Fortalecendo o ensino de ciências através da pesquisa paleontológica na bacia sedimentar do araripe, Ceará – Brasil / Strengthening science education through paleontological research in the sedimentary basin of araripe, Ceará - Brazil

José Edilson Gonçalves dos Santos, Roberta Maria Arrais Benício, Josefa Maria da Silva, Cícera Maria de Brito, Maria Cesiane Cavalcante Ricarte, Cícera Umbelina Leite de Figueiredo

Abstract


A Chapada do Araripe está localizada na divisa de três estados nordestino: Ceará, Pernambuco e Piau e, devido suas condições climáticas peculiares, é uma paisagem de exceção, um oásis no bioma caatinga predominante no sertão nordestino. O solo da Chapada do Araripe esconde uma riqueza bem maior que a revelada na sua vegetação. São fósseis, restos ou vestígios de seres preservados nas rochas, testemunhos de antigas faunas e floras, de inestimável valor científico, conhecidas mundialmente por seu diversificado conteúdo e preservação excepcional. No entanto, a divulgação dessa riqueza para os estudantes da educação básica do Cariri cearense ainda é incipiente. Procurando aproximar a comunidade escolar do patrimônio paleontológico, o Departamento Nacional de Produção Mineral (DNPM), através do Museu de Paleontologia do Crato, ofertou a “Coleção Didática Fósseis do Araripe” como material de apoio pedagógico nas salas de aula. Universidade Federal do Ceará (UFC) ofertou capacitação para 25 profissionais para atuarem na pesquisa e divulgação da Paleontologia da Bacia do Araripe. Esse trabalho objetivou averiguar como as escolas estão utilizando o kit pedagógico do DNPM, saber a atividade atual dos capacitados pela UFC na divulgação, pesquisa e docência da paleontologia local e intervir quando necessário. A pesquisa foi desenvolvida nas cidades de Juazeiro do Norte, Crato, Barbalha e Jardim, no período de abril/2014 a fevereiro/2016. A coleção didática do DNPM foi pouco utilizada nas escolas.  Como estratégia para utilização do material didático que a unidade recebeu, foram ofertadas oficinas e excursões guiadas para representação de docentes e discentes.


Keywords


Ensino de Ciências; Pesquisa; Bacia do Araripe; Patrimônio paleontológico.

References


ALVES, Rubem. Conversas com quem gosta de ensinar: São Paulo: Editora Cortez, 1980.

BRASIL. Programa nacional de estudos dos distritos mineiros - Projeto Avaliação Hidrogeológica da Bacia Sedimentar do Araripe. Recife. Ministério de Minas e Energia, DNPM, 1996. 101p.

CARVALHO, M.S.S.; SANTOS, Histórico das pesquisas paleontológicas na Bacia do Araripe, nordeste do Brasil. Anuário do Instituto de Geociências da UFRJ, Rio de Janeiro28(1): 15-34. , 2005.

CORRÊA, L. C.; CORRÊA, E. C. Caracterização geral do Araripe e distinção entre diferentes denominações. In: Sociobiodiversidade na chapada do Araripe. (Albuquerque, U. P.; Meiado. M. V. orgs.). Recife, PE: Nuppea; Bauru, SP: Canal 6, 2015.

FARA, E., et a., Controlled excavations in the Romualdo Member of the Santana Formation (Early Cretaceous, Araripe Basin, northeastern Brazil): stratigraphic, palaeoenvironmental and palaeoecological implications. Palaeogeography, Palaeoclimatology, Palaeoecology 218:145–161. . 2005.

FREIRE, Paulo. Pedagogia do oprimido. 50ª edição. São Paulo: Paz e Terra, 2011.

HESSEL, M.H., TOMÉ, M.E.; MOURAo, C.R. Ostracodes mesozóicos das bacias do interior nordestino: estado da arte. Simpósio do Cretáceo do Brasil, 7, São Pedro, Boletim: 66. 2006.

KELLNER, A.W.A. Pterossauros: os senhores do céu do Brasil. Rio de Janeiro, Vieira & Lent, 2006. 176p.

KELLNER, A.W.A., et al., The largest flying reptile from Gondwana: a new specimen of Tropeognathus cf. T. mesembrinus Wellnhofer, 1987 (Pterodactyloidea, Anhangueridae) and other large pterosaurs from the Romualdo Formation, Lower Cretaceous, Brazil. Anais da Academia Brasileira de Ciências, 85 (1): 113-135. 2013.

KRASILCHIK, M.; MARANDINO, M. Ensino de ciências e cidadania. São Paulo: Moderna, 2004.

LIMA, F. J.; SARAIVA, A. A. F.; SAYÃO, J. M. Revisão da Paleoflora das Formações Missão Velha, Crato e Romualdo, Bacia do Araripe, Nordeste do Brasil. Estudos Geológicos, v. 22, n. 1, p. 99-115, 2012.

MARTINS-NETO, R.G. Um novo gênero e duas espécies de Tridactylidae (Insecta, Orthopteridea) na Formação Santana (Cretáceo Inferior do Nordeste do Brasil). Anais da Academia Brasileira de Ciências., Rio de Janeiro, 62 (1): 51-59. 1990.

PEREIRA, D. M. M., Kits da Coleção Didática Fósseis do Araripe' nas Escolas Públicas do Crato, Juazeiro do Norte e Barbalha, Ceará. Monografia (Especialização em Paleontologia e Geologia Histórica) – Universidade Federal do Ceará, Juazeiro do Norte, 2011.

PRUDÊNCIO, C. A. V. Perspectiva CTS em estágios curriculares em espaços de divulgação científica: contributos para a formação inicial de professores de Ciências e Biologia.Tese (Doutorado em Educação) –Universidade Federal de São Carlos-UFSCar,São Carlos, 2013.

SARARIVA, A.A.F., RODRIGUES, S.R.G., KELLNER, A.W.A. Partes vegetativas de carófitas fossilizadas no Membro Romualdo (Albiano, Formação Santana), Bacia do Araripe, nordeste brasileiro. Boletim do Museu Nacional, Rio de Janeiro, 2003. 70: 5-8.

SARAIVA, A.A.F.;ALCÂNTARA, O; BANTIM, R.; LIMA, F. Guia para trabalhos de campo em Paleontologia na Bacia do Araripe. Fortaleza, Expressão Gráfica Editora. 2013.

SAYÃO, J. M. et al., Fósseis do Araripe – Um exemplo de diversidade ao longo do tempo profundo. In: Sociobiodiversidade na chapada do Araripe. (Albuquerque, U. P.; Meiado. M. V. orgs.). Recife, PE: Nuppea; Bauru, SP: Canal 6, 2015.

SILVEIRA, A. C. da et al. Análise de efetividade de manejo do Geoarpark Araripe –Estado do Ceará. Geociênc. (São Paulo), São Paulo, v. 31, n. 1, 2012 .

WALKER, J.D.; GEISSMAN, J.W. Geologic Time Scale. Geological Society America, Boulder. 2009.




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv6n5-366

Refbacks

  • There are currently no refbacks.