Um olhar sobre a obsolescência dos materias no setor público / The obsolescence of materials in the public sector

Adriane Araujo da Fonseca, Isamara de Melo Dantas Bezerra, Ariadny de Sousa Pereira, Ruth Soares Costa, Manuely Alves Dantas de Caldas, Marcus Vinícius Dantas de Assunção, Rafaelli Freire Costa Gentil

Abstract


O objetivo deste trabalho foi investigar a rotatividade dos materiais e criar uma análise acerca dos problemas encontrados em um almoxarifado externo do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Norte, sob a perspectiva do giro de estoques como critério para a identificação dos estoques obsoletos. O trabalho justifica-se pela associação de duas ferramentas da qualidade (diagrama de Ishikawa e histograma) ao giro de estoque, além da escassez de estudos acerca da temática. Os resultados autorizam afirmar que a utilização das ferramentas da qualidade associadas ao giro de estoque como critério para definição da obsolescência dos materiais pode promover a melhoria da gestão logística do almoxarifado da Instituição investigada, bem ainda outras que venham a utilizarem-se desse método.


Keywords


Giro de estoques, ferramentas da qualidade, estoques obsoletos.

References


BALLESTERO-ALVAREZ, E. M.; Gestão da qualidade, produção e operações. São Paulo: Atlas, 2010.

BALLOU, Ronald H. Gerenciamento da Cadeia de Suprimentos/logística empresarial; tradução Raul Rubenich.-. 2006.

BATISTA, D. S.; GOIS, J. V.; Busca da melhoria produtiva com auxílio de algumas das ferramentas da qualidade: estudo de caso realizado em uma indústria de confecção. Anais eletrônicos da ABEPRO, 2013, Salvador.

BOWERSOX, Donald J. et al. Gestão logística da cadeia de suprimentos. AMGH Editora, 2013.

BRAZ, M.A. Ferramentas e Gráficos Básicos. In: RONTONDORO, R.G.(Org) Seis Sigma : Estratégia Gerencial para a Melhoria de Processos, Produtos e Serviços. São Paulo: Atlas, 2002.

CARPINETTI, Luiz César Ribeiro. Gestão da qualidade ISO 9001:2008: princípios e requisitos. São Paulo: Atlas, 2011.

CHAMON, Edna Maria Querido de Oliveira. Gestão Integrada de Organizações. São Paulo: Brasport livros e Multimídia LTDA, 2008, p.65.

CHIAVENATO, Idalberto. Administração nos novos tempos. Elsevier Brasil, 2005.

COOPER, Ronald R.; Schindler Pamela S. Métodos de Pesquisa em Administração. São Paulo: Art Med Editora S.A., 2001.

FREITAS, Wesley R. S.; JABBOUR, Charbel J. C. Utilizando estudo de caso (s) como estratégia de pesquisa qualitativa: boas práticas e sugestões. Estudo e Debate, Lageado, v. 18, n. 2, p. 07-22, 2011.

MARTINS, Petrônio Garcia; LAUGENI, Fernando Piero. Administração da produção. São Paulo: Saraiva, 2005.

MIGUEL, P. A. C. Gestão da Qualidade: TQM e Modelos de Excelência. Cap. 3, p. 86-87. In:CARVALHO, M. M (Org.). Gestão da Qualidade: teoria e casos. Rio de Janeiro: Elsevier, 2005 – 7ª reimpressão.

PALADINI, Edson Pacheco; CARVALHO, Marly Monteiro de (coordenadores). Gestão da qualidade, 2. ed. – Rio de Janeiro: Elsiever: ABEPRO, 2012. (Série ABEPRO). p. 353.

PAOLESCHI, Bruno. Logística industrial integrada: do planejamento, produção, custo e qualidade à satisfação do cliente. Ed. Érica, 2009.

SANTOS, J. T.; BUENO, M. Condições higiênico-sanitárias em setores de produtos perecíveis em supermercados no Vale do Paraíba. Rev Biociênc, v. 18, n. 1, p. 5-12, 2012.

VIANA, João José. Administração de materiais: um enfoque prático. 13 reimp. São Paulo: Atlas, 2010.

WANKE, Peter F.; BARBASTEFANO, Rafael Garcia; HIJJAR, Maria Fernanda. Determinants of efficiency at major Brazilian port terminals. Transport Reviews, v. 31, n. 5, p. 653-677, 2011.




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv6n5-396

Refbacks

  • There are currently no refbacks.