Prevalência de helmintos em resíduos sólidos orgânicos domiciliares; um risco à saúde ambiental e humana / Prevalence of helminths in household solid organic waste; a risk to human and environmental health

Monica Maria Pereira da Silva, Rosilene Barros Gomes, Elaine Cristina dos Santos Araújo, Ivanise Gomes, António Fraga Freitas, Adriana Veríssimo da Silva, Fernando Luiz Barbosa Farias, Valderi Duarte Leite

Abstract


Seguindo o perfil de outros países, no Brasil os resíduos sólidos constituem foco de debates em diferentes setores da sociedade, tendo em vista os impactos negativos que afetam os sistemas ambientais, econômicos e sociais. A atenção deve ser intensificada para parcela orgânica de origem domiciliar. Esses resíduos representam riscos à saúde ambiental e humana, dentre outros aspectos, por reunir condições favoráveis ao desenvolvimento de organismos com potencial patogênico. Somente nas últimas décadas as possibilidades de contaminação da parcela orgânica dos resíduos sólidos domiciliares foram reconhecidas, compreendendo-se que os riscos são similares aos de serviços de saúde. Os objetivos deste trabalho foram avaliar a prevalência de helmintos em resíduos sólidos orgânicos domiciliares gerados em município de grande porte da Paraíba, Brasil e apontar alternativas para o tratamento e aproveitamento desses resíduos, com o propósito de reduzir os riscos citados. A pesquisa foi realizada em três bairros situados em Campina Grande, estado da Paraíba, Brasil. Os critérios para escolha desses bairros foram a localização (oeste), o número de habitantes (> 10 mil habitantes), a participação dos líderes comunitários no processo de formação em Educação Ambiental, oferecido desde 2007 e em projetos de coleta seletiva. Para a análise, por meio de quarteamento múltiplo, o material coletado foi pesado, despejado em lona plástica e homogeneizado, constituindo-se amostras compostas. Constatou-se um número expressivo de ovos de helmintos nos resíduos analisados, de 0,84 a 6,5 ovos/gST. Dentre as espécies, prevaleceram  Ascaris lumbricoides (49%), seguidos de Ancylostoma sp. (30%), Hymenolepis nana (15%) e Enterobius vermicularis (6%). Pode-se inferir que os resíduos sólidos orgânicos domiciliares são um veículo de transmissão de agentes patogênicos quando dispostos de forma imprópria, podendo provocar infecções subsequentes para animais e seres humanos, notadamente em locais com ausência de Educação Ambiental e/ou em condições precárias de saneamento. A disposição desses resíduos sem tratamento aumenta as probabilidades de contaminação ambiental e humana, há, no entanto, tecnologias que podem ser aplicadas para o tratamento, dentre as quais, o tratamento biológico aeróbio descentralizado, cujas estruturas e princípios permitem a modificação de problema em solução, transformação da parcela orgânica em composto, com características agronômicas viáveis aos fins agrícolas. O tratamento constitui uma das ações da gestão integrada de resíduos sólidos. Todas as ações que constituem esse tipo de gestão requerem a formação em Educação Ambiental.


Keywords


Meio Ambiente; helmintos; contaminação; resíduos sólidos

References


ARAÚJO, Elaine Cristina Santos; SILVA, Monica Maria Pereira; SILVA, Adriana Veríssimo; SANTOS SOBRINHO, José Belarmino. Tratamento aeróbio de resíduos sólidos orgânicos domiciliares em sistemas descentralizados móveis. Congresso Brasileiro de Engenharia Sanitária e Ambiental. 2019. Anais do 30º Congresso Brasileiro de Engenharia Sanitária e Ambiental. Rio de Janeiro-RJ: ABES, 2019.

BATISTA, Fábio Giovanni Araújo; LIMA, Vera Lúcia Antunes; SILVA, Monica Maria Pereira. Avaliação de riscos físicos e químicos no trabalho de catadores de materiais recicláveis - Campina Grande, Paraíba. Revista Verde de Agroecologia e Desenvolvimento Sustentável, Mossoró – RN - Brasil. v. 8, n. 2, p. 284 – 290, abr-jun, 2013.

BRASIL. Constituição da República Federativa do Brasil, 1988. Brasília-DF, 1988

BRASIL. Lei 9795/99. Institui a Política Nacional de Educação Ambiental. Brasília-DF, 1999

BRASIL. Lei 12.305/20910. Estabelece a Política Nacional de Resíduos Sólidos. Brasília-DF, 2010

CAVALCANTE, Lívia Poliana Santana; SILVA, Monica Maria Pereira; LIMA, Vera Lúcia Antunes. Risks inherent to work environment of formal and informal recyclable material collectors. Revista Ibero-americana de Ciências Ambientais, v. 7, p. 111-126, 2016.

CAVALCANTE, Lívia Poliana Santana. Riscos ambientais que estão submetidos catadores de materiais recicláveis; uma contribuição à gestão integrada de resíduos sólidos. 2018. 283 f. Tese (Programa de Pós-Graduação em Recursos Naturais). Campina Grande-PB: UFCG, 2018.

