Cultura x ciências: trabalhando conceitos de química orgânica a partir do uso de plantas medicinais / Culture x science: working on organic chemistry concepts using medicinal plants

Leandro Junior Machado, Ana Emylli da Silva Nascimento, Arquimar Barbosa de Oliveira, Fabiann Matthaus Dantas Barbosa, Rosiel Camilo Sena, Venicio Favoretti

Abstract


O presente trabalho é fruto da intervenção pedagógica realizada na turma do curso técnico em Administração do 2º ano do ensino médio do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Amazonas – IFAM campus Lábrea. No intuito de se trabalhar o conteúdo de Funções Orgânicas Oxigenadas e Nitrogenadas presente na ementa da disciplina de Química Orgânica III, foi utilizado como metodologia alternativa o estudo por meio do tema gerador: Uso de plantas medicinais pela população do município de Lábrea - AM. A escolha do tema proposto parte do princípio que a utilização de plantas para fins terapêuticos é tão antiga quanto o surgimento da própria escrita, sendo o método escolhido capaz de centralizar o processo ensino-aprendizagem, possibilitando assim, aos discentes, realizarem uma ação da disciplina articulada com sua realidade social. A referida ação proporcionou aos discentes correlacionarem o contexto investigado aos conceitos químicos estudados em sala de aula, dinamizando o processo de ensino e colocando os discentes como protagonistas no decorrer de toda sua execução. Com base nos dados obtidos pela pesquisa de campo, os alunos puderam observar quais plantas são mais utilizadas e seus devidos fins, verificando o repasse das informações e técnicas de preparo ao longo das gerações, reconhecendo a importância da cultura e do conhecimento tradicional. A identificação das funções orgânicas nas fórmulas estruturais dos constituintes presentes nas espécies vegetais possibilitou aos alunos observarem e realizarem um resgate dos conceitos químicos estudados anteriormente. Em sua visão macro, a referida ação possibilitou aos estudantes inserirem, ao longo de sua execução, conceitos inerentes a outras áreas do conhecimento, tornando assim um processo de ampla significação e ressignificação do processo ensino-aprendizagem.

 

 


Keywords


Metodologia Alternativa; Química Orgânica; Plantas Medicinais.

References


ARAÚJO, C. R. F.; SILVA, A. B.; TAVARES, E. C.; COSTA, E. P.; MARIZ, S. R. Perfil e prevalência de uso de plantas medicinais em uma unidade básica de saúde da família em Campina Grande, Paraíba, Brasil. Ver. Ciênc. Farm. Básica Apl., 35(2):233-238, 2014.

ARNOUS, A. H.; SANTOS, A. S.; BEINNER, R.P.C. Plantas medicinais de uso caseiro – Conhecimento popular e interesse por cultivo comunitário. Revista Espaço para a Saúde, Londrina, PR. v. 6. N.2. p. 1-6, jun., 2005.

AZEVEDO, S. K. S.; SILVA, I. M. Plantas medicinais e de uso religioso comercializadas em mercados e feiras livres no Rio de Janeiro. Acta bot. bras. São Paulo/SP. v. 20, n.1, p.185-194, 2006.

BALBINOT, S.; VELASQUEZ, P. G.; DUSMAN, E. Reconhecimento e uso de plantas medicinais pelos idosos do Município de Marmeleiro – Paraná. Ver. Bras. Pl. Med. Campinas. v. 15, n. 4. p. 632-38, 2013.

BALICK, M. J.; COX, P. A. Plants, people and culture. New York: Scientific American Library, 1997.

BRASIL. Secretaria de Educação Básica - Ministério da Educação, Secretaria de Educação Básica. Orientações Curriculares para o Ensino Médio. Volume 2. Ciências da natureza, matemática e suas tecnologias. Brasília, 2006.

BRASIL. Parâmetros Curriculares Nacionais do Ensino Médio. Brasília: MEC; SEMTEC, 2010.

CASTELLS, M. O poder da identidade. São Paulo: Paz e Terra, 1999.

CORAZZA, S. M. Tema gerador: concepção e prática. Ijuí, RS: Ed. Unijuí, 1992. 60p., Coleção Educação.

