-leiteiros/4574/9#.WfdivFtSzIV. Acessado em: 30 de outubro de 2017.

PERISSINOTTO, M.; MOURA, D. J.; MATARAZZO, S. V.; SILVA, I. J. O. da.; LIMA, K. A. O. de. Efeito da utilização de sistemas de climatização nos parâmetros fisiológicos do gado leiteiro. Revista Engenharia Agrícola, Jaboticabal, v. 26, n. 3, p.663-671, 2006.

PIRES, M. F. A. CASTRO, C. R. T.; OLIVEIRA, V. M.; PACIULLO, D. S. C. 2010. Conforto e bem-estar para bovinos leiteiros. P.395-426. In: Manual de bovinocultura de leite. 1 ed. AUAD, A. M.; BRIGHENTI, A. M .; CARNEIRO, A. V.; RIBEIRO, A. C. DE C. L., eds. LK editora, Brasília: SENAR-AR/MG, Belo Horizonte; Embrapa Gado de Leite, Juiz de Fora.

RIA - RELATÓRIO DE INTELIGÊNCIA ANALÍTICO - Leite/Bem-estar animal - janeiro-2013. SIS/SEBRAE, SC, 2013.

ROSENBERG, N. J., BIAD, B.L., VERNS, S.B. Human and Animal biometeorology. In: Microclimate: the Biological Environment. 2ed. John Wiley & Sons, Inc., New York. p.425-467, 1983.

SANTOS, O. V. MARCONDES, T.; CORDEIRO, J. L. F. Estudo da cadeia do leite em Santa Catarina; prospecção e demandas. (Versão preliminar). Florianópolis: Epagri/Cepa, 2006. 55p.

TAKAHASHI, L. S.; BILLER, J. D.; TAKAHASHI, K. M. Bioclimatologia zootécnica. Jaboticabal: [online], p.91, 2009. Disponível em: https://bioclimatologia.files.wordpress.com/2012/08/livro-bioclimatologia-zootc3a9cnica.pdf. Acesso em: 20 de março de 2017.

THALER NETO, A.; RODRIGUES, R. S.; CÓRDOVA, H. A. Desempenho produtivo de vacas mestiças Holandês x Jersey em comparação ao Holandês. Revista de Ciências Agroveterinárias, Lages, v. 12, n. 1, p.7-12, 2013.

THOMÉ, V. M. R.; ZAMPIERI, S.; BRAGA, H. J.; PANDOLFO, C.; SILVA JÚNIOR, V. P. da.; LAUS NETO, J.; SOLDATELI, D.; GEBLER, E.; ORE, J. D.; ECHEVERRIA, L.; MATTOS, M.; SUSKI, P. P. Zoneamento Agroecológico e Socioeconômico de Santa Catarina. Florianópolis: Epagri, 1999, v. 1000, p.1000. Disponível em: http://www.ciram.epagri.sc.gov.br/index.php?option=com_content&view=article&id=88&Itemid=273. Acesso em: 18 de maio de 2017.

ZIEHLDORFF, N. E. Santa Catarina: estado detém maior rebanho Jersey do país. Milkpoint, 2008. Disponível em: https://www.milkpoint.com.br/cadeia-do-leite/racas-e-genetica/sc-estado-detem-maior-rebanho-jersey-do-pais-46765n.aspx . Acesso em: 02 de novembro de 2017.

ZOCCAL, R.; GOMES, A. T. Zoneamento da produção de leite no Brasil. In: XLIII Congresso da SOBER - Ribeirão Preto-SP. 2005. Disponível em: www.sober.org.br/palestra/2/773.pdf. Acesso em: 20 de março de 2017.




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv6n5-426

Refbacks

  • There are currently no refbacks.