Experimentação na perspectiva investigativa no ensino de química: construindo conhecimento por meio da indagação / Experimentation from an investigative perspective in teaching chemistry: building knowledge through inquiry

Nathália Barra Viana, Pablo Souza de Sá, Clintia Cardoso Portilho, Yasmin Santos de Azevedo, Steven Souza Paes, Luely Oliveira da Silva

Resumo


Este trabalho buscou verificar o uso da experimentação na perspectiva investigativa no Ensino de Química na educação básica. A aplicação de aulas práticas e investigativas consiste em uma estratégia importante para a construção do conhecimento científico levando desta forma o aluno a entender que a Química está em todos os lugares e que tendo aplicabilidade no dia-a-dia do educando. Destarte, esta pesquisa tem o objetivo de demonstrar, e assim corroborar, que a experimentação de forma investigativa possibilita um maior aprendizado, assim como, maiores reflexões sobre o problema abordado. A metodologia usada versa em um levantamento bibliográfico e procedimento pedagógico de aplicação de uma proposta que consiste em teste, aplicação de experimentos e apresentação oral do conteúdo. Uma vez aplicados obteve-se resultados significativos visto que houve uma maior participação dos alunos nos momentos da realização dos procedimentos pedagógicos. Os alunos conseguiram resolver as questões problemas lançadas com empenho e dedicação realizando significativas contribuições, e assim notou-se uma maior motivação de aprender, revelando a importância e a necessidade dessas atividades aplicadas por meio de uma abordagem investigativas, fazendo parte do cotidiano escolar.


Palavras-chave


Experimentação, Conhecimento por Indagação, Ensino de Química.

Texto completo:

PDF

Referências


BIZZO, Nélio. Ciências: fácil ou difícil. São Paulo: Ática, 2002.

BECKER, Fernando. Modelos Pedagógicos e Modelos Epistemológicos. Educação e Realidade. PortoAlegre, v. 19 (1), 89:96, jan./jun. 1994

SEVERO, Ivan R. M; KASSEBOEHMER Ana Cláudia. Motivação dos Alunos: reflexões sobre o Perfil Motivacional e a Percepção dos Professores. Química Nova na Escola. São Paulo – SP, v. 39, n. 1, p. 75-82, fev. 2017.

FABRI, P. H.; GIACOMINI, R. A. Estudo da Motivação do Aluno no Processo de Ensino e Aprendizagem Promovida pelo Uso de Modelos Moleculares, Validado por Meio de Áudio e Vídeo. Química Nova na Escola. São Paulo – SP, v. 40, n. 3, p. 196-208, ago. 2018.

GUIMARÃES, Cleidson Carneiro. Experimentação no Ensino de Química: Caminhos e Descaminhos Rumo à Aprendizagem Significativa. Química Nova na Escola. São Paulo – SP, v. 31, n. 3, ago. 2009. LUCA, A. G. et al. Na Experimentação Contextualizada e Interdisciplinar: o papel dos Questionamentos, da Argumentação e da Leitura. Scientia Naturalis, Rio Branco, v. 1, n. 2, p. 267-280, 2019.

FERREIRA, L. H; HARTWIG, D. R; OLIVEIRA, R. C. Ensino Experimental de Química: Uma Abordagem Investigativa Contextualizada. Química Nova na Escola. v. 32, n. 2, maio 2010.

MOREIRA, Marco Antônio; MASINI, Elcie. Aprendizagem Significativa: a teoria de David Ausubel. 2 ed. São Paulo: Centauro. 2001.




DOI: https://doi.org/10.34115/basrv4n3-011

Apontamentos

  • Não há apontamentos.