COSTA, P. V.; MAYWORM, M. A. S. Plantas medicinais utilizadas pela comunidade do bairro dos Tenentes - município de Extrema, MG, Brasil. Rev. Bras. Plantas Med. 13(3): 282-92, 2011.

CUNHA, L. H. O. Saberes tradicionais pesqueiros. Desenvolvimento e Meio Ambiente, Curitiba/PR. n.7 (jan./jun.), p.71-79, 2003.

DIEGUES, A. C.; ARRUDA, R. S. V. Saberes Tradicionais e Biodiversidade no Brasil. Brasília: MMA, 2001.

GASPAR, L. Plantas medicinais. Fundação Joaquim Nabuco, Recife. 2009.

GIRALDI, M.; HANAZAKI, N. Uso e conhecimento tradicional de plantas medicinais no Sertão do Ribeirão, Florianópolis, SC, Brasil. Acta bot. bras. v.24, n. 2. p. 395-406, 2010.

HAMILTON, A. C. Medicinal plants, conservation and livelihoods. Biodiversity and Conservation. 13: 1477-1517, 2004.

HOEFFEL, J. L. M; GONÇALVES, N. M; FADINI, A. A. B; SEIXAS, S. R. C. Conhecimento tradicional e uso de plantas medicinais nas APAS’S Cantareira/SP e Fernão Dias/MG. Revista VITAS – Visões Transdisciplinares sobre Ambiente e Sociedade, nº 1, set de 2011.

JUNIOR, V. F. V.; PINTO, A. C.; MACIEL, M. A. M. Plantas medicinais: CURA SEGURA?. Quim. Nova, Vol. 28, No. 3, 519-528, 2005.

LORENZI, H.; MATOS, F. J. A. Plantas Medicinais no Brasil: nativas e exóticas. 2ª ed. Nova Odessa, Instituto Plantarum, 2008.

MACEDO, A. F.; OSHIIWA, M. GUARIDO, C. F. Ocorrência do uso de plantas medicinais por moradores de um bairro do município de Marília-SP. Rev. Ciênc. Farm. Básica Apl. 28(1):123-8, 2007.

MARTINS, E. R.; CASTRO, D. M.; CASTELLANI, D. C.; DIAS, J. E. Plantas medicinais. Edição imprensa universitária - UFV Viçosa. Minas gerais. 1995. 220p.

OLIVEIRA, C. J.; ARAUJO, T. L.; MOREIRA, T. M. M. Idosos com hipertensão arterial: interferências em sua qualidade de vida. Rev. Baiana Enferm. v. 17, n. 3. p. 109-112, 2002.

OLIVEIRA, G. L., OLIVEIRA, A. F. M.; ANDRADE, L. H. C. Plantas medicinais utilizadas na comunidade urbana de Muribeca, Nordeste do Brasil. Acta Bot Bras.; 24(2):571-7, 2010.

PINTO, E. P. P.; AMOROZO, M. M.; FURLAN, A. Conhecimento popular sobre plantas medicinais em comunidades rurais de mata atlântica – Itacaré, BA, Brasil. Acta Bot. Bras., São Paulo/SP, v.20(4), p.751-762, 2006.

REIS, M. S.; MARIOT, A.; DI STASI, L. C. (2000). Manejo de Populações Naturais de Plantas Medicinais na Floresta Atlântica. In: DIEGUES, Antônio Carlos; VIANA, Virgílio M. (orgs.) (2000). Comunidades tradicionais e manejo dos recursos da Mata Atlântica. São Paulo: NUPAUB/LASTROP, pp. 95-102.

SILVA, M. A. B.; MELO, L. V. L.; RIBEIRO, R. V.; SOUZA, J. P. M.; LIMA, J. C. S.; MARTINS, D. T. O.; SILVA, R. M. Levantamento etnobotânico de plantas utilizadas como anti-hiperlipidêmicas e anorexígenas pela população de Nova Xavantina-MT, Brasil. Rev Bras. Farmacogn. 20(04):549-62, 2010.

VASCONCELOS, D. A; ALCOFORADO, G. G; LIMA, M. M. Plantas medicinais de uso caseiro: conhecimento popular na região do centro do município de Floriano/PI. Anais, V CONNEPI - Congresso Norte – Nordeste de Pesquisa e Inovação, Alagoas 2010.




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv6n5-388

Refbacks

  • There are currently no refbacks.