Perfil epidemiológico da coinfecção de pacientes com HIV e Leishmaniose Visceral no período de 2015 a 2018 atendidos no município de Marabá- Pará / Epidemiological profile of the coinfection of patients with HIV and Visceral Leishmaniosis in the period from 2015 to 2018 served in the municipality of Marabá- Pará

Gessica kelem carvalho Pantoja, Danillo dos Santos Silva

Abstract


A síndrome da imunodeficiência humana adquirida (AIDS), é uma doença causada por um retrovírus que compromete a imunidade do hospedeiro com possibilidade de acometimento por infecções oportunistas como é o caso da Leishmaniose Visceral (LV). A Leishmaniose é transmitida através da picada do mosquito fêmea da espécie flebótomos que apresenta a forma infectante do protozoário da espécie Leishmania infantum. O município de Marabá é uma área que apresenta, segundo a Secretaria Municipal de Saúde do município de Marabá muitos casos de infecção por LV o qual é explicado principalmente pela intensa urbanização, falta de saneamento básico adequado, grande incidência de desmatamento, além de a região já ser endêmica para HIV, o qual acaba por contribuir para a coinfecção. O presente estudo é de cunho observacional, com abordagem quantitativa, o qual os dados foram coletados da Secretaria Municipal de Saúde e organizados em tabelas pelo Solfware Microsoft Excel 2010 e analisados pelo programa Bioestat 5.4. A incidência teve 11 casos confirmados de coinfecção de Leishmaniose visceral e HIV no município de Marabá no período de 2015 a 2018, o que representa 4,9% do total dos casos confirmados de Leishmaniose visceral no mesmo período, com prevalência do sexo masculino, essas taxas revelam que a coinfecção apresenta taxa significativa evidenciando estratégias a ser tomada pela vigilância em saúde.

 


Keywords


HIV, Leishmaniose visceral, perfil clínico, coinfecção

References


ABBAS, A.K.; LICHTMAN, A. H.; PILLAI, S. H. I.V. Imunologia celular e molecular. 7. ed. Rio de janeiro: Elsevier,2012.

BARBOSA, Isabelle Ribeiro. Leishmaniose visceral humana no município de Natal-RN: Analise clinico- Epidemiológica e especial. Revista ciência plural, v.2, n.1, p.89-101,2016.

BRASIL. Ministério da Saúde. Secretaria de atenção à saúde. Sistema nacional de vigilância em saúde. 5º ed., Brasília, 2011.

BRASIL. Ministério da Saúde. Secretaria de vigilância em saúde. Boletim epidemiológico HIV/Aids 2016, Brasília, v.48, n°.1, p.52, 2017.

CARDIM, Marisa et al. Introdução e expansão da Leishmaniose visceral americana em humanos no estado de São Paulo1999 a 2011. Revista saúde pública, São Paulo, v.47, n° 4, p.691-700, janeiro,2013.

CARVALHO, Flavia.et al. Perfil epidemiológico dos indivíduos HIV positivo e coinfecção HIV-Leishmania em um serviço de referência em São Luís. Maranhão,8f. Universidade Federal do Maranhão, 2013.

GOMES, Marcia el al. Coinfecção Leishmania-HIV no Brasil: aspectos epidemiológicos, clínicos e laboratoriais em Brasília. Epidemiol. Serv. Saúde, v.20, n°.4, p.519-526, Out-Dez, 2011.

HAAK, Thalita Carolina. Perfil epidemiológico, clínico e laboratorial das leishmanioses e da coinfecção leishmaniose-hiv no brasil e levantamento de dados da coinfecção lva-hiv no período de 2007 a 2013.São Paulo, 53 p. Conclusão de curso (Programa de Aprimoramento Profissional). Secretaria de Estado da Saúde Coordenadoria de Controle de Doenças Instituto Adolfo Lutz, 2016.

MENEZES, Ana et al. Perfil epidemiológico das pessoas soropositivas para HIV/AIDS. Revista de enfermagem UFPE. Recife, v.12, n°. 5, p.1225-32, maio,2018.

ORTIZ, Rafael Carneiro, ANVERSA, Laís. Epidemiologia da leishmaniose visceral em Bauru, São Paulo, no período de 2004 a 2012: um estudo descritivo. Epidemiol. serv. saúde, Brasília, v.24, n.1,97-104, janeiro/ março,2015.

PEDROSO, Mateus et al. Casos de coinfecção por HIV/AIDS e Leishmaniose visceral(LV) em 2013: Uma analise macroescalar. Geographia Opportuno Tempore, Universidade estadual de Londrina, v.1, n°.4, p.70-78, 2015.

RODRIGUES, Claúdio. O papel da vigilância entomológica no primeiro foco ativo urbano e Leishmaniose Visceral do município do Rio de Janeiro. ABCS Health Sci, Rio de janeiro, v.43, n°1, p.10-13, 2018.

SILVA, Polyana et al. Epidemiologia da Leishmaniose em um município da Bahia. Revista saúde. Com, Bahia, v.13i3.463, p.933-940, 2017.

SILVA, Klecia de Souza Marques et al. Coinfecção entre os portadores de HIV. Revista interdisciplinar, Maranhão, v.10, n.3, p. 9-20, junho. Agosto. Setembro. 2017.




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv6n5-408

Refbacks

  • There are currently no refbacks.