Leucemia linfóide aguda em pacientes infanto-juvenis / Acute lymphide leukemia in child-youth patients

Camilla Martin Amaral, Michelangelo Juvenale

Abstract


Leucemia linfóide aguda (LLA) é um dos cânceres mais comuns na infância e no sexo masculino, porém de causa desconhecida. Os primeiros exames realizados para diagnosticar esta doença são: hemograma, mielograma e imunofenotipagem. Sabe-se que condições e polimorfismos genéticos, geralmente relacionados com o metabolismo do ácido fólico, podem predispor a doença. Tais anormalidades genéticas podem ser detectadas por testes como FISH, PCR e citogenética. O tratamento é dividido em algumas fases, porém, além da tradicional quimioterapia, são necessários acompanhamentos de suporte como endocrinologistas e fisioterapeutas. A imunoterapia com tisagenlecleucel (Kymriah®) que utiliza células T com receptores de antígenos quiméricos (CAR) anti-CD19 é uma nova tecnologia no tratamento de crianças e adultos jovens com LLA de células B recidiva ou refratária.


Keywords


Ácido fólico – metabolismo, Citometria de fluxo, Hibridização in situ fluorescente, Leucemia-linfoma linfoblástico de células precursoras, Trombocitopenia.

References


ALVES, Gabriela Vasconcelos de Andrade. Caracterização Hematológica e Imunofenotípica em Pacientes com Leucemia Linfoblástica Aguda. 2012. 214 f. Tese (Doutorado em Biotecnologia da Saúde pelo programa de pós-graduação em Biotecnologia) – Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2012. Disponível em: . Acesso em: 24 jul. 2018.

BARBOSA, Cássia Maria Passarelli Lupoli et al. Manifestações músculo-esqueléticas como apresentação inicial das leucemias agudas na infância. Jornal de Pediatria, Rio de Janeiro, v. 78, n. 6, p. 481 – 484, nov. / dez. 2002. Disponível em: < http://www.scielo.br/scielo.php?pid=S0021-75572002000600007&script=sci_arttext>. Acesso em: 02 out. 2018.

BEHM, Frederick G. Classification of Acute Leukemias. PUI, Ching-Hon (ed.). In: Treatment of Acute Leukemias: New Directions for Clinical Research. 1 ed. Nova York: Springer, 2003. cap. 2, p. 43 – 58

BELOTO, Nayara Carvalho Polido. Leucemia Linfóide Aguda em crianças: Revisão Histórica, Diagnóstico e Alternativas de Tratamento. 2010. 42 f. Monografia (Especialização em Biologia Celular e Tecidual) – Universidade Federal do Paraná, Curitiba, 2010. Disponível em: . Acesso em: 08 ago. 2018.

DANTAS, Giselly Karitta Santana et al. Diagnóstico Diferencial da Leucemia Linfóide Aguda em Pacientes Infanto-Juvenis. Revista da Universidade Vale do Rio Verde, Três Corações, v. 13, n. 2, p. 3 – 18. 2015. Disponível em: . Acesso em: 16 maio 2018.

DIAS, Priscila Pinheiros; SILVA, Antonio Danilo de Souza; OLIVEIRA, Jonas Sâmi de Albuquerque de. Mortalidade Infantil por Leucemia Linfoide nas Regiões do Brasil. Revista Brasileira de Inovação Tecnológica em Saúde, v. 6, n. 1, p. 11 – 21. 2016. Disponível em: . Acesso em: 12 nov. 2017.

FADEL, Ana Paula. Investigação Laboratorial de Leucemia Linfóide Aguda. Academia de Ciência e Tecnologia. 2014. Disponível em: < http://www.ciencianews.com.br/arquivos/ACET/IMAGENS/revista_virtual/hematologia/artapfadel.pdf>. Acesso em: 24 jul. 2018.

