A geografia dos radiofármacos: O caso do flúor-18 no Piauí / The geography of Radiopharmaceuticals: The Case of Fluorine-18 in Piauí

Haylane de Araujo Lima, Wilson Seraine da Silva Filho

Abstract


O objetivo deste artigo foi identificar as dificuldades que o Piauí enfrenta na obtenção de radiofármacos marcados com flúor-18, os problemas causados pelo seu não uso, bem como, questionar a setorização da produção de radiofármacos no Brasil. Trata-se de uma pesquisa com base em abordagem qualitativa exploratória e levantamento de dados através de pesquisa bibliográfica e entrevista semi-estruturada. Constatou-se que a aquisição de um equipamento PET/CT, em que radiofármacos marcados com flúor-18 são utilizados, é um alto investimento e a falta de planos de saúde que cobrem esse tipo de procedimento ocasiona na pouca demanda de exames PET/CT, o número de clínicas que oferecem serviços de medicina nuclear é reduzido, sendo assim, o estado torna-se pouco atrativo para unidades produtoras de radiofármacos marcados com flúor-18, dificultando o acesso a este material e trazendo prejuízos à saúde de pacientes que devido a isto não possuem muitas opções de realização de tal modalidade de exame. Conclui-se que, além das dificuldades econômicas, a maioria das unidades produtoras, tanto privadas, quanto da CNEN, encontram-se em uma distribuição desigual, uma melhor distribuição e aumento no número de unidades produtoras nas regiões menos contempladas poderia facilitar a aquisição do flúor-18, não somente no Piauí, mas também em outros estados com mesma dificuldade de acesso.


Keywords


Flúor-18, Fluorodesoxiglicose, Fluoreto de Sódio, Radiofármacos, PET/CT.

References


BRASIL. Ministério da Saúde. RDC nº 64 de 18 de dezembro de 2009. Dispõe sobre o Registro de Radiofármacos. Diário Oficial da República Federativa do Brasil. Brasília, 23 de dez. de 2009.

CARDOSO, Eliezer de Moura. Apostila educativa: aplicações da energia nuclear. Rio de Janeiro: CNEN, 2008.

Disponível em: Acesso em: 28 dez. 2019, 17:50:20.

CARVALHO, R. P.; OLIVEIRA, S. M. V. Aplicações da Energia Nuclear na Saúde. [Livro Eletrônico]. São Paulo: SBPC; Viena: IAEA, 2017.

Disponível em: Acesso em: 28 dez. 2019, 17:00:50.

CENTRO DE DESENVOLVIMENTO DA TECNOLOGIA NUCLEAR (CDTN). Unidade de

Pesquisa e Produção de Radiofármacos, [S.I.: s. d.].

Disponível em: Acesso em: 02 jan. 2020, 16:14:54.

CENTRO REGIONAL DE CIÊNCIAS NUCLEARES DO NORDESTE (CRCN-NE). Produção

de Radiofármacos, [S.I.: s. d.]. Disponível em: Acesso em: 02 jan. 2020, 16:32:40.

COLE, E. L. et al. Radiosyntheses using Fluorine-18: the Art and Science of Late Stage Fluorination. Curr Top Med Chem. v. 14, n. 7, p. 875–900, 2014.

COMISSÃO NACIONAL DE ENERGIA NUCLEAR (CNEN). Instalações Autorizadas. [S.I.],

Disponível em: Acesso em: 02 jan. 2020, 15:25:25.

. RMB e a Produção de Radiofármacos. [S.I.], c2015. Disponível em:

Acesso em: 25 dez. 2019, 13:32:49.

FOWLER, J. S.; WOLF, A. P. The synthesis of carbon-11, fluorine-18 and nitrogen-13 labeled radiotracers for biomedical applications. New York: Technical Information Center. U.S. Department of Energy, 1982.

GIL, Antonio Carlos. Métodos e técnicas de pesquisa social. 6. ed. São Paulo : Atlas, 2008. p. 109.

INSTITUTO DE ENGENHARIA NUCLEAR (IEN). Produção de Radiofármacos. [S.I.: s. d.]. Disponível em: Acesso em: 02 jan. 2020, 17:04:36.

INSTITUTO DE PESQUISAS ENERGÉTICAS E NUCLEARES (IPEN). Centro de Farmácia.

[S.I.], c2020. Disponível em: Acesso em: 02 jan. 2020, 17:21:46.

. Bula Profissional da Saúde: FLUR-IPEN fluoreto de sódio (18F). [S.I.], 2019. Disponível em: Acesso em: 08 jan. 2020, 18:15:47.

LEICHNER, P. K. et al. SPECT Imaging of Fluorine-18. The Journal of Nuclear Medicine. v. 36, n. 8, 1995.

LUIZ, L. C.; MONTEIRO, K. T. S.; BATISTA, R. T. Os Aceleradores de Partículas e sua Utilização na Produção de Radiofármacos. Revista Brasileira de Farmácia, v. 92, n. 03, p. 90-95, 2011.




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv6n5-343

Refbacks

  • There are currently no refbacks.