O jusnaturalismo teológico e suas contribuições para o pensamento econômico de livre mercado / Theological jusnturalism and its contributions to free market society

Leonardo Delatorre Leite

Resumo


O presente trabalho apresenta como objetivo primordial o estabelecimento de uma análise sistemática entre a doutrina teológica do direito natural e os pressupostos do pensamento econômico de livre-mercado. A defesa de que o homem, sendo criado à imagem e semelhança de Deus, apresenta dignidade intrínseca e traz consigo direitos invioláveis contribuiu imensamente para a estruturação da ética da liberdade econômica, fundada na crença do respeito à vontade autônoma e no autodesenvolvimento individual. Quatro grandes pensadores são indispensáveis no estudo do jusnaturalismo teológico e suas implicações na filosofia política; são eles: Santo Agostinho (354-430), São Tomás de Aquino (1225-1274), Johannes Althusius (1563-1638) e João Calvino (1509-1564). A síntese da teoria teológica do Direito natural com a cosmovisão da livre-iniciativa encontra-se explícita na obra do jurista Frédéric Bastiat (1801-1850), cujo pensamento reflete os pilares do pensamento econômico de livre-mercado.


Palavras-chave


jusnaturalismo, liberdade econômica, cosmovisão, direito natural, ética.

Texto completo:

PDF

Referências


ALMEIDA, Guilherme Assis de. BITTAR, Eduardo Carlos Bianca. Curso de Filosofia do Direito. 11.ed. São Paulo: Atlas, 2015.

ARAUJO, Luiz Alberto David, JÚNIOR, Vidal Serrano Nunes. Curso de Direito Constitucional. 22.ed. São Paulo: Editora Verbatim,2018.

ASMUS, Barry. GRUDEM, Wayne. A pobreza das nações: uma solução sustentável. Tradução de Lucas G. Freire. São Paulo: Vida Nova,2016.

BASTIAT, Frédéric. A lei. São Paulo: Instituto Ludwig Von Mises Brasil, 2010. BÍBLIA SAGRADA. Edição Pastoral. São Paulo: Paulus, 2007.

BULOS, Uadi Lammêgo. Direito constitucional ao alcance de todos. 7.ed. São Paulo: Saraiva, 2017.

CALVINO, João. Four last books of the Pentateuch, em Stivers, Reformed Faith and economics.

CARLYLE, A.J. A History of Medieval Political Theory in the West, vol 1. Edinburgh and London, W. Blackwood and sons: Harvard University, 1903.

CASTILHO, Ricardo. Filosofia do Direito. 4.ed. São Paulo: Saraiva, 2017.Catecismo da Igreja Católica: Novíssima edição de acordo com o texto oficial em latim. 19 ed. Editora Loyola: São Paulo, 1999, p.506-507.

CICCO, Cláudio De. GONZAGA, Alvaro de Azevedo. Teoria Geral do Estado e ciência política. 5.ed. São Paulo: Editora Revista dos Tribunais, 2013.

CLÉMENT, Oliver. O Cristo do credo. In: DELUMEAU, Jean (Org). As grandes religiões do mundo. Lisboa: Presença, 1997.

DROUIN, Jean-Claude. Os grandes economistas. Tradução de Denise Bottmann. São Paulo: Martins, 2008.

FERREIRA, Franklin. Contra a Idolatria do Estado: o papel do cristão na política. São Paulo: Vida Nova, 2016.

GARCIA, Gustavo Filipe Barbosa. Introdução ao Estudo do Direito: teoria geral do direito. 4.ed. Rio de Janeiro: Forense. São Paulo: MÉTODO, 2016.

GRECO, Vicente Filho. Manual de Processo Penal. 11.ed. São Paulo: Saraiva, 2015.

HALL, David et al. Calvino e a Cultura. Traduzido por Cláudio Chagas. São Paulo: Cultura Cristã, 2017.

HAYEK, Friedrich August Von. Os fundamentos da liberdade. São Paulo: Visão, 1983.

HALL, David. The Legacy of John Calvin: his influence on the modern world. P & R Publishing: 2008.

HOLCOMPE, Randall G. The great Austrian Economists. Ludwig Von Mises Institute Auburn: Alabama, 1999.

KAUDER, Emil. A History of marginal theory. Princeton, NJ: Princeton University Press, 1995.

KELLY, Paulo et al. O Livro da Política. Tradução de Rafael Longo. 1.ed. São Paulo: Globo, 2013.

LÔBO, Paulo. Direito Civil: volume 3, Contratos. 4.ed. São Paulo: Saraiva educação, 2018.

LOPES, Augustus Nicodemus Gomes. Cristianismo descomplicado: questões difíceis da vida cristã de um jeito fácil de entender. 1.ed. São Paulo: Mundo Cristão.

LOPES, Augustus Nicodemus Gomes. Cristianismo descomplicado: questões difíceis da vida cristã de um jeito fácil de entender. 1. ed. São Paulo: Mundo Cristão.

MALHEIRO, Emerson. Curso de Direitos Humanos. 3.ed. São Paulo: Atlas, 2016. MCGRATH, A. Calvin and the Christian Calling. First Things:1999.

MISES, Ludwig Von. Liberalismo segundo a tradição clássica. 2.ed. São Paulo: Instituto Ludwig Von Mises Brasil, 2010.

MORAES, Gerson Leite de. Entre a Bíblia e a Espada: uma análise da filosofia e da teologia política em João Calvino. 1.ed. São Paulo: Editora Mackenzie, 2014.

NOHARA, Irene Patrícia. Fundamentos de Direito Público. São Paulo: Atlas, 2016.

PUFENDORF, Samuel Von. Os deveres do homem e do cidadão de acordo com as leis do Direito Natural. Rio de Janeiro, Topbooks: 2007.

RAMOS, André Luiz Santa Cruz. Direito empresarial. 7.ed. Rio de Janeiro: Forense; São Paulo: Método, 2017.

REALE, Miguel. Horizontes do direito e da história. São Paulo: Saraiva, 2000.

ROTHBARD, Murray N. A ética da liberdade. 2.ed. São Paulo: Instituto Ludwig Von Mises, 2010.

SANDRONI, Paulo (Org). Novíssimo Dicionário de economia. 6.ed. São Paulo: Best-Seller.

SCALQUETTE, Rodrigo Arnoni. História do Direito: Perspectivas Histórico- constitucionais da Relação entre Estado e religião. São Paulo: Atlas, 2013.




DOI: https://doi.org/10.34140/bjbv2n2-017

Apontamentos

  • Não há apontamentos.