Proposta de escala para triagem de saúde para crianças e adolescentes com necessidades de cuidados especiais / Proposed of the health screening for children and adolescents with special care needs

Karla Roberta de Almeida, Rebeca Gabriely dos Santos Oliveira, Rute Xavier Silva, Ana Luíza Paula de Aguiar Lélis, Fernanda Kalline Bezerra da Silva, Danielle Bezerra Calado

Abstract


Na perspectiva do cuidado especializado, enfatiza-se no processo de reabilitação das CRIANES, o uso de tecnologia para construção e aplicação numa circunstância clínica específica. Utilizam-se as escalas de triagem de saúde como instrumento para avaliação clínica, para identificar a viabilidade de ocorrer o momento terapêutico. Tratou-se de um estudo descritivo, transversal, com a finalidade de elaborar uma escala de triagem de saúde para crianças e adolescentes (faixa etária de 0 a 18 anos) com necessidades especiais de saúde em atendimento especializado na Associação PODE. A elaboração da escala de triagem foi realizada conforme Werneck (2009) seguindo dois passos: 1o Passo – Diagnóstico, indicadores, objetivos, aprovação e 2o Passo – Elaboração da escala de triagem. Realizou-se uma vasta revisão em artigos científicos, relacionadas ao cuidado de enfermagem à criança e adolescentes com necessidades de cuidados especiais. Obteve-se como resultado a construção da Escala de Triagem do Estado de Saúde de Crianças com Deficiência, a qual se propõe padronizar o fluxo dos serviços de enfermagem quanto a aptidão ou não das CRIANES nas sessões de reabilitação.


Keywords


Triagem; Enfermagem; Equipe de Assistência ao Paciente; Cuidado da Criança; Saúde do Adolescente.

References


GÓES FGB, CABRAL IE. Crianças com necessidades especiais de saúde e suas demandas de cuidado. Revista de Pesquisa: Cuidado é Fundamental Online 2010; 2(2). Disponível em: Acesso em:12 dez 2018.

MCPHERSON M, ARANGO P, FOX H, LAUVER C, MCMANUS M; NEWACHECK PW, PERRIN JM; SHONKOFF JP, STRICKLAND B. A new definition of children with special health care needs. Pediatrics 1998, 102(1): [137-139].

Disponível em: Acesso em:12 dez 2018.

REZENDE JMM, CABRAL IE. As condições de vida das crianças com necessidades especiais de saúde: determinantes da vulnerabilidade social na rede de cuidados em saúde as crianças com necessidades especiais de saúde. Revista de Pesquisa: Cuidado é Fundamental Online2010.

Disponível em:

Acesso em:12 dez 2018.

ALVES VLR. O significado do discurso de risco na área de reabilitação. Acta Fisiátrica 2016,8(2): [67-70].

Disponível em:. Acesso em:12 dez 2018.

WERNECK MAF, FARIA HP, CAMPOS, KFC. Protocolos de cuidado à saúde e de organização doserviço. Belo Horizonte: Coopmed, 2009.Disponível em: Acesso em:12 dez 2018.

PEREIRA CDFD, PINTO DPSR, TOURINHO FSV, SANTOS VEP. Tecnologias em enfermagem e o impacto na prática assistencial. Revista Brasileira de Inovação Tecnológica em Saúde2013,2(4).Disponível em: Acesso em:12 dez 2018.

NEVES ET, CABRAL, IE. A fragilidade clínica e a vulnerabilidade social das crianças com necessidades especiais de saúde. Revista Gaúcha de Enfermagem 2008, 29(2):[182].Disponível em: Acesso em:14dez, 2018.

CAMPOS D, SANTOS DCC, GONÇALVES VMG, GOTO MMF, ARIAS AV,BRIANEZE ACGS, CAMPOS TM, MELLO BBA. Concordância entre escalas de triagem e diagnóstico do desenvolvimento motor no sexto mês de vida. Jornal de Pediatria 2006,82(6):[470-474].Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?pid=S0021-75572006000800013&script=sci_abstract&tlng=pt. Acesso em:12 dez 2018.

BRASIL. Presidência da República, Subchefia para Assuntos Jurídicos. Lei n° 8069 de 13 de julho de 1990. Dispõe sobre o Estatuto da Criança e do Adolescente e dá outras providências [Internet]. Brasília,DF; 1990. [acesso em 2018 ago. 19].Disponível

emhttp://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/l8069.htm

URSI ES, GAVÃO CM. Prevenção de lesões de pele no perioperatório: revisão integrativa da literatura. Revista Latino-Americana de Enfermagem 2003,14(1):[124-131].Disponível em:http://www.scielo.br/pdf/rlae/v14n1/v14n1a17.pdf> Acesso em: 15 abril, 2018.

SILVEIRA A, NEVES ET. Crianças com Necessidades Especiais de Saúde: Tendências das Pesquisas em Enfermagem. Revista de Enfermagem da UFSM. 2011,2(2):[254-260].

Disponível em: Acesso em: 14dez, 2018.

WILLIS, M. H., MERKEL, S. I., VOEPEL-LEWIS, T., & MALVIYA, S. FLACC Behavioral Pain Assessment Scale: a comparison with the child's self-report. Pediatric nursing. 2003, 29(3), 195.




DOI: https://doi.org/10.34119/bjhrv3n3-051

Refbacks

  • There are currently no refbacks.