Inclusão de nutracêuticos na dieta de vacas em lactação e seus efeitos no desempenho animal / Inclusion of nutraceutics in the diet of lactation cows and their effects on animal performance

Arnaldo Prata Neiva Júnior, Pietro Farsoun Pirozzi, Cristina Henriques Nogueira, Paulo Ricardo Pereira Paula, Kélvia Xavier Costa Ramos Neto, Thayssa de Oliveira Littiere, Ângelo Liparini Pereira

Resumo


Objetivou-se com este trabalho avaliar o peso vivo e a produção de leite de vacas alimentadas com diferentes níveis de nutracêuticos na dieta. O nutracêutico utilizado trata-se de um sal mineral vitaminado, com uma boa parcela de minerais quelatados (os denominados minerais orgânicos) entre estes o cobre, o cromo, o manganês, o selênio e o zinco, e altos níveis de vitaminas lipossolúveis (A, D, E), acrescidos de um aditivo probiótico (Saccharomyces cerevisiae) e um prebiótico (Mananoligossacarídeos). O experimento foi conduzido no Setor de Bovinocultura do Departamento Acadêmico de Zootecnia do IF SUDESTE MG - Campus Rio Pomba, utilizando-se 12 vacas em lactação da raça Girolando. As vacas foram distribuídas em três quadrados latinos (4x4), balanceados de acordo com o período de lactação. Os tratamentos foram T1 = dieta controle; T2 = inclusão de 300 g/dia do Nutracêutico; T3 = inclusão de 500 g/dia do Nutracêutico; T4 = inclusão de 700 g/dia do Nutracêutico. Foi realizada avaliação do peso vivo e produção de leite das vacas girolandas. Os dados obtidos de cada parâmetro avaliado foram submetidos à análise de variância, sendo que para os parâmetros significativos ao nível de 0,05 de probabilidade, procedeu-se a regressão polinomial empregando-se o software R. Embora vários estudos realizados demonstrem efeitos benéficos da suplementação com nutracêuticos sobre a produção de leite, no presente trabalho não foram observadas diferenças significativas entre a dieta controle e as dietas contendo diferentes níveis de inclusão do nutracêutico, o mesmo aconteceu com o peso vivo dos animais. De modo geral, o uso de nutracêuticos em diferentes níveis na dieta de vacas da raça girolando não demonstrou eficiência em aumentar a produção de leite e peso vivo dos animais no presente estudo.


Palavras-chave


aditivos, produção, ruminantes.

Texto completo:

PDF

Referências


ARCURI, P. B.; CAMPOS, O. F. de; LOPES, F. C. F.; CARNEIRO, J. da C. Utilização de probióticos e prebióticos em rações de bovinos. In: Minerais e aditivos para bovinos, Anais do 8° Simpósio sobre Nutrição de Bovinos, Fealq, Piracicaba, p.293-320, 2006.

Food and Agriculture Organization of the United Nations. 2018. Disponível em: < http://www.fao.org/faostat/en/#data >. Acessado em 12 de janeiro de 2019.

MILANI, Marceli P. Qualidade do leite em diferentes sistemas de produção, anos e estações climáticas no Noroeste do Rio Grande do Sul. 2011. 67 f. Dissertação (Mestrado). Universidade Federal de Santa Maria. Santa Maria, 2011.

NATIONAL RESEARCH COUNCIL - NRC. Nutrient Requirements of Dairy Cattle. 7th rev. ed. Natl.Acad. Sci., Washington, DC. 2001.

PIVA, G.; BELLADONA, S.; FUSCONI, G. et al. Effects of yeast on dairy cow performance, ruminal fermentation, blood components, and milk manufacturing properties. Journal of Dairy Science, v.76, p.2717-2722, 1993.

SANTOS, F. A. P; CARMO, C. A et al. Desempenho de vacas leiteiras em lactação recebendo dietas com diferentes teores de amido, acrescido ou não de levedura (Saccharomyces cerevisiae). R. Bras. Zootec. v. 35, n. 4, p. 1568 – 1575, 2006.

SWARTZ, D.L.; MULLER, L.D.; ROGERS, G.W. et al. Effect of yeast cultures on performance of lactating dairy cows: a field study. Journal of Dairy Science, v.77, p.3073-3080, 1994.




DOI: https://doi.org/10.34188/bjaerv3n2-009

Apontamentos

  • Não há apontamentos.