FARIAS, Mariela Granero; CASTRO, Simone Martins de. Diagnóstico laboratorial das leucemias linfoides agudas. Jornal Brasileiro de Patologia e Medicina Laboratorial, Porto Alegre, v. 40, n. 2, p. 91 – 98, abr. 2004. Disponível em: < http://www.scielo.br/pdf/jbpml/v40n2/a08v40n2.pdf>. Acesso em: 22 fev. 2017.

GALBIATTI, Ana Lívia Silvia et al. Head and neck cancer: genetic polymorphisms and folate metabolism. Brazilian Journal of Otorhinolaryngology, São Paulo, v. 78, n. 1, p. 132 – 139, jan./ fev. 2012. Disponível em: . Acesso em: 02 jul. 2018.

GREER, John P. (Ed.) et al. Wintrobe’s clinical hematology. 12 ed. Philadelphia: Wolters Kluwer, 2009. 2653 p.

GUERRA, Raúl David Onostre et al. Diagnóstico temprano de leucemia aguda em niños y adolescentes. Revista de la Sociedad Boliviana de Pediatría, La Paz, v. 54, n. 2, p. 110 – 115. 2015. Disponível em: < http://www.scielo.org.bo/pdf/rbp/v54n2/v54n2_a10.pdf>. Acesso em: 21 ago. 2018.

HAMERSCHLAK, Nelson. Leukemia: genetics and prognostic factors. Jornal de Pediatria, Rio de Janeiro, v. 84, n. 4, p. 52 – 57, ago. 2008. Disponível em: < http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0021-75572008000500008>. Acesso em: 22 fev. 2017.

HOFFBRAND, A. Victor.; MOSS, Paul. A. H.; PETTIT, J. E. Fundamentos em hematologia. 5. ed. Porto Alegre: Artmed, 2008. 400 p.

HOWLADER, N. et al. Childhood Acute Lymphoblastic Leukemia Treatment (PDQ®) – Health Professional Version. National Cancer Institute. 14 abr. 2017. Disponível em: . Acesso em: 04 ago. 2017.

IKEUTI, Patrícia S.; BORIM, Leila N. B.; LUPORINI, Rafael L. Dor óssea e sua relação na apresentação inicial da leucemia linfoide aguda. Revista Brasileira de Hematologia e Hemoterapia, São José do Rio Preto, v. 28, n. 1, p. 45 – 48, jan./ mar. 2006. Disponível em: . Acesso em: 25 jul. 2017.

INCA, Instituto Nacional de Câncer José de Alencar Gomes da Silva. Incidência, mortalidade e morbidade hospitalar por câncer em crianças, adolescentes e adultos jovens no Brasil: informações dos registros de câncer e do sistema de mortalidade. Rio de Janeiro: Inca, 2016. 412 p. Disponível em: . Acesso em: 12 nov. 2017.

NCI, National Cancer Institute. CAR T-Cell Therapy Approved for Some Children and Young Adults with Leukemia, set. 2017. Disponível em: . Acesso em: 22 set. 2018.

NEHMY, Rosa Maria Quadros et al. A perspectiva dos pais sobre a obtenção do diagnóstico de leucemia linfóide aguda em crianças e adolescentes: uma experiência no Brasil. Revista Brasileira de Saúde Materno Infantil, Recife, v. 11, n. 3, p. 293 – 299, jul./ set. 2011. Disponível em: . Acesso em: 26 jul. 2017.

OLIVEIRA, Solange Uchoa de. Perfil clínico-epidemiológico das crianças e adolescentes com leucemia linfóide aguda (LLA) em um hospital pediátrico de Fortaleza-CE. 2008. 80 f. Dissertação (Mestrado em Saúde da Criança e do Adolescente) – Universidade Estadual do Ceará, Fortaleza, 2008. Acesso em: 07 set. 2018.

OLIVEIRA, Maria do Socorro Pombo de. Estudos de polimorfismos de genes do metabolismo de folato e metilação global em leucemias pediátricas. 2013. 11 f. Tese (Doutorado no Programa de Hematologia-Oncologia Pediátrico) – Centro de Pesquisa-INCA, Rio de Janeiro, 2013. Disponível em: . Acesso em: 08 set. 2018.

