Educação Ambiental: ferramenta indispensável à gestão municipal de resíduos sólidos / Environmental Education: an indispensable tool for municipal solid waste management

Monica Maria Pereira da Silva, Roseane Araújo de Lima, Rosilene Barros Gomes, Raniele Araújo Mendes, José Belarmino dos Santos Sobrinho, Elaine Cristina dos Santos Araújo, Vanderlânea Galdino da Silva Lima, Giceli Ferreira Barbosa

Abstract


A maior parte dos impactos negativos que concorre para a crise ambiental está relacionada à percepção equivocada que os seres humanos detêm sobre os resíduos sólidos, confundindo-os com lixos.  Alicerçados nesse tipo de percepção, os geradores preocupam-se apenas  em descarta-los, encaminhando a locais distantes de sua visão. Não há a devida responsabilidade em destinar ou dispor de forma correta.  O objetivo desse trabalho consistiu em  avaliar a formação em Educação Ambiental oferecida a diferentes atores sociais enquanto ferramenta para gestão de resíduos sólidos em municípios da Paraíba, Brasil. A pesquisa participante ocorreu de julho de 2013 a julho de 2018 e  envolveu graduandos de diferentes áreas do conhecimento matriculados em instituição de ensino superior, líderes comunitários e catadores de materiais recicláveis que atuam em  municípios da Paraíba, Brasil. O processo de formação aconteceu por meio de cursos de Formação de Agentes Multiplicadores em Educação Ambiental,  ministrados de acordo com o segmento em foco e com a carga horária diferenciada, além de encontros, seminários e oficinas. Foram proporcionados também momentos de culminância para congregar os diversos setores da sociedade e motivar a troca de experiências, a exemplo de Encontros de Agentes Multiplicadores em Educação Ambiental  do Estado da Paraíba. A formação em Educação Ambiental a partir de graduandos e líderes comunitários provocou mudanças sobre a percepção, ao consumo, à separação de resíduos sólidos na fonte geradora, à participação na construção de políticas públicas de resíduos sólidos e ao reconhecimento do exercício profissional de catadores de materiais recicláveis em municípios paraibanos. Portanto, Educação Ambiental constitui ferramenta indispensável à gestão municipal de resíduos sólidos. Na ausência de formação, há entraves ao alcance dos objetivos previstos na Política Nacional de Resíduos Sólidos e na Agenda Mundial 2030.  

 


Keywords


Meio ambiente. Formação inicial. líderes comunitários. resíduos sólidos.

References


ALMEIDA, Ricardo; SCATENA, Lúcia Mariana; LUZ, Mário Sérgio. Environmental perception and public policies – dichotomy and challenges to the development of a sustainability culture. Revista Ambiente & Sociedade. V. XX, n. 1, p. 43-64, enero-marzo, 2017.

BATISTA, Fábio Giovanni Araújo; LIMA, Vera Lúcia Antunes; SILVA, Monica Maria Pereira. Avaliação de riscos físicos e químicos no trabalho de catadores de materiais recicláveis - Campina Grande, Paraíba. Revista Verde de Agroecologia e Desenvolvimento Sustentável, Mossoró – RN - Brasil. v. 8, n. 2, p. 284 – 290, abr-jun, 2013.

BRASIL. Constituição da Republica Federativa do Brasil. Brasília- DF: Presidência da República, 1988. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/constituicao/constituicaocompilado.htm. Acesso em 03 abr. 2020.

BRASIL. Lei 9.795 de 27 de abril de 1999. Institui a Política Nacional de Educação Ambiental. Brasília, DF. 1999. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/l9795.htm. Acesso em 03 abr. 2020.

BRASIL. Lei 11.445 de 05 de janeiro de 2007. Estabelece diretrizes nacionais para o saneamento básico. Brasília, DF, 2007. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_Ato2007-2010/2007/Lei/L11445.htm. Acesso em: 08 abr. 2020.

BRASIL. Lei 12.305 de 02 de agosto de 2010. Institui a Política Nacional de Resíduos Sólidos. Brasília, DF, 2010. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2007-2010/2010/lei/l12305.htm. Acesso em: 03 abr. 2020.

BRASIL. Lei 13.312 de 12 de julho de 2016. Altera a Lei 11. 445/2007 que estabelece diretrizes nacionais para o saneamento básico. Brasília, DF, 2007. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_Ato2015-2018/2016/Lei/L13312.htm. Acesso em: 08 abr. 2020.

EUROPEAN COMMISSION. Waste management in the contextt of the coronavírus crisis. 14 aprill. 2020. Disponível em: https://ec.europa.eu/info/sites/info/files/waste_management_guidance_dg-env.pdf. Acesso em: 01 mai. 2020.

LOVELOCK, James. A vigança de gaia. Rio de Janeiro-RJ: Editora Intrínseca, 2006. 252 p.

OLIVEIRA, Amanda Ferreira; MIRANDA, Rafaela Abreu; SOARES, Laís Alves. Impactos ambientais em áreas de disposição de resíduos sólidos em Santa Helena de Goiás. Revista Gestão e Sustentabilidade Ambiental. Florianópolis, v. 8, n. 3, p. 688-706, jul/set, 2019.

SANTOS, Adriana Souza; MEDEIROS, Nísia Maria Paris. Percepção e conscientização ambiental sobre os resíduos sólidos no ambiente escola: respeitando os 5R’s. Revista Geografia Ensino & Pesquisa. Santa Maria-RS, v. 23, e8., p. 1-30, 2019.

