Conhecimento dos leigos acerca da ressuscitação cardiopulmonar em pacientes adultos no Brasil / Knowledge of laity about cardiopulmonary resuscitation in adults in Brazil

Samuel Ramalho Torres Maia, Aline Mesquita Lemos, Mércia Sindeaux Frutuoso, Cristiano Walter Moraes Rola Júnior

Abstract


Parada Cardiorrespiratória é a interrupção súbita e inesperada das funções vitais. Para corrigir, é realizado a Ressuscitação Cardiopulmonar (RCP). Destaca-se a importância de os leigos realizarem essa RCP, na modalidade de Suporte Básico de Vida (SBV). Objetivou-se identificar o conhecimento dos leigos acerca da ressuscitação cardiopulmonar em pacientes adultos no Brasil. Pesquisa bibliográfica, realizada em agosto e setembro de 2018. Foram feitos cruzamentos com descritores, a saber: “Ressuscitação Cardiopulmonar”; “Conhecimento” e “Educação em Saúde” nas bases de dados LILACS, BDENF e Google Scholar. Foram selecionados nove artigos. Identificou-se como resultados que os leigos não apresentam um conhecimento prévio, poucos fizeram treinamentos/cursos, mas sabem da importância em tê-los. Em todos os itens/quesitos de avaliação do conhecimento, observou um aumento significativo após capacitações teórico-práticas. Faz-se necessário uma formação ampla e contínua dos leigos para possibilitar noção de práticas de SBV. Uma população bem capacitada contribuirá para a redução da morbimortalidade por PCR em adultos no Brasil.    

 

 


Keywords


Conhecimento. Ressuscitação Cardiopulmonar. Educação em Saúde. Adulto. Brasil.

References


AMERICAN HEART ASSOCIATION. Guidelines for Cardiopulmonary Resuscitation and Emergency Cardiovascular Care. Destaques das diretrizes da American Heart Association 2015 para RCP e ACE. Texas (EUA): American Heart Association, 2015. Disponível em: . Acesso em: 20 set. 2018.

BRASIL. Ministério da Saúde. Portaria nº 1.010 de 21 de maio de 2012. Redefine as diretrizes para a implantação do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU 192) e sua Central de Regulação das Urgências, componente da Rede de Atenção às Urgências. Diário Oficial da União, Brasília, 22 maio 2012. Seção 1, p. 87.

CALANDRIM, Lucas Felix et al. Primeiros socorros na escola: treinamento de professores e funcionários. Revista da Rede de Enfermagem do Nordeste, v. 18, n. 3, p. 292-299, 2017.

CHAVES, Anne Fayma Lopes et al. Reanimação cardiopulmonar nas escolas: avaliação de estratégia educativa. Revista Expressão Católica Saúde, v. 2, n. 1, p. 65-72, 2018.

CHEHUEN NETO, José Antonio et al. Conhecimento e Interesse sobre Suporte Básico de Vida entre Leigos. Int J Cardiovasc Sci, v. 29, n. 6, p. 443-452, 2016.

DA SILVA, Jaine Kareny et al. Suporte básico de vida para leigos: relato de atividades extensionistas. Revista Ciência em Extensão, v. 13, n. 1, p. 190-203, 2017.

DALLACOSTA, Fabiana Meneghetti; DORINI, Daniela; ROSA, Lourdes Aparecida. Reanimação cardiopulmonar: experiência no treinamento em escolas. CATAVENTOS-Revista de Extensão da Universidade de Cruz Alta, v. 9, n. 1, p. 29-39, 2017.

GOMES, Juliana Araújo Pereira; BRAZ, Márcia Ribeiro. Conhecimento de acadêmicos de enfermagem frente à parada cardiorrespiratória. Cadernos UniFOA, v. 7, n. 18, p. 85-91, 2017.

GOMES, Nadirlene Pereira et al. Projeto viva coração: relato de experiência. Revista Baiana de Enfermagem‏, v. 30, n. 4, p. 1-10, 2016.

GONZALEZ, M. M. et al. Diretriz de Ressuscitação Cardiopulmonar e Cuidados Cardiovasculares de Emergência da Sociedade Brasileira de Cardiologia: Resumo Executivo. Arquivos Brasileiros de Cardiologia, Rio de Janeiro, v. 100, n. 2, p. 105-113, 2013.

LAFETÁ, A. F. M. Suporte avançado de vida na parada Cardiorrespiratória: aspectos teóricos e assistenciais. Revista da Universidade Vale do Rio Verde, Três Corações, v. 13, n. 1, p. 653-663, 2015.

LYRA, P. F. et al. Programa de educação em reanimação cardiorrespiratória: ensinando a salvar vida. Rev. Bras. Educ. Med., Rio de Janeiro, v. 26, n. 4, p. 570-573, 2012.

MORAIS, D. A.; CARVALHO, D. V.; CORREA, A. R. Parada cardíaca extra-hospitalar: fatores determinantes da sobrevida imediata após manobras de ressuscitação cardiopulmonar. Rev. Latinoam. Enferm., Ribeirão Preto, v. 22, n. 4, p. 562-568, 2014.

PERGOLA, Aline Maino; ARAUJO, Izilda Esmenia Muglia. O leigo em situação de emergência. Revista da Escola de Enfermagem da USP, v. 42, n. 4, p. 769-776, 2008.

REIS, R. R.; SILVA, F. J. A assistência de Enfermagem em situação de urgência a vítima de parada cardiorrespiratória. Rio de Janeiro (RJ), 2012.

RIBEIRO, Lucas Gaspar et al. Estudantes de medicina ensinam ressuscitação cardiopulmonar a alunos do fundamental. Arq Bras Cardiol, v. 101, n. 4, p. 328-335, 2013.

ROLIM, Leonardo Barbosa et al. Participação popular e o controle social como diretriz do SUS: uma revisão narrativa. Saúde em debate, v. 37, n. 96, p. 139-147, 2013.

SILVA, Raissa Cristine Santos; RODRIGUES, Juliane; NUNES, Natália Abou Hala. Parada cardiorrespiratória e educação continuada em Unidade de Terapia Intensiva. Revista de Ciências Médicas, v. 25, n. 3, p. 129-134, 2017.

THOMAZINI, Vitor Andrade; DA SILVA, Silvia Sidnéia; CARITÁ, Edilson Carlos. APP para reconhecimento e atuação em situações de urgência e emergência: apoio ao leigo. Revista Brasileira de Inovação Tecnológica em Saúde, v. 7, n. 3, p. 4-15, 2018.

TOBASE, Lucia et al. Suporte básico de vida: avaliação da aprendizagem com uso de simulação e dispositivos de feedback imediato. Revista Latino-Americana de Enfermagem, v. 25, p. 1-8, 2017.




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv6n5-370

Refbacks

  • There are currently no refbacks.