PEDROSA, Francisco; LINS, Mecneide. Leucemia linfoide aguda: uma doença curável. Revista Brasileira de Saúde Materno infantil, Recife, v. 2, n. 1, p. 63 – 68, jan./ abr. 2002. Disponível em: . Acesso em: 25 fev.2017.

POLO-CAPUÑAY, Ana María et al. Características clínico epidemiológicas de los pacientes com Leucemia Aguda del Servicio de Hematologia del Hospital Almanzor Aguinaga Asenjo. Horizonte Medicina, Perú, v. 14, n. 1, p. 18 – 23, jan./ mar. 2014. Disponível em: . Acesso em: 22 fev. 2017.

REGO, Eduardo M.; SANTOS, Guilherme A. S. Papel da imunofenotipagem por citometria de fluxo no diagnostico diferencial das pancitopenias e das linfocitoses. Revista Brasileira de Hematologia e Hemoterapia, Ribeirão Preto, v. 31, n. 5, p. 367 – 374, out. 2009. Disponível em: . Acesso em: 15 ago. 2018.

SILVEIRA, Neiva Albertina da; ARRAES, Sandra Mara Alessi Aristides. A Imunofenotipagem no Diagnóstico Diferencial das Leucemias Agudas: Uma Revisão. Arquivos do Museu Dinâmico Interdisciplinar, Paraná, v.12, n. 1, p. 5 – 14. 2008. Disponível em: . Acesso em: 20 mar. 2018.

SOUSA, Daniel Willian Lustosa de et al. Acute lymphoblastic leucemia in children and adolescentes: prognostic factors and analysis of survival. Revista Brasileira de Hematologia e Hemoterapia, São Paulo, v. 37, n. 4, p. 223 – 229, jul./ ago. 2015. Disponível em: .

TERWILLIGER, Toby Dylan.; ABDUL-HAY, Mohammad Maher. Acute lymphoblastic leukemia: a comprehensive review and 2017 update. Blood Cancer Journal, Nova York, v. 7, n.6, p. e577, jun. 2017. Disponível em: . Acesso em: 09 mar. 2018.

VASCONCELOS, Gisele Moledo de et al. The concurrent occurrence of Leishmania chagasi infection and childhood acute leucemia in Brazil. Revista Brasileira de Hematologia e Hemoterapia, Rio de Janeiro, v. 36, n. 5, p. 356 – 362, set. 2014. Disponível em: . Acesso em: 14 jul. 2018.

VIEIRA, Tállita Meciany Farias. RFC1 RS1051266 (80G>A0, SHMT1 RS1979277 (1420C>T) e MTHFR RS1801133 (677C>T) aumentam o risco para LLA da primeira infância. 2013. 89 f. Dissertação (Mestrado em Oncologia do Programa de Pós-Graduação em Oncologia) – Instituto Nacional de Câncer José Gomes da Silva, Rio de Janeiro, 2013. Disponível em: < http://www2.inca.gov.br/wps/wcm/connect/62151000463069ffae46ee2d43a04cdb/Dissertacao+Tallita+Meciany.pdf?MOD=AJPERES&CACHEID=62151000463069ffae46ee2d43a04cdb>. Acesso em: 10 ago. 2017.

VIZCAÍNO, Martha et al. Guía de atención integral para la detección oportuna, diagnóstico, tratamento y seguimento de leucemia linfoide aguda em niños, niñas y adolescentes. Revista Colombiana de Cancerología, Bogotá, v. 20, n. 1, p. 17 – 27, jan./jun. 2016. Disponível em: < http://www.scielo.org.co/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0123-90152016000100004〈=pt>. Acesso em: 22 fev. 2017.




DOI: https://doi.org/10.34119/bjhrv3n3-066

Refbacks

  • There are currently no refbacks.