O enfermeiro e os cuidados paliativos proporcionados ao idoso terminal internado em UTI / Nursery and palliative care provided to the old injured terminal in UTI

Roseli de Jesus Lopes da Luz Santos, Erica Pereira de Sousa, Savio Gonçalves dos Santos, Vanessa Paiva Sales, Gabriela Meira de Moura Rodrigues, Josivan de Souza Costa, Priscila da Conceição Quaresma

Abstract


O presente estudo observou através de revisão bibliográfica os cuidados paliativos em idoso terminal internado em UTI. O cuidado paliativo tem por objetivo promover a qualidade de vida de pacientes e familiares, que enfrentam doenças que ameacem a continuidade da vida, ajustando a prevenção e o alivio do sofrimento. Atualmente enfrentamos um momento de baixa na natalidade tendo por uma das consequências um crescente número de pessoas com mais de 60 anos. Esse envelhecimento não tem se dado necessariamente pela a melhora da qualidade de vida e da saúde e sim por meio da intensa luta em descobrir a cura de patologias que atingem essa idade outro fator é aceitar a morte cada vez menos. Usuários de cuidados paliativos são acompanhados por uma equipe interdisciplinar sendo que o profissional da saúde que tem maior contato com esses pacientes e seus familiares. Os enfermeiros devem apresentar um atendimento humanizado ao seu paciente, onde precisa respeita-lo e oferecer apoio a ele e aos seus familiares, usando como estratégia a Sistematização de Assistência de Enfermagem, levantando os diagnósticos, elaborando o planejamento, implementando os cuidados e avaliando os resultados, pois o que se busca é um fim de vida tranquilo e digno para o enfermo.

 


Keywords


Cuidados paliativos, UTI, idoso, enfermagem

References


Miranda GMD, Mendes ACG, Silva ALA, O envelhecimento populacional brasileiro: desafios e consequências sociais atuais e futuras. Revista Brasileira de Geriatria e Gerontologia [enlinea] 2016, 19 (Julio-Septiembre) : [Fecha de consulta: 17 de marzo de 2018] Disponible en: ISSN 1809-9823

Neto JT, Pintarelli VL, Yamatto TH. À beira do leito: geriatria e gerontologia na prática hospitalar. São Paulo (SP): Manole; 2007.

Almeida KLS, Garcia DM. O uso de estratégias de comunicação em cuidados paliativos no Brasil: revisão integrativa. Cogitare Enfermagem, [S.l.], v. 20, n. 4, nov. 2015. ISSN 2176-9133. Disponível em:

. Acesso em: 17 mar. 2018.

doi:http://dx.doi.org/10.5380/ce.v20i4.39509

Manual de Cuidados Paliativos ANCP, Ampliado e atualizado 2ª edição,2012

Silva GM, Cavalcante ER, Souza VMS, Lima KMO, Cavalcanti BKC, Silva SSC. Análise do conhecimento da equipe multidisciplinar em uma unidade de terapia intensiva a cerca dos cuidados paliativos Revista saúde 2017

Barros NCB et al. Cuidados paliativos na UTI: compreensão, limites e possibilidades por enfermeiros. Revista de Enfermagem da UFSM, [S.l.], v. 2, n. 3, p. 630 - 640, fev 2013. ISSN 2179-7692.Disponível em: . Acesso em:14 abr.2018.

doi:http://dx.doi.org/10.5902/217976925857.

Luiz MM et al. Cuidados paliativos em enfermagem ao idoso em UTI: uma revisão integrativa / Palliativenursingcare in theelderly in UCI: anintegrative review. Revista de Pesquisa: Cuidado é Fundamental Online, [S.l.], v. 10, n. 2, p. 585-592, apr. 2017. ISSN 2175-5361. Disponível em:

. Acesso em: 14 apr. 2018. doi:http://dx.doi.org/10.9789/2175-5361 2018.v10i2.585-592

Fonseca AC, Fonseca MJM. Cuidados paliativos para idosos na unidade de terapia intensiva: realidade factível. Sci Med. 2010; 20(4): 301-9Karsch UM. Idosos dependentes: famílias e cuidadores. Cad Saúde Pública. 2003; 19: 861-866.

Rodrigues TLV, Diniz MPM, Coura AGL, Júnior JSA, Cavalcanti MS. Cuidados paliativos na unidade de terapia intensiva. Iicombracis. 2015.

Correia FR; De Carlo MMRP. Avaliação de qualidade de vida no contexto dos cuidados paliativos: revisão integrativa de literatura. Revista Latino-Americana de Enfermagem, Ribeirão Preto, v. 20, n. 2, p. 401-410, apr. 2012. ISSN 1518-8345. Disponível em: .Acesso em:14 apr. 2018. doi:http://dx.doi.org/10.1590/S0104- 11692012000200025.

Nelson JE, Angus DC, Weissfeld LA, et al. Critical Care 46. Peer Workgroup of the Promoting Excellence in End-of-Life Care Project. End-of-life care for the critically ill: a national intensive care unit survey. CritCare Med. 2006

Moritz RD. Terminalidade e Cuidados na unidade de terapia intensiva. Revista Brasileira de Terapia Intensiva, 2008 20(4), 422-428.https://doi.org/10.1590/S0103-507X2008000400016.

Silva CRL, Carvalho V, Figueiredo NMA, Tonini T. Conceito de cuidado/conforto: objeto de trabalho e objeto de conhecimento de enfermagem. CogitareEnferm. 2011

Tamborelli V, Costa A, Pereira VV, Torturella M. O papel da enFermagem e da fisioterapia na dor em pacientes geriátricos terminais. RevGeriatrGerontol. 2010

Burla C. Cuidados ao fim da vida: uma preocupação da prática da medicina geriátrica. Textos envelhecimento [periódico da internet]. [citado 2007 set. 28]. 2002;4(8). Disponível em:


Refbacks

  • There are currently no refbacks.