Relatos do efeito cumulativo de substâncias tóxicas em bovinos / Reports of the cumulative effect of toxic substances on cattle

Luana de Melo, Durinézio José de Almeida

Resumo


A bovinocultura de corte no Brasil é fundamentalmente organizada por sistemas de pastagens. Estima-se que 80% dos quase 60 milhões de hectares das áreas de pastagens na região de cerrados apresentam algum estágio de degradação. Como exemplo, temos a degradação pelo manejo incorreto das pastagens que algumas vezes resulta em infestação por plantas tóxicas. As plantas ao competirem pelos fatores de crescimento, contribuem para a queda da capacidade de base da pastagem e aumentam o tempo para a formação e recuperação do pasto. Os animais ao ingerirem essas plantas podem desenvolver feridas e/ou intoxicação. O consumo dessas plantas pelos animais de produção resulta em prejuízos econômicos por intoxicações. Na pecuária, as ingestões de plantas tóxicas representam uma significativa causa de prejuízos econômicos uma vez que influenciam diretamente na produção animal. Dentre as plantas tóxicas encontradas em solos brasileiros, a Palicourea marcgravii St. Hil. É a mais importante de morte súbita nos bovinos. A intoxicação por plantas está entre as três causas mais comuns de mortes de bovinos adultos no Brasil. Na região Norte do país, plantas tóxicas são a principal causa mortis desses animais, sendo responsáveis por mais óbitos do que a raiva e o botulismo. As plantas tóxicas também podem causar morte ao homem.

 


Palavras-chave


Bovinocultura, Pastagens, Plantas Tóxicas, Morte súbita, Pecuária.

Texto completo:

PDF

Referências


MACEDO, M. C. M.; RICHEL, A. N.; ZIMMER, A. H. Z. Degradação e alternativas de recuperação e renovação de pastagens. Campo Grande: EMBRAPA–MCNPGC, 4 p. (Comunicado Técnico 62), 2000.

CARVALHO, G. D.; NUNES, L. C.; Bragança, H. B. N.; Porfírio, L. C. Principais plantas toxicas causadoras de morte súbitas em bovinos no estado do Espírito Santo - Brasil. Revisão Bibliográfica. Archivos de zootecnia v. 58, 2009. p. 87-98

BARBOSA, R. R.; FILHO, M. R. R.; SILVA, I. P. DA; SOTO-BLANCO, B. Plantas tóxicas de interesse pecuário: importância e formas de estudo. Acta Vet. Bras. v.1, n.1, p.1-7, 2007.

RIET-CORREA, F.; MENDEZ, M. C.; SCHILD, A. L. Intoxicações por plantas e micotoxicoses em animais domésticos. Montevideo: Editorial Hemisfério Sur, 1993. 340p.

TOKARNIA, C. H.; DÖBEREINER, J.; FREITAS, M. Plantas tóxicas da Amazônia a bovinos e outros herbívoros. Manaus: INPA, 1979. 95 p.

GÓRNIAK, S.L.; PALERMO NETO, J.; SPINOSA, H.S. Plantas tóxicas de interesse agropecuário: Palicourea marcgravii. A Hora Veterinária, Ano 7, 39:40-44. 1987

ANDRADE D. A. Caracterização morfológica e citogenética de sementes e plântulas de algumas espécies de plantas tóxicas. Dissertação de mestrado, Jaboticabal – SP, 2007.

ROSETTI, A.C.; CORSI, M... Plantas tóxicas de interesse pecuário. Disponível em: . Acesso em: 21 abr. 2020.

TOKARNIA C.H.; BARBOSA J.D.; OLIVEIRA C.M.C.; BRITO M.F.; OLIVEIRA R.B.; BARBAS L.A. Aspectos epidemiológicos e clínico-patológicos comparados da intoxicação por Arrabidaea bilabiata (Bignoniaceae) em búfalos e bovinos. Pesquisa Veterinária Brasileira. Rio de Janeiro, v.24, n.2, p. 74-79, 2004.