COSTA, Hélio Martins de Araújo. Helmintos; capítulo 21. In NEVES, David Pereira; MELO, Alan Lane; LINARDI, Pedro Marcos; VITOR, Ricardo W. Almeida. Parasitologia Humana. 11ª ed. São Paulo: Atheneu, 2005. 494 p.

IBGE. População. Disponível em: https://cidades.ibge.gov.br/brasil/pb/campina-grande/panorama. Acesso em: 13 nov. 2019.

LEITE, Antônio César. Ancylostomidae; capítulo 30. In NEVES, David Pereira; MELO, Alan Lane; LINARDI, Pedro Marcos; VITOR, Ricardo W. Almeida. Parasitologia Humana. 11ª ed. São Paulo: Atheneu, 2005. 494 p.

METCALF & EDDY. Wastewater engineer treatment disposal, reuse. 4ªed. New York: McGRaw- Hill Book, 2003. 1729 p.

NASCIMENTO, Cristiane Ribeiro; SILVA, Monica Maria Pereira; ARAUJO, Elaine Cristina Santos; COSTA, Mariane Patrício; SILVA, Adriana Veríssimo. Avaliação de sistema de tratamento aeróbio descentralizado móvel de resíduos sólidos orgânicos domiciliares no bairro Malvinas, Campina Grande-PB. Anais do 29º Congresso Brasileiro de Engenharia Sanitária e Ambiental. Rio de Janeiro: ABES, 2017.

NASCIMENTO, Amanda Brito; OLIVEIRA, Suzana Ribeiro de Melo; CHAVES, Elem Cristina Rodrigues; LIMA, Sérgio Beltrão de Andrade; AARÃO, Tinara Leila; MENDONÇA, Maria Helena Rodrigues. Análises parasitológicas de hortaliças comercializadas na feira livre do Ver-o-Peso, Belém-PA. Revista Eletrônica Acervo Saúde/ Electronic Journal Collection Health. v. sup. n. 41, p. 1-11, 2020.

NEVES, David Pereira. Hymenolepis nana; capítulo 27. In NEVES, David Pereira; MELO, Alan Lane; LINARDI, Pedro Marcos; VITOR, Ricardo W. Almeida. Parasitologia Humana. 11 ªed. São Paulo-SP: Atheneu, 2005. 494 p.

NEVES, David Pereira; MELO, Alan Lane; LINARDI, Pedro Marcos; VITOR, Ricardo W. Almeida. Parasitologia Humana. 12ª ed. São Paulo-SP: Atheneu, 2011. 546 p.

SÁ, Daniele Pereira; GOMES, Jeniffer da Silva; MAIA, Janini Tatiane Lima Souza. Parasitas em hortaliças folhosas comercializadas em Montes Claros (MG). Revista Scientia Agrária Paranaensis. v. 18, n. 3, p. 303-307, jul/set, 2019.

SILVA, Amália Verônica Mendes; MASSARA, Cristiano Lara. Ascaris lumbricoides; capítulo 29. In NEVES, David Pereira; MELO, Alan Lane; LINARDI, Pedro Marcos; VITOR, Ricardo W. Almeida. Parasitologia Humana. 11ª ed. São Paulo-SP: Atheneu, 2005. 494 p.

SILVA, Monica Maria Pereira. Tratamento de lodos de tanques sépticos por co-compostagem para municípios do semi-árido paraibano: alternativa para mitigação de impactos ambientais. 2008. 220 f. Tese (Doutorado em Recursos Naturais). Campina Grande: Universidade Federal de Campina Grande-PB, 2008.

SILVA, Monica Maria Pereira; SOUSA, José Tavares; CEBALLOS, Beatriz Susana Ovruski; FEITOSA, Wanderson Barbosa da Silva; LEITE, Valderi Duarte. Avaliação sanitária de resíduos sólidos orgânicos domiciliares em municípios do semiárido paraibano. Revista Caatinga, Mossoró-RN, v. 23, n.2, p.87-92, 2010.

SILVA, Monica Maria Pereira. Manual teórico metodológico de Educação Ambiental. ISBN 978 85 62198-8. Campina Grande-PB: Maxgraf Ltda., 2016. 174 p.

SILVA, Lúcia Maria Bezerra; SILVA, Luís Gutemberg Bezerra; MELANDA, Gislaine Cristina de Souza; FERREIRA, Renato Juciano. Hortaliças orgânicas: alimentos saudáveis ou um risco à saúde. Revista Ciências Biológicas e da Saúde. Londrina-PR, v. 39, n. 2, p. 119-128, jul/dez. 2018.

SILVA, Monica Maria Pereira. Manual de educação ambiental: uma contribuição à formação de agentes multiplicadores em educação ambiental. ISBN 978 85 473 3873-2. Curitiba- PR, Brasil: Appris Editora, 2020. 233 p.

SOARES, Edson Silva. Plano de prevenção para controle e eliminação de riscos ocupacionais de catadores de materiais recicláveis. Dissertação. (Programa de Pós-Graduação em Ciência e Tecnologia Ambiental). 2019. 169 f. Campina Grande-PB: UEPB, 2019.

WHO: WORLD HEALTH ORGANIZATION. Investing to overcome the global impact oof neglected tropical diseases. Third who report on neglected tropical diseases. Document production services, Geneva, Switzerland, 2015.




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv6n5-350

Refbacks

  • There are currently no refbacks.