SANTOS, Everson de Oliveira; SANTOS E SANTOS, Cirlene Jeane; MEDEIROS, Paulo Ricardo; SOUZA, Letícia Rosendo Correia: OLIVEIRA JÚNIOR, Jarbas Macena; LIMA, João Victor Alves; SILVA, Ingrid Thainã Vieira. Diagnóstico de impacto ambiental referente ao depósito de resíduos sólidos urbanos (rsu) no contato entre o bairro cidade de deus e o loteamento almeda das flores, em Viçosa/AL. Diversitas Journal. Santana do Impanema/AL, v. 5, n. 2, p. 986-1006. Abr/jun. 2020.

SILVA, Monica Maria Pereira. Instrumentos de pesquisas em educação ambiental: sensibilização, educação, pesquisa, ação, transformação. Simpósio Ítalo Brasileiro de Engenharia Sanitária e Ambiental. 6º, 2002; Vitória-ES. Anais do 6º Simpósio Ítalo Brasileiro de Engenharia Sanitária e Ambiental. ABES: RJ, 2002.

SILVA, Monica Maria Pereira. Instrumentos de pesquisa para identificação da percepção ambiental. Simpósio de Etnobiologia e Etnoecologia. IV 2002. Recife –PE. Anais do IV Simpósio de Etnobiologia e Etnoecologia. Recife: UFPE, 2002.

SILVA, Monica Maria Pereira. Extensão universitária e formação em educação ambiental; uma década buscando o caminho para o resgate do elo perdido, p. 85-104. In CARNEIRO, Maria Aparecida Barbosa; SOUZA, Maria Lindaci Gomes; FRANÇA, Inácia Sátiro Xavier (ORGs). Extensão universitária; espaço de inclusão, formação e socialização do conhecimento. João Pessoa-PB: Editora Universitária da UFPB, 2009. 196 p.

SILVA, Monica Maria Pereira. Educação ambiental através da extensão universitária transformando vidas humanas, p. 159-188. In: CARNEIRO, Maria Aparecida Barbosa; SOUZA, Maria Lindaci Gomes. Extensão Universitária, Desenvolvimento Regional, Políticas publicas e Cidadania. Editora Universitária da UFPB: Editora Realize, Campina Grande- PB: UEPB, 2012. 294 p.

SILVA, Monica Maria Pereira. Alternativas tecnológicas para viabilização do exercício profissional e inclusão social de catadores de materiais recicláveis. 126 f. Relatório Técnico (CNPq Universal 14/2011- Faixa B). Campina Grande-PB: UEPB, 2015.

SILVA, Monica Maria Pereira. Formação em educação ambiental; estratégia para sustentabilidade territorial. 66 f. Relatório Técnico (PROEXT 2010 – MEC/SESu). Campina Grande-PB: UEPB, 2015.

SILVA, Monica Maria Pereira. Manual teórico metodológico de Educação Ambiental. ISBN 978 85 62198-8. Campina Grande-PB: Maxgraf Ltda., 2016. 174 p.

SILVA, Monica Maria Pereira. Educação Ambiental para gestão integrada de resíduos sólidos em campina grande, estado da paraíba. 42 f. Relatório Técnico (PROBEX/UEPB cota 2015-2016). Campina Grande-PB: UEPB, 2017.

SILVA, Monica Maria Pereira. Educação Ambiental para gestão integrada de resíduos sólidos em municípios da paraíba. Relatório Técnico (PROAPEX/UEPB cota 2017-2018). Campina Grande-PB: UEPB, 2018.

SILVA, Monica Maria Pereira. Manual de educação ambiental: uma contribuição à formação de agentes multiplicadores em educação ambiental. ISBN 978 85 473 3873-2. Curitiba- PR, Brasil: Appris Editora, 2020. 233 p.

SILVA, Monica Maria Pereira; LEITE, Valderi Duarte. Estratégias para realização de Educação Ambiental em escolas do ensino fundamental. Revista Eletrônica do Mestrado em Educação Ambiental. Rio Grande-RS: FURG, v. 20. p. 372-392, 2008.

SILVA, Monica Maria Pereira; SOUSA, José Tavares; CEBALLOS, Beatriz Susana Ovruski; FEITOSA, Wanderson Barbosa da Silva; LEITE, Valderi Duarte. Avaliação sanitária de resíduos sólidos orgânicos domiciliares em municípios do semiárido paraibano. Revista Caatinga, Mossoró-RN, v. 23, n.2, p.87-92, 2010.

SOARES, Edson Silva. Plano de prevenção para controle e eliminação de riscos ocupacionais de catadores de materiais recicláveis. Dissertação. (Programa de Pós-Graduação em Ciência e Tecnologia Ambiental). 2019. 169 f. Campina Grande-PB: UEPB, 2019.

SOLIS, José Antonio Nieto. Se paró el reloj del mundo. ICEI Papers Covid-19. Instituto Complutense de Estudios Internacionales. N. 3, p. 2-4, 24 de marzo. 2020.

THIOLLENT, Michel. Metodologia da pesquisa- ação. 16ª ed. São Paulo: Cortez, 2008.

TICKELL, Crispin. Prefácio. In LOVELOCK, James. A vigança de gaia. Rio de Janeiro-RJ: Editora Intrínseca, 2006. 252 p.

VIVEIROS, Edna Parizzi; MIRANDA, Maria Geralda; NOVAES, Ana Maria Pires; AVELAR, Kátia Eliane Santos. Por uma nova ética ambiental. Revista Engenharia Sanitária e Ambiental. Rio de Janeiro: ABES, v. 20, n.3, p. 331-336, jul-set. 2015.




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv6n5-354

Refbacks

  • There are currently no refbacks.