HARAGUCHI, M. Plantas tóxicas de interesse na pecuária. Biológico, v.65, n.1/2, p.37-39, 2003.

FONSECA, C. A.; PEREIRA, D. G. Aplicação da genética toxicológica em planta com atividade medicinal. Infarma. v.16, p.7-8, 2004.

VARANDA, E. A. Atividade mutagênica de plantas medicinais. Rev. Ciênc. Farm. Básica Apl., v. 27, n.1, p.1-7, 2006.

RISSI D.R.; RECH R.R., PIEREZAN F.; GABRIEL A.L.; TROST M.E.; BRUM J.S., KOM-MERS G.D. E BARROS C.S.L. Intoxicações por plantas e micotoxinas associadas a plantas em bovinos no Rio Grande do Sul: 461 casos. Pesq. Vet. Bras. 27:261-268, 2007.

LUCENA R.B.; RISSI D.R., MAIA L.A.; DANTAS A.F.M.; FLORES M.A.; NOBRE V.M.T.; RIET-CORREA F. E BARROS C.S.L. Intoxicação por alcaloides pirrolizi¬dínicos em ruminantes e equinos no Brasil. Pesq. Vet. Bras. 30(5):447- 452, 2010.

SCHILD A.L.; FERREIRA J.L.M.; LADEIRA S.R.L.; SOARES M.P.; GRECCO F.B.; MAR-COLONGO-PEREIRA C. e FISS L. Doenças diagnosticadas pelo Labo¬ratório regional de Diagnóstico no ano 2007. Boletim do Laboratório Regional de Diagnóstico. Editora Universitária, UFPel, Pelotas, p.60-63, 2008.

KARAM F.S.C.; SOARES M.P.; HARAGUCHI M.; RIET-CORREA F.; MÉNDEZ M.C. e JA-RENKOW J.A. Aspectos epidemiológicos da seneciose na região sul do Rio Grande do Sul. Pesq. Vet. Bras. 24(4):191-198, 2004.

RIET-CORREA F.; MEDEIROS R.M.T.; PFISTER J.; SCHILD A.L. e DANTAS A.F.M. Poisonings by Plants, Mycotoxins and Related Substances in Brazilian Livestock. UFCG, Campina Grande/PB. 246p, 2009.

GAVA A. e BARROS C.S.L. Senecio spp. poisoning of horses in southern Brazil. Pesq. Vet. Bras. 17(1):36-40, 1997.

ILHA M.R.; LORETTI A.P.; BARROS S.S. e BARROS C.S.L. Intoxicação espon¬tânea por Senecio brasiliensis (Asteraceae) em ovinos no Rio Grande do Sul. Pesq. Vet. Bras. 21:123-138, 2001.

CORRÊA A.M.R.; BEZERRA P.S.J.; PAVARINI S.P.; SANTOS A.S.; SONNE L.; ZLOTOWS-KI P.; GOMES G. e DRIEMEIER D. Senecio brasiliensis (Asteraceae) poisoning in Murrahbuffaloes in Rio Grande do Sul. Pesq. Vet. Bras. 28(3):187-189, 2008.

LOBÃO, A.O. Mineralização de bovinos de corte. In: SIMPÓSIO SOBRE PECUÁRIA DE CORTE, 1977, Presidente Prudente. Anais... Jaboticabal: UNESP, 1977. p. 120-135.

MALETTO, S. Correlação da nutrição mineral e a sanidade. In: SEMINÁRIO SOBRE NUTRIÇÃO MINERAL, 1986, São Paulo. Anais... São Paulo: 1986. p.38.

ASSOCIATION OF AMERICAN FEED CONTROL OFFICIALS INCORPORATED. Official guidelines for contaminant levels permitted in mineral feed ingredients. Indiana: AOAC. 2001. 34 p.

BRASIL, 1997. Normas Gerais para Registro de Desinfetantes Domissanitários. Portaria nº 321, de 28 de julho de 1997. Disponível em Acesso em 15 fev. 2020.

EISLER R. 1995. Sodium monofluoroacetate (1080) hazards to fish, wildlife, and invertebrates: A synoptic review. Biological Report 27, U.S. National Biological Service, Patuxent Environmental Science Centre. 52p.

DÖBEREINER J. e TOKARNIA C.H. Intoxicação de bovinos pela “erva-de-rato” (Palicourea marcgravii St. Hill.) No vale do Itapicuru, Maranhão. Arqs Inst. Biol. Anim., Rio de J., 2:83-91, 1959.

TOKARNIA C.H.; DÖBEREINER J. e PEIXOTO P.V. Plantas Tóxicas do Brasil. Editora Helianthus, Rio de Janeiro, 2000. 310p.

PINTO JÚNIOR, W. Os perigos que rodam bovinos e bubalinos nas pastagens paraenses. 2006. Disponível em: . Acesso em: 12. jan. 2020.

PACHECO, G.; CARNEIRO, V. Estudos experimentais sobre plantas tóxicas. I. Intoxicação dos animais pela “erva de rato da mata”. Revta Soc. Paulista Méd. Vet., 2(2-3):23-46. 1932.

TOKARNIA, C.H.; PEIXOTO P.V. e DOBEREINER J. Intoxicação experimental por Palicourea marcgravii (Rubiaceae) em ovinos. Pesq. Vet. Bras., 6(4):121-131. 1986.

TOKARNIA C.H. e DÖBEREINER J. Intoxicação por Palicourea marcgravii (Rubiaceae) em bovinos no Brasil. Pesq. Vet. Bras. 6(3):73-78.1986.

TOKARNIA C.H.; PEIXOTO P.V. e DÖBEREINER J. Intoxicação experimental por Palicourea marcgravii (Rubiaceae) em caprinos. Pesq. Vet. Bras. 11(3/4): 65-70. 1991.

TOKARNIA C.H.; COSTA E.R.; BARBOSA J.D.; ARMIÉN A.G. e PEIXOTO P.V. Intoxicação experimental por Palicourea marcgravii (Rubiaceae) em eqüinos. Pesq. Vet. Bras. 13(3/4):67-72. 1993.

MARÇAL, W. S.; GASTE, L.; LIBONI, M.; PARDO, P. E.; NASCIMENTO, M. R.; HISASI, C. S. Lead Concentration in mineral salt mixtures used in beef cattle food supplementation in Brazil. Veterinarski Arhiv, v.69, n.6, p.349-355, 1999.

CRAPPER, D. R.; TOMKO, G. T. Neuronal correlates of an encephalopathy associated with aluminum neurofibrillary degeneration. Brain Research, v. 97, p. 253-264, 1975.

ALFREY, A. C.; LE Gendre, G. R.; KACHNY, W.D. The dialysis encephalopathy syndrome. Possible aluminum intoxication. New England Journal of Medicine, v.294, p. 184-188, 1976.

SORENSON, J.R.J.; CAMPBELL, I.R.; TEPPER, L.B.; LINGG, R.D. 1974. Aluminum in the environment and human health. Environ. Health Perspect, v.8, p.3-95, 1974.

JUNQUEIRA, O. M. Metais pesados contaminam carne. Avicultura e Suinocultura Industrial, São Paulo, n.38, p. 27-29, 1993.

ANDRIGUETO, J. M.; PERLY, L.; MINARDI, I.; GEMAEL, A.; FLEMING, J. S.; SOUZA, G.A.; BONA FILHO, A. Os princípios nutritivos e suas finalidades. In: ANDRIGUETO, J. M.; PERLY, L.; MINARDI, I.; GEMAEL, A.; FLEMING, J. S.; SOUZA, G.A.; BONA FILHO, A. Nutrição animal. 4.ed. São Paulo: Nobel, 1990. p.189-255.




DOI: https://doi.org/10.34188/bjaerv3n2-016

Apontamentos

  • Não há apontamentos.